Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 225
REFLEXÕES SOBRE O PROCESSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES MEDIADOS PELAS TECNOLOGIAS

Palavra-chaves: ENSINO DE CIÊNCIAS, FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES, TECNOLOGIA NA ESCOLA Comunicação Oral (CO) GT 16 – Ensino de Ciências Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

A formação iniciada de professores é um processo em que o educador tem a oportunidade de se preparar, aprimorando seu conhecimento para que saiba aliar a teoria com a prática. Com todo processo de adaptações, o professor deve se inteirar de uma abordagem que envolva o campo científico-tecnológico-social, no qual está inserido, porém, o que se percebe é um ensino envolto por carências na formação de professores para atuarem no Ensino de Ciências. Sendo assim, ao considerarmos a utilização de jogos didáticos computacionais como aliados do processo ensino-aprendizagem de Ciências, acreditamos que o livro didático seja um instrumento a mais de trabalho, não se constituindo a diretriz primordial ou única para atuação do professor. O presente trabalho relata uma experiência vivenciada durante a realização de um projeto de extensão que propõe uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação de Orizona-GO, o IF Goiano Campus Urutaí (Pibid/Prodocência/Extensão) e a Universidade Federal de Uberlândia no sentido de promover ações de formação continuada voltadas aos professores de Ciências do referido município. A ação envolveu licenciandos dos cursos de Ciências Biológicas e Química, bem como professores de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT) de ambas as áreas, sendo propostas de acordo com a demanda sinalizada pelos próprios professores envolvidos. A atividade foi desenvolvida no dia 14 de agosto de 2017 juntamente com os professores de Ciências da Rede Municipal de Ensino do município de Orizona-GO, na sede da secretaria de Educação deste mesmo município. Foram realizadas reuniões com os professores, e posteriormente, estudos e pesquisas para a criação de uma ferramenta tecnológica, denominada “Quiz biológico”, em que se abordou o assunto de verminoses, a fim de incentivar no conhecimento a priori da importância de não se acomodar com a forma tradicional de ensino. O contato com os professores foi importante para que houvesse troca de experiências, e o entusiasmo dos mesmos em participar dos encontros propostos, se tornou uma forma de conciliar as dificuldades que possuíam com a atividade aprendida, além de perceber como a tecnologia pode auxiliar no cotidiano escolar. Tal parceria teve ainda a potencialidade de fortalecer a licenciatura, oportunizando o contato direto dos licenciandos envolvidos com a realidade educacional em questão.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.