Artigo Anais IV ENID / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

PROPOSTA DE INVESTIGAÇÃO NA FORMAÇÃO DOS PROFESSORES DE QUÍMICA DAS ESCOLAS PÚBLICA NA CIDADE DE ARARA PB, QUANTO A ABORDAGEM DA INCLUSÃO NO PROCESSO DE ENSINO- APRENDIZAGEM.

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO INCLUSIVA, DEFICIÊNCIAS VISUAIS, PROFESSORES DE QUÍMICA. Pôster (PO) FORMAÇÃO DOCENTE: SABERES, SUJEITOS E PRÁTICAS
"2014-11-22 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 9766
    "edicao_id" => 27
    "trabalho_id" => 303
    "inscrito_id" => 575
    "titulo" => "PROPOSTA DE INVESTIGAÇÃO NA FORMAÇÃO DOS PROFESSORES DE QUÍMICA DAS ESCOLAS PÚBLICA NA CIDADE DE ARARA PB, QUANTO A ABORDAGEM DA INCLUSÃO NO PROCESSO DE ENSINO- APRENDIZAGEM."
    "resumo" => "Historicamente a educação inclusiva teve seu início com a Declaração de Salamanca, um documento formulado na Espanha neste discute a exclusão dos deficientes dentro do espaço escolar. Para tanto, este documento indica a necessidade de uma escola para todos, levando a um movimento mundial de reflexão sobre os processos excludentes dentro do ambiente escolar. Nesta perspectiva Salamanca, aponta a necessidade de todos os cidadãos terem a consciência de que é apenas através da educação que as possibilidades da inclusão das pessoas com deficiência visual, ou qualquer outro tipo de deficiência presente podem se incluídas de forma igualitária. Para tanto, a sociedade em geral deve passar por um processo de adaptação, ou mesmo de reeducação, a fim de saber tratar melhor as pessoas com tais deficiências e, passarem a vê-las não só por suas limitações, mais sim, por suas potencialidades.  Nesse sentido, o professor deve está preparado para enfrentar as diferentes limitações no processo de aprendizagem de cada aluno, uma vez que, para que ocorra uma educação inclusiva de verdade, é necessário que estas limitações sejam minimizadas no espaço escolar, bem como, na sociedade em geral. Sendo assim, o professor deve buscar uma formação continuada, que lhe proporcione competências metodológicas para lidar com alunos especiais, e distinguir as diferentes necessidades de cada um, sabendo inclui dentre os demais e não havendo o processo de inclusão/exclusão. Segundo Stainback (1999), educandos todos os alunos juntos, os especiais terão a oportunidade de preparar-se para a vida em comunidade, e a partir disso, os professores melhoram suas práticas de ensino e a sociedade toma a decisão consciente de igualdade para todas as pessoas. Nessa perspectiva de inclusão, o foco é investigar a formação dos professores de Química da cidade de Arara PB a luz da inclusão social, e apontar alguns paradigmas que ainda devem ser quebrados dentro da sociedade, como também conhecer algumas propostas pedagógicas que possibilitem a efetivação da inclusão de deficientes visuais para o cotidiano escolar. Para tanto, a metodologia utilizado é baseada em um estudo de caso referente à educação inclusiva, a objetiva abordagem específicas de coletas e análise de dados, e é considerada uma análise qualitativa.  Como instrumento de coleta de dados será utilizado um questionário semi - estruturado, a fim de avaliar a relevância desta temática no processo de ensino- aprendizagem. Os investigados serão os professores de Química das Escolas Publicas da Cidade de Arara, este instrumento abordará questões sobre a educação inclusiva, as quais irão avaliar a importância da mesma na educação de alunos com deficiências visuais."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "FORMAÇÃO DOCENTE: SABERES, SUJEITOS E PRÁTICAS"
    "palavra_chave" => "EDUCAÇÃO INCLUSIVA, DEFICIÊNCIAS VISUAIS, PROFESSORES DE QUÍMICA."
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_22_10_2014_23_38_35_idinscrito_575_86634cc8681d8713becd0a863522d6b2.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:56"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:19:14"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ANDRÉ SANTOS DA COSTA"
    "autor_nome_curto" => "ANDRÉ COSTA"
    "autor_email" => "andrecosta2011@hotmail.co"
    "autor_ies" => "UEPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-enid---uepb"
    "edicao_nome" => "Anais IV ENID / UEPB"
    "edicao_evento" => "IV Encontro de Iniciação à Docência da UEPB / UEPB"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/enid/2014"
    "edicao_logo" => "5e4d80132b22c_19022020153603.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1855cb47e5f_22072020120547.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-11-22 00:00:00"
    "publicacao_id" => 13
    "publicacao_nome" => "Revista ENID UEPB"
    "publicacao_codigo" => "2318-7379"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 9766
    "edicao_id" => 27
    "trabalho_id" => 303
    "inscrito_id" => 575
    "titulo" => "PROPOSTA DE INVESTIGAÇÃO NA FORMAÇÃO DOS PROFESSORES DE QUÍMICA DAS ESCOLAS PÚBLICA NA CIDADE DE ARARA PB, QUANTO A ABORDAGEM DA INCLUSÃO NO PROCESSO DE ENSINO- APRENDIZAGEM."
    "resumo" => "Historicamente a educação inclusiva teve seu início com a Declaração de Salamanca, um documento formulado na Espanha neste discute a exclusão dos deficientes dentro do espaço escolar. Para tanto, este documento indica a necessidade de uma escola para todos, levando a um movimento mundial de reflexão sobre os processos excludentes dentro do ambiente escolar. Nesta perspectiva Salamanca, aponta a necessidade de todos os cidadãos terem a consciência de que é apenas através da educação que as possibilidades da inclusão das pessoas com deficiência visual, ou qualquer outro tipo de deficiência presente podem se incluídas de forma igualitária. Para tanto, a sociedade em geral deve passar por um processo de adaptação, ou mesmo de reeducação, a fim de saber tratar melhor as pessoas com tais deficiências e, passarem a vê-las não só por suas limitações, mais sim, por suas potencialidades.  Nesse sentido, o professor deve está preparado para enfrentar as diferentes limitações no processo de aprendizagem de cada aluno, uma vez que, para que ocorra uma educação inclusiva de verdade, é necessário que estas limitações sejam minimizadas no espaço escolar, bem como, na sociedade em geral. Sendo assim, o professor deve buscar uma formação continuada, que lhe proporcione competências metodológicas para lidar com alunos especiais, e distinguir as diferentes necessidades de cada um, sabendo inclui dentre os demais e não havendo o processo de inclusão/exclusão. Segundo Stainback (1999), educandos todos os alunos juntos, os especiais terão a oportunidade de preparar-se para a vida em comunidade, e a partir disso, os professores melhoram suas práticas de ensino e a sociedade toma a decisão consciente de igualdade para todas as pessoas. Nessa perspectiva de inclusão, o foco é investigar a formação dos professores de Química da cidade de Arara PB a luz da inclusão social, e apontar alguns paradigmas que ainda devem ser quebrados dentro da sociedade, como também conhecer algumas propostas pedagógicas que possibilitem a efetivação da inclusão de deficientes visuais para o cotidiano escolar. Para tanto, a metodologia utilizado é baseada em um estudo de caso referente à educação inclusiva, a objetiva abordagem específicas de coletas e análise de dados, e é considerada uma análise qualitativa.  Como instrumento de coleta de dados será utilizado um questionário semi - estruturado, a fim de avaliar a relevância desta temática no processo de ensino- aprendizagem. Os investigados serão os professores de Química das Escolas Publicas da Cidade de Arara, este instrumento abordará questões sobre a educação inclusiva, as quais irão avaliar a importância da mesma na educação de alunos com deficiências visuais."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "FORMAÇÃO DOCENTE: SABERES, SUJEITOS E PRÁTICAS"
    "palavra_chave" => "EDUCAÇÃO INCLUSIVA, DEFICIÊNCIAS VISUAIS, PROFESSORES DE QUÍMICA."
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_22_10_2014_23_38_35_idinscrito_575_86634cc8681d8713becd0a863522d6b2.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:56"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:19:14"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ANDRÉ SANTOS DA COSTA"
    "autor_nome_curto" => "ANDRÉ COSTA"
    "autor_email" => "andrecosta2011@hotmail.co"
    "autor_ies" => "UEPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-enid---uepb"
    "edicao_nome" => "Anais IV ENID / UEPB"
    "edicao_evento" => "IV Encontro de Iniciação à Docência da UEPB / UEPB"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/enid/2014"
    "edicao_logo" => "5e4d80132b22c_19022020153603.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1855cb47e5f_22072020120547.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-11-22 00:00:00"
    "publicacao_id" => 13
    "publicacao_nome" => "Revista ENID UEPB"
    "publicacao_codigo" => "2318-7379"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 22 de novembro de 2014

