Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DO INGLÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA À LUZ DA INTERLÍNGUA

Palavra-chaves: AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM, INTERLÍNGUA, ENSINO Comunicação Oral (CO) GT 15 – Ensino de línguas
"2017-12-20 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 37879
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 208
    "inscrito_id" => 1881
    "titulo" => "O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DO INGLÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA À LUZ DA INTERLÍNGUA"
    "resumo" => "Os estudos de aquisição de uma LE têm como paralelo a aquisição da língua materna (LM), considerando esta como ponto de partida para o processo de aprendizagem. Inicialmente, as pesquisas na área buscaram descrever acerca de questões concernentes a problemáticas relacionadas à sala de aula e a busca de métodos mais eficientes para a apropriação da língua. Entender a aquisição não negligenciando o sujeito é extremamente importante para compreender os diversos modos de funcionamento da linguagem. Ao interagir com outros sujeitos, cada indivíduo carrega consigo marcas que o faz singular. Este trabalho trata da identidade do sujeito aprendiz de inglês como língua estrangeira (LE) no processo de aquisição à luz da interlíngua. O entendimento da linguagem enunciada pela criança, sujeito que ao enunciar carrega consigo sua voz própria é fundamental para o estabelecimento de que língua e fala não são entidades abstratas, mas antes enunciados concretos. As reflexões aqui exploradas surgem dos dados de uma criança de oito anos, estudante do terceiro ano do nível fundamental 1 de uma escola regular da cidade de Guarabira-PB onde duas vezes por semana tem contato com o inglês em aulas com duração de 50 minutos cada. Neste estudo, buscamos investigar possíveis marcas identitárias do sujeito durante a aquisição da LE. As análises se dão tanto no âmbito da escrita, onde a criança deveria completar as frases com palavras em inglês, estas representadas por imagens, quanto da fala – sob o ponto de vista fonético-acústico. Para as análises acústicas utilizamos o programa computacional PRAAT versão 5.4 (Boersma&Weenik, 2014)."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 15 – Ensino de línguas"
    "palavra_chave" => "AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM, INTERLÍNGUA, ENSINO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA15_ID1881_05072017175325.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:22"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:09"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ANILDA COSTA ALVES"
    "autor_nome_curto" => "ANILDA"
    "autor_email" => "anildauepb@gmail.com"
    "autor_ies" => "0000"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 37879
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 208
    "inscrito_id" => 1881
    "titulo" => "O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DO INGLÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA À LUZ DA INTERLÍNGUA"
    "resumo" => "Os estudos de aquisição de uma LE têm como paralelo a aquisição da língua materna (LM), considerando esta como ponto de partida para o processo de aprendizagem. Inicialmente, as pesquisas na área buscaram descrever acerca de questões concernentes a problemáticas relacionadas à sala de aula e a busca de métodos mais eficientes para a apropriação da língua. Entender a aquisição não negligenciando o sujeito é extremamente importante para compreender os diversos modos de funcionamento da linguagem. Ao interagir com outros sujeitos, cada indivíduo carrega consigo marcas que o faz singular. Este trabalho trata da identidade do sujeito aprendiz de inglês como língua estrangeira (LE) no processo de aquisição à luz da interlíngua. O entendimento da linguagem enunciada pela criança, sujeito que ao enunciar carrega consigo sua voz própria é fundamental para o estabelecimento de que língua e fala não são entidades abstratas, mas antes enunciados concretos. As reflexões aqui exploradas surgem dos dados de uma criança de oito anos, estudante do terceiro ano do nível fundamental 1 de uma escola regular da cidade de Guarabira-PB onde duas vezes por semana tem contato com o inglês em aulas com duração de 50 minutos cada. Neste estudo, buscamos investigar possíveis marcas identitárias do sujeito durante a aquisição da LE. As análises se dão tanto no âmbito da escrita, onde a criança deveria completar as frases com palavras em inglês, estas representadas por imagens, quanto da fala – sob o ponto de vista fonético-acústico. Para as análises acústicas utilizamos o programa computacional PRAAT versão 5.4 (Boersma&Weenik, 2014)."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 15 – Ensino de línguas"
    "palavra_chave" => "AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM, INTERLÍNGUA, ENSINO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA15_ID1881_05072017175325.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:22"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:09"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ANILDA COSTA ALVES"
    "autor_nome_curto" => "ANILDA"
    "autor_email" => "anildauepb@gmail.com"
    "autor_ies" => "0000"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

Os estudos de aquisição de uma LE têm como paralelo a aquisição da língua materna (LM), considerando esta como ponto de partida para o processo de aprendizagem. Inicialmente, as pesquisas na área buscaram descrever acerca de questões concernentes a problemáticas relacionadas à sala de aula e a busca de métodos mais eficientes para a apropriação da língua. Entender a aquisição não negligenciando o sujeito é extremamente importante para compreender os diversos modos de funcionamento da linguagem. Ao interagir com outros sujeitos, cada indivíduo carrega consigo marcas que o faz singular. Este trabalho trata da identidade do sujeito aprendiz de inglês como língua estrangeira (LE) no processo de aquisição à luz da interlíngua. O entendimento da linguagem enunciada pela criança, sujeito que ao enunciar carrega consigo sua voz própria é fundamental para o estabelecimento de que língua e fala não são entidades abstratas, mas antes enunciados concretos. As reflexões aqui exploradas surgem dos dados de uma criança de oito anos, estudante do terceiro ano do nível fundamental 1 de uma escola regular da cidade de Guarabira-PB onde duas vezes por semana tem contato com o inglês em aulas com duração de 50 minutos cada. Neste estudo, buscamos investigar possíveis marcas identitárias do sujeito durante a aquisição da LE. As análises se dão tanto no âmbito da escrita, onde a criança deveria completar as frases com palavras em inglês, estas representadas por imagens, quanto da fala – sob o ponto de vista fonético-acústico. Para as análises acústicas utilizamos o programa computacional PRAAT versão 5.4 (Boersma&Weenik, 2014).

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.