Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 187
A GESTÃO DEMOCRÁTICA NA ESCOLA E O DESEMPENHO ACADÊMICO DOS ALUNOS: AS EVIDÊNCIAS DA PROVA BRASIL 2013

Palavra-chaves: GESTÃO DEMOCRÁTICA, APRENDIZAGEM, PROVA BRASIL Comunicação Oral (CO) GT 02 - Didática, Currículo e Política Educacional Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

A garantia de padrões de qualidade de ensino destacada na Lei de Diretrizes e Bases da Educação de 1996 suscitou pesquisas e discussões em busca da definição de qualidade da educação. Os debates tornaram-se mais recorrentes a partir da implantação de políticas de avaliação nacional do ensino, como forma de obter um diagnóstico do aprendizado dos alunos na Educação Básica no Brasil. A utilização das avaliações em larga escala suscitou a produção de pesquisas de investigação dos processos associados ao aprendizado, em que este ocorre em um ambiente no qual existem muitos atores envolvidos, com diversas atribuições. Este artigo é derivado da monografia apresentada ao final do curso de Pedagogia da UFMG e está inserido no campo das discussões de processos associados ao aprendizado, especificamente, as relações entre a gestão escolar e o desempenho. Os gestores escolares vêm assumindo um papel protagonista na melhoria da qualidade do ensino, atribuindo responsabilidades como as de articulação, planejamento, monitoramento e avaliação do ensino. A concepção de gestão democrático-participativa é, atualmente, uma demanda instituída em legislações educacionais e tem sido muito discutida na literatura como uma das formas de alcançar os padrões de qualidade do ensino. Portanto, o objetivo geral deste trabalho é analisar a associação entre itens de gestão democrática e o desempenho dos alunos do 5º ano do ensino fundamental na Prova Brasil 2013. A Prova Brasil consiste em uma avaliação censitária das escolas públicas, com o objetivo de avaliar a qualidade do ensino. Foram feitas análises descritivas a partir dos questionários contextuais respondidos pelos diretores e alunos, associando variáveis desses questionários às proficiências em Matemática e Língua Portuguesa dos alunos do 5º ano das escolas públicas brasileiras. Os resultados encontrados por meio das análises descritivas corroboram com a literatura na área sobre a importância de práticas de gestão participativas associadas ao desempenho dos alunos, uma vez que as médias em Matemática e Língua Portuguesa dos alunos do 5º ano das escolas públicas brasileiras foram maiores para práticas de gestão com tendências mais participativas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.