Artigo Anais IV ENID / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

Visualizações: 184
ESPAÇOS DE PRODUÇÃO DE SABERES, EXTENSÃO CURRICULAR E FORMAÇÃO DOCENTE: INICIATIVAS E PERCEPÇÕES NA/SOBRE ESCOLA PÚBLICA

Palavra-chaves: INICIAÇÃO À DOCÊNCIA, ESCOLA PÚBLICA, EXTENSÃO CURRICULAR Pôster (PO) FORMAÇÃO DOCENTE: SABERES, SUJEITOS E PRÁTICAS Publicado em 22 de novembro de 2014

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo apresentar alguns aspectos das experiências vividas em um Colégio Estadual do Rio de Janeiro, sob a perspectiva da atuação como bolsista do Subprojeto Pedagogia/Ensino Médio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID/UNIRIO). Com o enfoque na prática educativa, visa-se entender como ampliamos os caminhos para a construção da identidade docente, considerando os espaços da escola pública como espaços de formação indo além da universidade. O trabalho busca apresentar nuances da relação escola-universidade por ser esse o interstício que favorece uma dinâmica de ressignificações de saberes e de formação humana que atinge todos os sujeitos envolvidos no processo de viver a escola e as suas urgências. Ao longo de um ano de atuação, nos apoiamos em uma iniciativa que culminou na organização de um cineclube no qual a experiência cinematográfica é definida e reproduzida com os/as estudantes do Nível Médio-Formação de Professores dentro do espaço da escola. O mote é valorizar o cinema como objeto cultural, explorando seu potencial educativo e experimentando-o como campo de interação simbólico, sendo este portador de narrativas diversas que refletem ideologias, crenças e valores. Consequentemente, difusor do patrimônio cultural. As ações priorizam o debate e a reflexão em torno de conceitos e ideias que emergem dessa ambiência de aprendizagem coletiva. O projeto tem como objetivo garantir mais um espaço de escuta e de vivência para além daqueles espaços que o currículo oficial da instituição define previamente com a comunidade escolar. Partimos do ideário apresentado por Miranda (2014) sobre ser essa uma perspectiva onde a dinâmica organizacional está pautada em práticas que instituímos coletivamente em trânsito e em pares. Assim, nos assumimos, como grupo que se constitui nas interseções promovidas pela escola e pela universidade a partir de uma retórica engajada diante das práticas de invisibilização das potencialidades dos saberes discentes e docentes. O Projeto Cineclube está alinhado com o objetivo central do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência que é colaborar com a formação de estudantes de licenciaturas proporcionando a experiência de estar/viver a escola e aprender no cotidiano outras possibilidades de trabalho através de práticas dialógicas e consequentemente interculturais no sentido dado por Candau (2008).

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.