Artigo Anais IV CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

AVALIAÇÃO DO USO DA FARINHA DA CASCA DO MARACUJÁ AMARELO, COMO ADSORVENTE PARA A REMOÇÃO DE CORANTES TÊXTEIS PRESENTES EM ÁGUAS RESIDUÁRIAS.

Palavra-chaves: MARACUJÁ AMARELO, ADSORÇÃO, INDÚSTRIA TÊXTIL Pôster (PO) AT 06: Engenharias - abordagens sobre Ensino e pesquisa
"2019-09-02 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 56605
    "edicao_id" => 110
    "trabalho_id" => 189
    "inscrito_id" => 1345
    "titulo" => "AVALIAÇÃO DO USO DA FARINHA DA CASCA DO MARACUJÁ AMARELO, COMO ADSORVENTE PARA A REMOÇÃO DE CORANTES TÊXTEIS PRESENTES EM ÁGUAS RESIDUÁRIAS."
    "resumo" => "A INDUSTRIALIZAÇÃO É UM PROCESSO HISTÓRICO QUE IMPULSIONOU O DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO, PORÉM, SE MOSTROU UMA ATIVIDADE POTENCIALMENTE PREJUDICIAL AO MEIO AMBIENTE. A INDÚSTRIA TÊXTIL, POR EXEMPLO, TEM UMA FORTE INFLUÊNCIA NA CONTAMINAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS, JÁ QUE MUITAS VEZES DESCARTA EFLUENTES CONTAMINADOS. DENTRE AS ALTERNATIVAS DE TRATAMENTO PARA ESTE TIPO DE PROBLEMA EM ESPECÍFICO, TEMOS A ADSORÇÃO, QUE SE MOSTRA BASTANTE EFICIENTE. COM O OBJETIVO DE VERIFICAR A EFICIÊNCIA DA FARINHA DA CASCA DO MARACUJÁ AMARELO COMO UM ADSORVENTE ALTERNATIVO, FORAM DETERMINADAS CURVAS CINÉTICAS DE PSEUDO-PRIMEIRA ORDEM E PSEUDO-SEGUNDA ORDEM UTILIZANDO 0,20G, 0,25G E 0,30G DA FARINHA EM SOLUÇÕES CONTENDO CONCENTRAÇÕES DE 50MG/L, 100MG/L E 150MG/L DE CORANTE TÊXTIL SINTÉTICO DA COR PÚRPURA. OBSERVOU-SE QUE PARA A MASSA DE 0,20G DO ADSORVENTE, A TAXA MÁXIMA DE REMOÇÃO (20,88%) FOI NA CONCENTRAÇÃO DE 50MG/L, PARA A MASSA DE 0,25G, A TAXA MÁXIMA DE REMOÇÃO (24,13%) ESTEVE NA CONCENTRAÇÃO DE 100MG/L E PARA A MASSA DE 0,30G, A TAXA MÁXIMA (21,7%) OCORREU NA SOLUÇÃO DE 150MG/L, ALÉM DISSO, VERIFICAMOS QUE A CURVA DE PSEUDO-SEGUNDA ORDEM SE AJUSTOU MELHOR AOS DADOS EM TODOS OS CASOS. JÁ NO ESTUDO DO EQUILÍBRIO, ATRAVÉS DAS ISOTERMAS DE FREUNDLICH E LANGMUIR, TENDO COMO BASE AS CONSTANTES E PARÂMETROS ENCONTRADOS, VERIFICAMOS QUE A ADSORÇÃO UTILIZANDO A FARINHA DA CASCA DO MARACUJÁ SE MOSTROU FAVORÁVEL, ONDE SEUS COEFICIENTES DE DETERMINAÇÃO FORAM IGUAIS A 0,99 E 0,98, RESPECTIVAMENTE."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT 06: Engenharias - abordagens sobre Ensino e pesquisa"
    "palavra_chave" => "MARACUJÁ AMARELO, ADSORÇÃO, INDÚSTRIA TÊXTIL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV126_MD4_SA6_ID1345_26062019131535.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:52"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:23:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ARTHUR CANTALICE COUTO"
    "autor_nome_curto" => "ARTHUR CANTALICE"
    "autor_email" => "arthurcantalice@hotmail.c"
    "autor_ies" => "UEPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONAPESC"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2019
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2019"
    "edicao_logo" => "5e49fc4622961_16022020233654.png"
    "edicao_capa" => "5f1841846340e_22072020103916.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2019-09-02 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 56605
    "edicao_id" => 110
    "trabalho_id" => 189
    "inscrito_id" => 1345
    "titulo" => "AVALIAÇÃO DO USO DA FARINHA DA CASCA DO MARACUJÁ AMARELO, COMO ADSORVENTE PARA A REMOÇÃO DE CORANTES TÊXTEIS PRESENTES EM ÁGUAS RESIDUÁRIAS."
    "resumo" => "A INDUSTRIALIZAÇÃO É UM PROCESSO HISTÓRICO QUE IMPULSIONOU O DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO, PORÉM, SE MOSTROU UMA ATIVIDADE POTENCIALMENTE PREJUDICIAL AO MEIO AMBIENTE. A INDÚSTRIA TÊXTIL, POR EXEMPLO, TEM UMA FORTE INFLUÊNCIA NA CONTAMINAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS, JÁ QUE MUITAS VEZES DESCARTA EFLUENTES CONTAMINADOS. DENTRE AS ALTERNATIVAS DE TRATAMENTO PARA ESTE TIPO DE PROBLEMA EM ESPECÍFICO, TEMOS A ADSORÇÃO, QUE SE MOSTRA BASTANTE EFICIENTE. COM O OBJETIVO DE VERIFICAR A EFICIÊNCIA DA FARINHA DA CASCA DO MARACUJÁ AMARELO COMO UM ADSORVENTE ALTERNATIVO, FORAM DETERMINADAS CURVAS CINÉTICAS DE PSEUDO-PRIMEIRA ORDEM E PSEUDO-SEGUNDA ORDEM UTILIZANDO 0,20G, 0,25G E 0,30G DA FARINHA EM SOLUÇÕES CONTENDO CONCENTRAÇÕES DE 50MG/L, 100MG/L E 150MG/L DE CORANTE TÊXTIL SINTÉTICO DA COR PÚRPURA. OBSERVOU-SE QUE PARA A MASSA DE 0,20G DO ADSORVENTE, A TAXA MÁXIMA DE REMOÇÃO (20,88%) FOI NA CONCENTRAÇÃO DE 50MG/L, PARA A MASSA DE 0,25G, A TAXA MÁXIMA DE REMOÇÃO (24,13%) ESTEVE NA CONCENTRAÇÃO DE 100MG/L E PARA A MASSA DE 0,30G, A TAXA MÁXIMA (21,7%) OCORREU NA SOLUÇÃO DE 150MG/L, ALÉM DISSO, VERIFICAMOS QUE A CURVA DE PSEUDO-SEGUNDA ORDEM SE AJUSTOU MELHOR AOS DADOS EM TODOS OS CASOS. JÁ NO ESTUDO DO EQUILÍBRIO, ATRAVÉS DAS ISOTERMAS DE FREUNDLICH E LANGMUIR, TENDO COMO BASE AS CONSTANTES E PARÂMETROS ENCONTRADOS, VERIFICAMOS QUE A ADSORÇÃO UTILIZANDO A FARINHA DA CASCA DO MARACUJÁ SE MOSTROU FAVORÁVEL, ONDE SEUS COEFICIENTES DE DETERMINAÇÃO FORAM IGUAIS A 0,99 E 0,98, RESPECTIVAMENTE."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT 06: Engenharias - abordagens sobre Ensino e pesquisa"
    "palavra_chave" => "MARACUJÁ AMARELO, ADSORÇÃO, INDÚSTRIA TÊXTIL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV126_MD4_SA6_ID1345_26062019131535.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:52"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:23:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ARTHUR CANTALICE COUTO"
    "autor_nome_curto" => "ARTHUR CANTALICE"
    "autor_email" => "arthurcantalice@hotmail.c"
    "autor_ies" => "UEPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONAPESC"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2019
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2019"
    "edicao_logo" => "5e49fc4622961_16022020233654.png"
    "edicao_capa" => "5f1841846340e_22072020103916.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2019-09-02 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 02 de setembro de 2019

