Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

ALUNO COM DEFICIÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR: UM RELATO DAS SUAS VIVÊNCIAS

Palavra-chaves: DEFICIÊNCIA, VIVÊNCIAS, CONQUISTAS Pôster (PO) GT 10 - Educação Especial Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

A inclusão das pessoas com Necessidades Educacionais Especiais (NEE) é um assunto em debate em todas as instituições educacionais. A conscientização sobre o referido assunto deve ser pauta de discussão e ação de toda a comunidade escolar, professores, gestores e demais funcionários, incluindo também alunos e familiares. Neste trabalho, o interesse acadêmico científico é identificar as dificuldades e os desafios nas vivências de um aluno com paralisia cerebral (PC), baixa visão e mobilidade reduzida, que atualmente, está matriculado no curso de Pedagogia da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). A investigação é de natureza qualitativa, realizada por meio de um estudo exploratório/descritivo. Inicialmente, foi explorada uma bibliografia sobre apoios e suportes pedagógicos favoráveis à inclusão escolar de pessoas com deficiência, incluindo também a influência das relações parentais, seguida de uma entrevista semiestruturada com uma pessoa com Necessidades Educacionais Especiais (NEE). Os resultados evidenciaram as dificuldades e conquistas do referido aluno no decorrer da educação básica até o ensino superior. O entrevistado enfatizou que encontrou mais problemas no ensino médio do que na universidade, pois ressalta que no curso tem acompanhamento dos profissionais de um departamento da instituição que trata especificamente das formas de apoio aos alunos com deficiência. Também foi notória a importância do engajamento familiar para que suas condições perante o meio social fossem respeitadas, uma vez que seus familiares sempre o acolheram sem expressar nenhum tipo de preconceito. Sobre as limitações, relatou que quando nasceu teve paralisia cerebral e que só começou a engatinhar com três anos de idade, andou somente aos cinco e passou por onze cirurgias. Mas, afirmou que hoje tem uma vida normal como qualquer outra pessoa. Contudo, o entrevistado destaca alguns entraves que ainda encontra em sua trajetória, pois sempre necessita de um maior acompanhamento para que consiga desenvolver melhor a aprendizagem, devido os prejuízos em sua coordenação motora fina, que o impede de escrever, digitar.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.