Resumo

Historicamente a educação inclusiva teve seu início com a Declaração de Salamanca, um documento formulado na Espanha neste discute a exclusão dos deficientes dentro do espaço escolar. Para tanto, este documento indica a necessidade de uma escola para todos, levando a um movimento mundial de reflexão sobre os processos excludentes dentro do ambiente escolar. Nesta perspectiva Salamanca, aponta a necessidade de todos os cidadãos terem a consciência de que é apenas através da educação que as possibilidades da inclusão das pessoas com deficiência visual, ou qualquer outro tipo de deficiência presente podem se incluídas de forma igualitária. Para tanto, a sociedade em geral deve passar por um processo de adaptação, ou mesmo de reeducação, a fim de saber tratar melhor as pessoas com tais deficiências e, passarem a vê-las não só por suas limitações, mais sim, por suas potencialidades. Nesse sentido, o professor deve está preparado para enfrentar as diferentes limitações no processo de aprendizagem de cada aluno, uma vez que, para que ocorra uma educação inclusiva de verdade, é necessário que estas limitações sejam minimizadas no espaço escolar, bem como, na sociedade em geral. Sendo assim, o professor deve buscar uma formação continuada, que lhe proporcione competências metodológicas para lidar com alunos especiais, e distinguir as diferentes necessidades de cada um, sabendo inclui dentre os demais e não havendo o processo de inclusão/exclusão. Segundo Stainback (1999), educandos todos os alunos juntos, os especiais terão a oportunidade de preparar-se para a vida em comunidade, e a partir disso, os professores melhoram suas práticas de ensino e a sociedade toma a decisão consciente de igualdade para todas as pessoas. Nessa perspectiva de inclusão, o foco é investigar a formação dos professores de Química da cidade de Arara PB a luz da inclusão social, e apontar alguns paradigmas que ainda devem ser quebrados dentro da sociedade, como também conhecer algumas propostas pedagógicas que possibilitem a efetivação da inclusão de deficientes visuais para o cotidiano escolar. Para tanto, a metodologia utilizado é baseada em um estudo de caso referente à educação inclusiva, a objetiva abordagem específicas de coletas e análise de dados, e é considerada uma análise qualitativa. Como instrumento de coleta de dados será utilizado um questionário semi - estruturado, a fim de avaliar a relevância desta temática no processo de ensino- aprendizagem. Os investigados serão os professores de Química das Escolas Publicas da Cidade de Arara, este instrumento abordará questões sobre a educação inclusiva, as quais irão avaliar a importância da mesma na educação de alunos com deficiências visuais.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.