Artigo Anais V CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

MULTICULTURALIDADE EM QUESTÃO: O USO DOS EMOTICONS NA INTERAÇÃO DOS/AS DISCENTES SURDOS/AS E NÃO SURDOS/AS NO CENÁRIO DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA

Palavra-chaves: MULTICULTURALIDADE, EMOTICONS, EDUCAÇÃO INCLUSIVA, LIBRAS Comunicação Oral (CO) GT 11. Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade
"2018-10-17 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 47900
    "edicao_id" => 101
    "trabalho_id" => 2813
    "inscrito_id" => 10557
    "titulo" => "MULTICULTURALIDADE EM QUESTÃO: O USO DOS EMOTICONS NA INTERAÇÃO DOS/AS DISCENTES SURDOS/AS E NÃO SURDOS/AS NO CENÁRIO DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA"
    "resumo" => "O objetivo desse estudo foi investigar como a educação insere os emoticons no ensino fundamental II para discentes surdos/as e ouvintes. Na nossa fundamentação teórica abordamos os emoticons como elementos visuais de comunicação, numa perspectiva da da Língua de Sinais Brasileira (LSB) dentro de um contexto educacional inclusivo, bem como algumas considerações sobre o multiculturalismo aliado à educação. Considerando que a nossa proposta de investigação busca compreender como o público de discentes surdos utiliza-se dos emoticons para interação no cenário da educação inclusiva, fundamentamos nossa pesquisa como qualitativa, pois, utilizaremos das interpretações dos sujeitos envolvidos para responder ao problema central da proposta de investigação. Assim, escolhemos a técnica Entrevista Projetiva para subsidiar metodologicamente a construção dos dados que apresentaremos posteriormente. A pesquisa foi realizada através de uma rede social (Whatsapp) criando um grupo focal online e offline. Para trabalhar a temática, foram cinco participantes, três surdos e dois discentes utilizamos como elemento disparador da entrevista. O que compreendemos através dessa pesquisa foi que o diálogo mediado por imagens, apesar de polifônico e diverso, pode ser possível quando há o interesse entre os sujeitos e nesse sentido, as tecnologias ganham valor pedagógico sendo fundamental nesse processo. Portanto, a ideia de que a imagem quando contextualizada potencializa processos de comunicação inclusivos se afirmar nesta investigação e, abre caminhos para novas perspectivas no uso desses recursos tecnológicos em pautas de fundamental importância: a garantia do acesso à Educação de qualidade para todos, aquilo que chamamos de Educação Inclusiva."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 11. Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade"
    "palavra_chave" => "MULTICULTURALIDADE, EMOTICONS, EDUCAÇÃO INCLUSIVA, LIBRAS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV117_MD1_SA11_ID10557_10092018175130.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:32"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:33:58"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JONAS MARTINS SANTOS"
    "autor_nome_curto" => "JONAS MARTINS"
    "autor_email" => "jonasmartins.ads@gmail.co"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais V CONEDU"
    "edicao_evento" => "V Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a040030b34_17022020000952.jpg"
    "edicao_capa" => "5e4a040030246_17022020000952.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-10-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 47900
    "edicao_id" => 101
    "trabalho_id" => 2813
    "inscrito_id" => 10557
    "titulo" => "MULTICULTURALIDADE EM QUESTÃO: O USO DOS EMOTICONS NA INTERAÇÃO DOS/AS DISCENTES SURDOS/AS E NÃO SURDOS/AS NO CENÁRIO DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA"
    "resumo" => "O objetivo desse estudo foi investigar como a educação insere os emoticons no ensino fundamental II para discentes surdos/as e ouvintes. Na nossa fundamentação teórica abordamos os emoticons como elementos visuais de comunicação, numa perspectiva da da Língua de Sinais Brasileira (LSB) dentro de um contexto educacional inclusivo, bem como algumas considerações sobre o multiculturalismo aliado à educação. Considerando que a nossa proposta de investigação busca compreender como o público de discentes surdos utiliza-se dos emoticons para interação no cenário da educação inclusiva, fundamentamos nossa pesquisa como qualitativa, pois, utilizaremos das interpretações dos sujeitos envolvidos para responder ao problema central da proposta de investigação. Assim, escolhemos a técnica Entrevista Projetiva para subsidiar metodologicamente a construção dos dados que apresentaremos posteriormente. A pesquisa foi realizada através de uma rede social (Whatsapp) criando um grupo focal online e offline. Para trabalhar a temática, foram cinco participantes, três surdos e dois discentes utilizamos como elemento disparador da entrevista. O que compreendemos através dessa pesquisa foi que o diálogo mediado por imagens, apesar de polifônico e diverso, pode ser possível quando há o interesse entre os sujeitos e nesse sentido, as tecnologias ganham valor pedagógico sendo fundamental nesse processo. Portanto, a ideia de que a imagem quando contextualizada potencializa processos de comunicação inclusivos se afirmar nesta investigação e, abre caminhos para novas perspectivas no uso desses recursos tecnológicos em pautas de fundamental importância: a garantia do acesso à Educação de qualidade para todos, aquilo que chamamos de Educação Inclusiva."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 11. Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade"
    "palavra_chave" => "MULTICULTURALIDADE, EMOTICONS, EDUCAÇÃO INCLUSIVA, LIBRAS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV117_MD1_SA11_ID10557_10092018175130.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:32"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:33:58"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JONAS MARTINS SANTOS"
    "autor_nome_curto" => "JONAS MARTINS"
    "autor_email" => "jonasmartins.ads@gmail.co"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais V CONEDU"
    "edicao_evento" => "V Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a040030b34_17022020000952.jpg"
    "edicao_capa" => "5e4a040030246_17022020000952.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-10-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 17 de outubro de 2018

Resumo

O objetivo desse estudo foi investigar como a educação insere os emoticons no ensino fundamental II para discentes surdos/as e ouvintes. Na nossa fundamentação teórica abordamos os emoticons como elementos visuais de comunicação, numa perspectiva da da Língua de Sinais Brasileira (LSB) dentro de um contexto educacional inclusivo, bem como algumas considerações sobre o multiculturalismo aliado à educação. Considerando que a nossa proposta de investigação busca compreender como o público de discentes surdos utiliza-se dos emoticons para interação no cenário da educação inclusiva, fundamentamos nossa pesquisa como qualitativa, pois, utilizaremos das interpretações dos sujeitos envolvidos para responder ao problema central da proposta de investigação. Assim, escolhemos a técnica Entrevista Projetiva para subsidiar metodologicamente a construção dos dados que apresentaremos posteriormente. A pesquisa foi realizada através de uma rede social (Whatsapp) criando um grupo focal online e offline. Para trabalhar a temática, foram cinco participantes, três surdos e dois discentes utilizamos como elemento disparador da entrevista. O que compreendemos através dessa pesquisa foi que o diálogo mediado por imagens, apesar de polifônico e diverso, pode ser possível quando há o interesse entre os sujeitos e nesse sentido, as tecnologias ganham valor pedagógico sendo fundamental nesse processo. Portanto, a ideia de que a imagem quando contextualizada potencializa processos de comunicação inclusivos se afirmar nesta investigação e, abre caminhos para novas perspectivas no uso desses recursos tecnológicos em pautas de fundamental importância: a garantia do acesso à Educação de qualidade para todos, aquilo que chamamos de Educação Inclusiva.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.