Artigo E-book 3: VI CONEDU

E-books

ISBN: 978-65-86901-08-5

Visualizações: 207
NEOLIBERALISMO, EDUCAÇÃO BÁSICA E AVALIAÇÕES EXTERNAS: DESAFIOS PARA A ESCOLA DEMOCRÁTICA BRASILEIRA

Palavra-chaves: NEOLIBERALISMO, EDUCAÇÃO BÁSICA, AVALIAÇÕES EXTERNAS, , , E-book GT 17 – Ensino e suas intersecções

Resumo

O PRESENTE ARTIGO TEM COMO OBJETIVO REFLETIR SOBRE A INTERPELAÇÃO DOS VIESES IDEOLÓGICOS, POLÍTICOS E ECONÔMICOS INSTAURADOS NO BRASIL, A PARTIR DA DÉCADA DE 1990 E AS AVALIAÇÕES EXTERNAS DE LARGA ESCALA. A METODOLOGIA ADOTADA PAUTOU-SE NO MATERIALISMO HISTÓRICO-DIALÉTICO POR PERMITIR UMA ANÁLISE MAIS PROFUNDA DO OBJETO DE ESTUDO. A PESQUISA CONSTOU REVISÃO BIBLIOGRÁFICA, EM TEÓRICOS COMO MARX, MÉSZÁROS, SAVIANI, LIBÂNEO, DENTRE OUTROS. VIVE-SE, ATUALMENTE, EM NOSSO PAÍS, UMA TENDÊNCIA MUNDIAL DE GLOBALIZAÇÃO E NEOLIBERALISMO QUE TENDEM A INCORPORAR NA EDUCAÇÃO UM NOVO PARADIGMA SEMELHANTE AO DOS MODELOS FABRIS, PELOS QUAIS OS RESULTADOS DEVEM SER OBTIDOS POR MEIO DA CONCORRÊNCIA E DA BUSCA POR QUALIDADE TOTAL. CONTROLE ESTE, REALIZADO ATRAVÉS DAS AVALIAÇÕES EXTERNAS. CONCLUIU-SE, PORTANTO, QUE, NA EDUCAÇÃO, ESTE MODELO CONVERGE PARA A EXCLUSÃO E A MANUTENÇÃO DAS DESIGUALDADES SOCIAIS, JÁ QUE NÃO ADMITE A FALHA E/OU AS DIFICULDADES DE APRENDIZAGENS.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.