Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 243
DESCONSTRUINDO ESTEREOTIPOS: VALORIZAÇÃO DA IMAGEM FEMININA NEGRA NA OBRA AS TRANÇAS DE BINTOU ALOCADO NO PROJETO A COR DA CULTURA

Palavra-chaves: RELAÇÕES ETNICO-RACIAIS, LITERATURA INFANTO-JUVENIL, EDUCAÇÃO Pôster (PO) EDUCAÇÃO E RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

Introdução- O presente artigo traz em seu contexto a discussão acerca do uso da literatura infantil, para desconstrução do racismo e valorização da beleza negra em sala de aula. O mesmo é resultado parcial da pesquisa que unifica o Projeto PIBIC ,cujo sua ementa é analisar os livros alocado no Projeto a Cor da Cultura. Para tanto escolhemos a obra As Tranças de Bintou que tem como autoria Sylviane A. Diouf, alocada n Projeto A Cor da Cultura, criado no ano de 2004, com parceria do canal Futura, Cidan, Rede Globo, Seppir, Petrobrás, MEC e a Fundação Palmares.Objetivo- Tal trabalho tem o objetivo de desconstruir velhas ideologias de caráter inferiorizadoras ,em relação as pessoas de descendência africana através de literaturas infantis. Metodologia- Na analise da obra buscaremos identificar como a imagem feminina negra é representada e a cultura do seu povo. Pois nesse livro é retratado de forma simples e objetiva um pouco da cultura africana e dentro dela o respeito ao próximo e a valorização da beleza feminina. Resultados e Conclusão- Dessa forma, resultado dessa pesquisa estará inserido no conjunto de trabalhos que contribuem no processo de desconstrução e desnaturalização do preconceito de gênero e raça, bem com irá fortalecer o orgulho de pertencimento de uma etnia tão rica de tradições e simbologias, tal trabalho também reforçará no processo de mudança da mentalidade social brasileira, que apesar de tanto trabalho e debate, percebesse que o preconceito ainda tem forte influencia sobre a sociedade hoje, e na escola não é diferente, é visível a presença da ideologia do branqueamento e da democracia racial e sua influencia na ambiente de sala de aula, por esse motivo é preciso que os educadores busquem formação com o intuito de evitar praticas racistas na escola.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.