Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA: FATORES PRECURSORES E RISCOS ASSOCIADOS

Palavra-chaves: GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA, ATENÇÃO BÁSICA, FAMÍLIA Comunicação Oral (CO) GÊNERO, SEXUALIDADE E EDUCAÇÃO Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

O presente artigo tem como objeto refletir de forma crítica e reflexiva, a gravidez na adolescência, seus fatores precursores e riscos associados. Trata-se de uma revisão integrativa realizada através da base de dados: Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Scientific Electronic Library Online (SciELO), Periódicos Eletrônicos de Psicologia (PEPSIC), e o Portal da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e IndexPsi. Onde analisou-se artigos dos anos de 2008 a 2013. Na coleta de dados foram utilizados os descritores “Gravidez na adolescência and saúde”, “ Gravidez na adolescência and atenção básica”, “Gravidez na adolescência and família and sociedade”. A amostra foi composta por 10 artigos. O ano de 2010 e 2012 obtiveram três publicações equivalentes a (30%) cada uma. Constatou-se que 80% dos estudos são originais e 20% revisão de literatura. O intuito de realizar este estudo remete ao objetivo de tentar compreender quais os fatores podem ocasionar a gravidez na adolescência e suas possíveis conseqüências. Os resultados apontaram o baixo nível socioeconômico associados a outros fatores como: a falta de estrutura familiar, como um dos principais agravantes. As conseqüências podem ser complicações na gravidez como a prematuridade, assim como discriminação social e afastamento de grupos dos quais fazem parte, como a escola e emprego. Mesmo sendo um a fator de risco para a adolescente alguns estudos apontam a gravidez como podendo ser um fator de proteção, visto que os cuidados com a maternidade poderiam ocupar o tempo dessas jovens que por sua vez não estariam envolvidas com tráfico, drogas e outros. Constata-se a necessidade de um atendimento diferenciado as gestantes adolescentes, o acompanhamento de uma equipe interdisciplinar e multiprofissional. Ressalta-se também, a importância frente a elaboração de projetos que trabalhem com a educação sexual nas escolas, uma vez que, os professores possam discorrer sobre diferentes formas de prevenção da gravidez na adolescência, visto ser a escola um espaço privilegiado no que diz respeito a educação do indivíduo. O apoio familiar também pode ajudá-las em diversos aspectos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.