Artigo Anais ABRALIC Internacional

ANAIS de Evento

ISSN: 2317-157X

Visualizações: 287
A INTERNACIONALIZAÇÃO DA CRÍTICA DE BENEDITO NUNES: ASPECTOS COMPARATIVOS

Publicado em 12 de julho de 2013

Resumo

Benedito Nunes publica, entre 1946 e 1951 em Belém do Pará, dois capítulos de romance, poesias, aforismos, entrevistas e crônicas filosóficas no encarte jornalístico Arte Suplemento Literatura, do jornal Folha do Norte, no qual estreou como crítico literário. Em 1951, com o ensaio Considerações sobre A Peste, demonstra que, desde o princípio de suas análises, opta por obras voltadas para o mistério da existência, como as dos literatos nacionais Guimarães Rosa e Clarice Lispector em comparação com autores estrangeiros, a exemplo de Jean-Paul Sartre. Tal fato possibilita relacionar os textos literários selecionados pelo crítico belenense a determinadas concepções filosóficas e teológicas, conforme se verifica a partir da análise do romance A morte de Ivan Ilitch (1886), de Tolstoi, sua primeira apreciação de um texto em prosa, em 1950. Assim sendo, esta comunicação objetiva enfocar a internacioanlização da crítica nunesiana, atentando para seus aspectos comparativos, especificamente no que tange ao mencionado romance do franco-argelino Albert Camus.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.