Artigo Anais VII CONEDU - Edição Online

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

EXPERIÊNCIA COMPARTIDA NO CURTA-METRAGEM “MULHERES PROIBIDAS DE AMAR”: A FOTOGRAFIA COMO INSTRUMENTO DE RESSIGNIFICAÇÃO DOS ROMANCES “LUCÍOLA”, DE JOSÉ DE ALENCAR, E “A DAMA DAS CAMÉLIAS”, DE ALEXANDR

Palavra-chaves: LITERATURA, FOTOGRAFIA, CINEMA, PROSTITUIÇÃO, VISIBILIDADE Comunicação Oral (CO) GT 17 - Ensino e suas intersecções Publicado em 04 de novembro de 2020

Resumo

A PRESENTE PESQUISA BUSCA ANALISAR COMO O CONJUNTO DAS ARTES FOTOGRÁFICAS E LITERÁRIAS PODE SER RICO EM INTERPRETAÇÕES ACERCA DA PROSTITUIÇÃO, A PARTIR DE TEXTOS LITERÁRIOS COMO “A DAMA DAS CAMÉLIAS” (1997), DE ALEXANDRE DUMAS FILHO, E “LUCÍOLA” (1988), DE JOSÉ DE ALENCAR, BEM COMO DA FOTOGRAFIA DO DOCUMENTÁRIO “MULHERES PROIBIDAS DE AMAR” (2019), PRODUZIDO POR ALUNOS DO CURSO INTEGRADO DO IFPE, CAMPUS RECIFE. INVESTIGAR O SEXO PAGO, TEMA PRINCIPAL DO DOCUMENTÁRIO, PODE SER REVELADOR EM DIVERSOS ASPECTOS. NESSE SENTIDO, E PARA AMPARAR ESSA DISCUSSÃO, BUSCARAM-SE AUTORES IMPORTANTES (ALGUNS, INCLUSIVE, COM LUGAR DE FALA), A EXEMPLO DA ATIVISTA E ESCRITORA GABRIELA LEITE (2008), SWAIN (2011), BARTHES (1980) E CANABARRO (2005). O RESULTADO ESPERADO FOI REVELADOR DE COMO AS ESCOLHAS ESTÉTICAS DOS ALUNOS-AUTORES, A EXEMPLO DO POSICIONAMENTO DA CÂMERA, DO PLANO FOTOGRÁFICO, DA EDIÇÃO DAS IMAGENS, ADENSARAM A CONSTRUÇÃO DAS PERSONAGENS E COMO TAIS ESCOLHAS LIGAM-SE A UM MODO PARTICULAR DE PERCEPÇÃO, DE UMA MANEIRA DE VER, MOLDADA EM TODA A EXPERIÊNCIA SOCIAL.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.