Artigo Anais IV ENID / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

A NECESSIDADE DO RESGATE: UMA ANÁLISE DO FILME A ESCOLA DA VIDA, SOB A ÓPTICA DO ENSINO DE HISTÓRIA.

Palavra-chaves: RESGATE, ENSINO DE HISTÓRIA, ENCANTAMENTO Comunicação Oral (CO) Ensino de História e formação docente Publicado em 22 de novembro de 2014

Resumo

Este breve enunciado propõe uma reflexão constituída na problemática da inserção da história dita “pós-moderna” no ensino de história, tendo como principal aporte discursivo a ênfase do não resgate, restritamente nos primeiros anos de ensino do saber histórico sob a perjura de constituir uma maior atração por parte do corpo discente aos assuntos que estão sendo veiculados em sala de aula. Deste modo através da postura de abordagem utilizada pelo personagem “Mr. D”, que se trata do protagonista do filme “escola da vida”, pode-se perceber que há uma necessidade de constituir uma mediação entre a abordagem acadêmica e a abordagem escolar, onde o componente curricular necessariamente deve assumir uma sedução aos ouvidos do interlocutor, integrante de um espaço escolar notoriamente pragmático. Sendo assim, partindo metodologicamente de uma revisão bibliográfica e da leitura visual dos apontamentos do filme “a escola da vida”, principalmente no que este se refere a abordagem do docente responsável pela disseminação do conhecimento histórico formalizado através do currículo, pode-se conceber no espaço da sala de aula, no que se refere aos primeiros contatos com o ensino de história uma necessidade de haver uma mediação entre a história discutida na academia e a escola que deve ser implantada nos primeiros anos. Deste modo este breve ensaio busca conceber uma mediação entre duas ramificações divergentes do saber histórico, que indubitavelmente recaem sobre o ensino de história, não em busca de assimilar verdades enraizadas em uma história “verídica”, aos moldes da escola metódica do século XIX, mas conceber uma mediação construtivista. Deste modo deve-se pressupor que para haver uma desconstrução, primeiramente deve haver uma construção do saber histórico.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.