Artigo Anais ABRALIC Internacional

ANAIS de Evento

ISSN: 2317-157X

UMA ANÁLISE DO EU NA POESIA DE LUÍS QUINTAIS

"2013-07-12 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 4424
    "edicao_id" => 14
    "trabalho_id" => 649
    "inscrito_id" => 902
    "titulo" => "UMA ANÁLISE DO EU NA POESIA DE LUÍS QUINTAIS"
    "resumo" => "O autoconhecimento sempre foi um tema constante na poesia ao longo dos tempos. O poeta sempre se deteve em procurar por seu Eu, por sua essência, não sendo raras as viagens ao seu interior, em busca de si mesmo. A poesia moderna, porém, não se restringiu à indagação acerca do sentir do coração ou às angústias individuais do ser poético, frequentes no universo lírico até então. Ela foi mais além. O poeta moderno deixa um pouco de lado o seu Eu empírico, para se voltar ao questionamento acerca de sua função diante do mundo de alienação e instabilidade em que vive o homem contemporâneo. O presente estudo tem como objetivo apresentar uma análise do Eu poético na poesia contemporânea de Luís Quintais, poesia esta que possui como uma de suas temáticas predominantes reflexões acerca da realidade atual: incerta, indefinida e de difícil descrição, tendo em vista a fugacidade, a rápida mutação e a consequente pulverização das relações e das coisas no mundo contemporâneo. Para isso, utilizaremos como aporte teórico as reflexões de Agamben, Friedrich, Felipe Moisés, Rancière, dentre outros."
    "modalidade" => null
    "area_tematica" => null
    "palavra_chave" => null
    "idioma" => null
    "arquivo" => "Completo_Comunicacao_oral_idinscrito_902_0036140fab02337871e09a160b369b93.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:50"
    "updated_at" => "2020-06-10 13:11:26"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MAISA MEDEIROS PACHECO DE ANDRADE"
    "autor_nome_curto" => "MAISA ANDRADE"
    "autor_email" => "maisampa@gmail.com"
    "autor_ies" => "UFRN"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-abralic-internacional"
    "edicao_nome" => "Anais ABRALIC Internacional"
    "edicao_evento" => "XIII Congresso Internacional da Associação Brasileira de Literatura Comparada"
    "edicao_ano" => 2013
    "edicao_pasta" => "anais/abralic/2013"
    "edicao_logo" => "5e48acf34819c_15022020234611.png"
    "edicao_capa" => "5f17347012303_21072020153112.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2013-07-12 00:00:00"
    "publicacao_id" => 12
    "publicacao_nome" => "Revista ABRALIC INTERNACIONAL"
    "publicacao_codigo" => "2317-157X"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 4424
    "edicao_id" => 14
    "trabalho_id" => 649
    "inscrito_id" => 902
    "titulo" => "UMA ANÁLISE DO EU NA POESIA DE LUÍS QUINTAIS"
    "resumo" => "O autoconhecimento sempre foi um tema constante na poesia ao longo dos tempos. O poeta sempre se deteve em procurar por seu Eu, por sua essência, não sendo raras as viagens ao seu interior, em busca de si mesmo. A poesia moderna, porém, não se restringiu à indagação acerca do sentir do coração ou às angústias individuais do ser poético, frequentes no universo lírico até então. Ela foi mais além. O poeta moderno deixa um pouco de lado o seu Eu empírico, para se voltar ao questionamento acerca de sua função diante do mundo de alienação e instabilidade em que vive o homem contemporâneo. O presente estudo tem como objetivo apresentar uma análise do Eu poético na poesia contemporânea de Luís Quintais, poesia esta que possui como uma de suas temáticas predominantes reflexões acerca da realidade atual: incerta, indefinida e de difícil descrição, tendo em vista a fugacidade, a rápida mutação e a consequente pulverização das relações e das coisas no mundo contemporâneo. Para isso, utilizaremos como aporte teórico as reflexões de Agamben, Friedrich, Felipe Moisés, Rancière, dentre outros."
    "modalidade" => null
    "area_tematica" => null
    "palavra_chave" => null
    "idioma" => null
    "arquivo" => "Completo_Comunicacao_oral_idinscrito_902_0036140fab02337871e09a160b369b93.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:50"
    "updated_at" => "2020-06-10 13:11:26"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MAISA MEDEIROS PACHECO DE ANDRADE"
    "autor_nome_curto" => "MAISA ANDRADE"
    "autor_email" => "maisampa@gmail.com"
    "autor_ies" => "UFRN"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-abralic-internacional"
    "edicao_nome" => "Anais ABRALIC Internacional"
    "edicao_evento" => "XIII Congresso Internacional da Associação Brasileira de Literatura Comparada"
    "edicao_ano" => 2013
    "edicao_pasta" => "anais/abralic/2013"
    "edicao_logo" => "5e48acf34819c_15022020234611.png"
    "edicao_capa" => "5f17347012303_21072020153112.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2013-07-12 00:00:00"
    "publicacao_id" => 12
    "publicacao_nome" => "Revista ABRALIC INTERNACIONAL"
    "publicacao_codigo" => "2317-157X"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 12 de julho de 2013

Resumo

O autoconhecimento sempre foi um tema constante na poesia ao longo dos tempos. O poeta sempre se deteve em procurar por seu Eu, por sua essência, não sendo raras as viagens ao seu interior, em busca de si mesmo. A poesia moderna, porém, não se restringiu à indagação acerca do sentir do coração ou às angústias individuais do ser poético, frequentes no universo lírico até então. Ela foi mais além. O poeta moderno deixa um pouco de lado o seu Eu empírico, para se voltar ao questionamento acerca de sua função diante do mundo de alienação e instabilidade em que vive o homem contemporâneo. O presente estudo tem como objetivo apresentar uma análise do Eu poético na poesia contemporânea de Luís Quintais, poesia esta que possui como uma de suas temáticas predominantes reflexões acerca da realidade atual: incerta, indefinida e de difícil descrição, tendo em vista a fugacidade, a rápida mutação e a consequente pulverização das relações e das coisas no mundo contemporâneo. Para isso, utilizaremos como aporte teórico as reflexões de Agamben, Friedrich, Felipe Moisés, Rancière, dentre outros.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.