Artigo Anais IV ENID / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

Visualizações: 227
AÇÕES PEDAGÓGICAS DO PIBID DIVERSIDADE DA UFCG NA ESCOLA AGROTÉCNICA DE SUMÉ/PB: VIVÊNCIAS PROMOVIDAS NA ÁREA DE CIÊNCIAS DA NATUREZA E MATEMÁTICA.

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO DO CAMPO, ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA, INICIAÇÃO À DOCÊNCIA Pôster (PO) Docência em Matemática: desafios, contextos e possibilidades Publicado em 22 de novembro de 2014

Resumo

A Universidade Federal de Campina Grande, possui desde março desse ano, o “Projeto PIBID Diversidade”, vinculado ao curso de Licenciatura em Educação do Campo, do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido, no município de Sumé/PB. O PIBID Diversidade é um Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência para a diversidade, criado pela Capes pelo edital 066/2013 e tem como principal objetivo o aperfeiçoamento da formação inicial de professores para o exercício da docência nas escolas indígenas e também nas escolas da educação básica do Campo. O “Projeto PIBID Diversidade” possui subprojetos nas áreas de Linguagens e Códigos, Humanas e Sociais e Ciências da Natureza e Matemática, tais subprojetos desenvolvem suas atividades em parceria com as escolas do Campo de Sumé e demais municípios da região do Cariri Ocidental da Paraíba. O subprojeto Ciências da Natureza e Matemática, que está inserido no PIBID Diversidade, tem como objetivo promover vivências de iniciação à docência nas disciplinas de Ciências e Matemática em escolas do Campo. A Escola Agrotécnica Deputado Evaldo Gonçalves de Queiroz é localizada na zona urbana do município de Sumé/PB, mas possui 75% dos seus educandos oriundos da zona rural e por isso se caracteriza como escola do Campo, acolhendo um grupo de 07 (sete) licenciandos em Educação do Campo, bolsistas do PIBID Diversidade, que realizam diversas ações pedagógicas planejadas, orientadas pelo professor do curso e coordenador do subprojeto, tendo também, um excelente suporte do professor/supervisor da escola. Com as várias ações didático-pedagógicas que vem sendo realizadas, espera-se estabelecer um ambiente favorável ao estudo das Ciências da Natureza e da Matemática de forma contextualizada e transversal, onde seja possível relacionar as especificidades das escolas consideradas do Campo com os contextos sociais, culturais e políticos dos educandos e da região do cariri paraibano. As vivências que vem sendo promovidas estão possibilitando que os licenciandos em Educação do Campo da UFCG, se envolvam em situações metodológicas distintas tendo um ambiente para debates e reflexões voltadas para a realidade escolar e o ensino das Ciências e da Matemática. Pretendemos apresentar algumas das ações sistematizadas realizadas até o momento, são elas: i) Análise crítica a partir de um roteiro elaborado dentro dos pressupostos teóricos da Educação do Campo, de duas coleções de livros didáticos, uma de Ciências e outra de Matemática, adotadas na escola; ii) Estudo sobre o Projeto Político Pedagógico da escola que vem sendo revisado em alguns planejamentos; iii) Participação em Planejamentos, aulas e plantões pedagógicos para reforço de conteúdos para as olimpíadas de Matemática das escolas públicas; iv) Oficinas de construção de jogos e materiais didáticos com materiais reciclados; v) Organização de um Viveiro de mudas e catalogação de plantas medicinais; vi) Aulas de campo, como a visita ao plantio de umbuzeiros vii) Participação no festival do umbu, realizado anualmente na escola. Algumas dessas atividades continuarão sendo desenvolvidas até o final do ano letivo, outras oficinas e feiras/gincanas de conhecimentos estão sendo planejadas para a execução em breve. O envolvimento é notório e crescente, dessa forma esperamos obter mais avanços consideráveis.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.