Artigo Anais IV ENID / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

Visualizações: 222
EDUCAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES E AS POSSIBILIDADES DE ATUAÇÃO DA LICENCIATURA EM PSICOLOGIA

Palavra-chaves: PSICOLOGIA, EDUCAÇÃO CONTINUADA, PROFESSOR Comunicação Oral (CO) FORMAÇÃO DOCENTE: SABERES, SUJEITOS E PRÁTICAS Publicado em 22 de novembro de 2014

Resumo

A Resolução Nº 5 de 15 de março de 2011 institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Psicologia, estabelecendo normas para a formação de professores no referido curso. A atuação do psicólogo junto à educação continuada é uma das propostas previstas nesta Resolução. Partindo dessa premissa, o presente trabalho tem como objetivo explorar e descrever as poucas possibilidades encontradas nas atividades de educação continuada de professores em se tratando da participação de psicólogos junto a essa formação. O trabalho é resultado de uma atividade de pesquisa proposta pelo componente curricular Prática Pedagógica I, do curso de Psicologia, da Universidade Estadual da Paraíba. Foram realizadas visitas a três instituições responsáveis pelo trabalho de Formação Continuada de professores no município de Campina Grande-PB, quais sejam: Fundação de Apoio ao Ensino, à Pesquisa e à Extensão (FURNE); 3ª Gerência de Ensino do Estado da Paraíba; Secretaria Municipal de Educação do referido município. Foram feitas entrevistas semiestruturadas com os coordenadores do setor pedagógico de cada instituição, totalizando três participantes. Os resultados obtidos a partir das entrevistas realizadas com os coordenadores pedagógicos de cada instituição demonstraram a escassez da participação de psicólogos desenvolvendo trabalhos na formação continuada de professores. Observou-se na FURNE uma predominância de psicólogos desenvolvendo a docência junto às disciplinas relacionadas aos processos de desenvolvimento e aprendizagem. Na 3ª Gerência de Ensino foi relatada a participação de psicólogos junto à formação de professores que atuam nas salas de recursos com alunos especiais. Nessa mesma instituição foi defendida a necessidade de participação do profissional de psicologia junto às equipes que proporcionam a formação continuada de professores do Estado. Ressaltam-se neste trabalho as dificuldades encontradas na realização da entrevista com os coordenadores da Secretaria Municipal de Educação do município de Campina Grande, visto pela impossibilidade criada em contribuir com a pesquisa. A par dos resultados do estudo, evidenciamos o rico espaço de atuação para o profissional de psicologia em contato com a formação de professores da rede de ensino. Tal realidade pode ser evidenciada pela diversidade de problemáticas que estão presentes no cotidiano escolar e da prática docente, com a qual a psicologia pode contribuir com seus saberes. Diante dos desafios lançados pela Resolução que institui diretrizes para a docência em Psicologia, é preciso considerar a necessidade de reavaliação das condições de formação deste profissional, bem como dos espaços disponibilizados para sua efetiva atuação.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.