Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

Visualizações: 268
ESTÁGIO SUPERVISIONADO E TRADUÇÃO: UM ESTUDO SOBRE ESSA RELAÇÃO ATRAVÉS DAS OBSERVAÇÕES REALIZADAS DURANTE AS AULAS DE LÍNGUA INGLESA NUMA ESCOLA PÚBLICA ESTADUAL

Palavra-chaves: ESTÁGIO SUPERVISIONADO, TRADUÇÃO, LÍNGUA INGLESA Comunicação Oral (CO) GT14-ESTUDOS DE LÍNGUA INGLESA E FORMAÇÃO DOCENTE Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

O presente trabalho tem o objetivo geral de descrever a prática docente de Língua Inglesa (LI) em relação ao uso da tradução no local onde ocorreram as observações demandadas pelo Estágio Supervisionado I, durante o Curso de Licenciatura em Letras (habilitação em Língua e Literatura Inglesa). Para isso, os seguintes objetivos específicos foram elencados: (1) registrar, por meio de anotações, as aulas observadas durante o período do estágio; (2) apresentar definições de tradução; e (3) evidenciar se o processo de tradução ocorreu nas aulas observadas. Como suporte teórico, fizemos uso das contribuições de Lucindo (2006) e Harmer (2007), que apresentam a tradução numa perspectiva pedagógica, Jakobson (1959/2000), que evidencia as três categorias de tradução, a saber: intralingual, interlingual e intersemiótica. Quanto à metodologia, trata-se de uma pesquisa descritiva, qualitativa e etnográfica, na qual usamos como corpus de análise as anotações das aulas de LI observadas numa turma de 8º ano do Ensino Fundamental II, numa escola da rede pública estadual, em Campina Grande. A análise dos dados nos levou a concluir que o processo de tradução ocorreu nas aulas observadas e de diferentes formas, como a tradução explicativa, proposta por Lucindo (op. cit.), e as traduções interlingual e intersemiótica propostas por Jakobson (op. cit.), cada uma visando alcançar um objetivo diferente. Por fim, também foi possível compreender que a tradução, quando utilizadas com objetivos definidos, é uma importante ferramenta que auxilia o aluno no entendimento e aprendizado da LE e o (a) professor (a) na verificação da aprendizagem, promovendo um ensino de línguas mais efetivo e uma oportunidade de reflexão e aperfeiçoamento de práticas pedagógicas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.