Resumo

A INDUSTRIALIZAÇÃO É UM PROCESSO HISTÓRICO QUE IMPULSIONOU O DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO, PORÉM, SE MOSTROU UMA ATIVIDADE POTENCIALMENTE PREJUDICIAL AO MEIO AMBIENTE. A INDÚSTRIA TÊXTIL, POR EXEMPLO, TEM UMA FORTE INFLUÊNCIA NA CONTAMINAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS, JÁ QUE MUITAS VEZES DESCARTA EFLUENTES CONTAMINADOS. DENTRE AS ALTERNATIVAS DE TRATAMENTO PARA ESTE TIPO DE PROBLEMA EM ESPECÍFICO, TEMOS A ADSORÇÃO, QUE SE MOSTRA BASTANTE EFICIENTE. COM O OBJETIVO DE VERIFICAR A EFICIÊNCIA DA FARINHA DA CASCA DO MARACUJÁ AMARELO COMO UM ADSORVENTE ALTERNATIVO, FORAM DETERMINADAS CURVAS CINÉTICAS DE PSEUDO-PRIMEIRA ORDEM E PSEUDO-SEGUNDA ORDEM UTILIZANDO 0,20G, 0,25G E 0,30G DA FARINHA EM SOLUÇÕES CONTENDO CONCENTRAÇÕES DE 50MG/L, 100MG/L E 150MG/L DE CORANTE TÊXTIL SINTÉTICO DA COR PÚRPURA. OBSERVOU-SE QUE PARA A MASSA DE 0,20G DO ADSORVENTE, A TAXA MÁXIMA DE REMOÇÃO (20,88%) FOI NA CONCENTRAÇÃO DE 50MG/L, PARA A MASSA DE 0,25G, A TAXA MÁXIMA DE REMOÇÃO (24,13%) ESTEVE NA CONCENTRAÇÃO DE 100MG/L E PARA A MASSA DE 0,30G, A TAXA MÁXIMA (21,7%) OCORREU NA SOLUÇÃO DE 150MG/L, ALÉM DISSO, VERIFICAMOS QUE A CURVA DE PSEUDO-SEGUNDA ORDEM SE AJUSTOU MELHOR AOS DADOS EM TODOS OS CASOS. JÁ NO ESTUDO DO EQUILÍBRIO, ATRAVÉS DAS ISOTERMAS DE FREUNDLICH E LANGMUIR, TENDO COMO BASE AS CONSTANTES E PARÂMETROS ENCONTRADOS, VERIFICAMOS QUE A ADSORÇÃO UTILIZANDO A FARINHA DA CASCA DO MARACUJÁ SE MOSTROU FAVORÁVEL, ONDE SEUS COEFICIENTES DE DETERMINAÇÃO FORAM IGUAIS A 0,99 E 0,98, RESPECTIVAMENTE.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.