Artigo Anais IV ENID / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

Visualizações: 222
DESENVOLVENDO O PENSAMENTO BIOLÓGICO: O MÉTODO CIENTÍFICO NA ABORDAGEM DA VIDA MICROSCÓPICA

Palavra-chaves: EXPERIMENTAÇÃO, ENSINO DE BIOLOGIA, VIDA MICROSCÓPICA Comunicação Oral (CO) A Biologia na perspectiva do Ensino Médio Inovador: propondo ações integradas de ensino, pesquisa e extensão Publicado em 22 de novembro de 2014

Resumo

O uso da experimentação como ferramenta de ensino-aprendizagem de biologia no ensino médio se faz necessário no contexto escolar atual, já que a atividade pratica é um instrumento para a compreensão dos conteúdos abordados de maneira teórica, buscando facilitar a assimilação dos assuntos, de modo a proporcionar ao estudante uma aproximação com a realidade cotidiana. Para contribuir com a construção do conhecimento, é fundamental que se desenvolva um pensamento crítico sobre a atividade prática realizada, com isso o uso do método cientifico foi utilizado para criar um ensino de ciências naturais voltado para a construção de ideias. Esse estudo, consiste em um relato de experiência didática realizada em uma turma do segundo ano do ensino médio da Escola Estadual Deputado Álvaro Gaudêncio de Queiroz, situada no município de Campina Grande, Paraíba, Brasil. A atividade compõe uma das ações do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) da Universidade Estadual da Paraíba. Com o intuito de pôr em prática o desenvolvimento do pensamento científico, foi realizada uma aula teórica sobre a vida microscópica e, em seguida, o levantamento e a produção de hipóteses para a formulação do pensamento cientifico a partir da visualização de vídeos demonstrativos do conteúdo. A temática foi intensificada com a execução de uma atividade experimental de cultura de microrganismos em placas de Petri, e por fim, foi realizada a confecção de banners relatando a ação prática realizada. Através dos resultados das produções, pudemos observar uma crescente evolução dos alunos quanto ao desenvolvimento e a construção de ideias, isso porque o método, além de estar relacionado aos estudos de um conjunto de fatores científicos, pôde também ser utilizado pelos estudantes como um mecanismo de organização lógica de atividades experimentais, de modo a aproximar o conteúdo abordado com a realidade do aluno, contribuindo de forma didática e prática na inserção do mesmo no contexto acadêmico e científico.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.