Artigo Anais VII CONEDU - Edição Online

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

O OLHAR DA ACP NA RELAÇÃO ENTRE PROFESSOR E ALUNO NO FILME “COMO ESTRELAS NA TERRA: TODA CRIANÇA É ESPECIAL”

Palavra-chaves: ACP, RELAÇÃO DE AJUDA, COMPREENSÃO EMPÁTICA, CONGRUÊNCIA, CONSIDERAÇÃO INCONDICIONAL POSITIVA Comunicação Oral (CO) GT 11 - Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade Publicado em 04 de novembro de 2020

Resumo

O PRESENTE TRABALHO TEM POR OBJETIVO APRESENTAR A ABORDAGEM CENTRADA NO ALUNO NO FILME “COMO ESTRELAS NA TERRA”. A HISTÓRIA DO JOVEM ISHAAN (09 ANOS) QUE APRESENTA DIFICULDADE PARA SE CONCENTRAR E AVANÇAR NOS ESTUDOS. DEPOIS DE DIVERSAS RECLAMAÇÕES DA ESCOLA, A DIRETORA E OS PAIS ENTENDEM ISSO COMO UM PROBLEMA: FALTA DE COMPROMISSO, CASO DE INDISCIPLINA EM CASA, E CONSIDERADO POR TODOS COMO UM PREGUIÇOSO, INDISCIPLINADO POR NÃO ACOMPANHAR O RITMO DOS DEMAIS. POR ESTE MOTIVO O GAROTO SAI DA ESCOLA PARA ESTUDAR EM UM COLÉGIO INTERNO, LONGE DE SUA CASA COM A ESPERANÇA DE MELHORAS. COM O PASSAR DOS DIAS COMEÇA A DAR SINAIS DE DESESTIMULO. NO DECORRER DO FILME UM PROFESSOR SUBSTITUTO DE ARTES SE APROXIMA CONSTRUINDO UMA RELAÇÃO DE AJUDA QUE PERPASSA POR TRÊS CONDIÇÕES FACILITADORAS COMO A COMPREENSÃO EMPÁTICA, A CONGRUÊNCIA E A CONSIDERAÇÃO INCONDICIONAL POSITIVA QUE AJUDAM O ISHAAN A REENCONTRAR SUA AUTOESTIMA PARA VIVER DE FORMA SAUDÁVEL FRENTE ÀS REALIDADES NO CAMPO EDUCACIONAL.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.