Artigo Anais VII CONEDU - Edição Online

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

ESCREVENDO COM A CÂMERA: ANÁLISE DOS ASPECTOS ESTÉTICOS, POLÍTICOS, SOCIAIS E CULTURAIS NO CURTA-METRAGEM/DOCUMENTÁRIO "MULHERES PROIBIDAS DE AMAR", PRODUZIDOS POR ALUNOS DO 3º PERÍODO DO CURS

Palavra-chaves: CINEMA, PROSTITUIÇÃO, A DAMA DAS CAMÉLIAS, LUCÍOLA, MULHERES PROIBIDAS DE AMAR Comunicação Oral (CO) GT 17 - Ensino e suas intersecções Publicado em 04 de novembro de 2020

Resumo

A PRESENTE PESQUISA SURGIU A PARTIR DA PRODUÇÃO DO DOCUMENTÁRIO MULHERES PROIBIDAS DE AMAR: UMA ANÁLISE DAS RELAÇÕES ENTRE A ARTE E A VIDA (2019), PRODUZIDO POR ALUNOS DO IFPE, CAMPUS RECIFE, NAS AULAS DE LITERATURA, QUE VISAVA, ATRAVÉS DA CÂMERA NA MÃO, PROPOR NOVOS MODOS DE DISCUTIR OS ASPECTOS SOCIAIS, POLÍTICOS E CULTURAIS QUE ENVOLVEM DETERMINADA CATEGORIA DE TRABALHO, MAIS ESPECIFICAMENTE,A DAS INTEGRANTES DA ASSOCIAÇÃO DAS PROFISSIONAIS DO SEXO (APPS),DA CIDADE DO RECIFE. PARTINDO DESSE PRELÚDIO, O OBJETIVO DESTA PESQUISA FOI ANALISAR COMO O DOCUMENTÁRIO DILATA E/OU COMPRIME OS ELEMENTOS CONSTITUINTES DAS NARRATIVAS, APROXIMANDO (OU DISTANCIANDO) A HISTÓRIA DE VIDA DAS PERSONAGENS DO CURTA-METRAGEM À DAS PERSONAGENS LITERÁRIAS ROMÂNTICAS, A SABER, A DAMA DAS CAMÉLIAS (1848), DE ALEXANDRE DUMAS FILHO, E LUCÍOLA (1862), DE JOSÉ DE ALENCAR. EM AMBAS AS NARRATIVAS LITERÁRIAS, OS AUTORES TRATAM DO AMOR DE UM RAPAZ POR UMA CORTESÃ, BUSCANDO ALGUMA RELAÇÃO ENTRE A ARTE E A VIDA. PARA TANTO,ALÉM DA LEITURA DE TEXTOS LITERÁRIOS E FÍLMICOS, REALIZAMOS UM ESTUDO DE CASO COM TRÊS MULHERES DA APPS. COMO FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA PARA TAL DISCUSSÃO, FORAM UTILIZADOS AUTORES/AS COMO PENAFRIA (1999), LINS (2004) E XAVIER (1977; 1983), ABBOTT (2016) E CADEMARTORI(1990). POR FIM, O RESULTADO ESPERADO FOI ATINGIDO COM A ELEVAÇÃO DO SENSO CRÍTICO NÃO SÓ DOS ESTUDANTES DO CURSO TÉCNICO INTEGRADO EM SANEAMENTO AMBIENTAL, ENVOLVIDOS NA PRODUÇÃO DO CURTA, MAS TAMBÉM DO NOSSO PRÓPRIO SENSO CRÍTICO COMO ALUNOS-PESQUISADORES.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.