Artigo Anais ABRALIC Internacional

ANAIS de Evento

ISSN: 2317-157X

O IMPACTO DA INTERNET NA DIFUSÃO DA PRODUÇÃO LITERÁRIA AFRO-BRASILEIRA

"2013-07-12 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 4447
    "edicao_id" => 14
    "trabalho_id" => 183
    "inscrito_id" => 192
    "titulo" => "O IMPACTO DA INTERNET NA DIFUSÃO DA PRODUÇÃO LITERÁRIA AFRO-BRASILEIRA"
    "resumo" => "O IMPACTO DA INTERNET NA DIFUSÃO DA PRODUÇÃO LITERÁRIA AFRO-BRASILEIRA                                                                                                   Profª Drª Maria Carolina de Godoy  (UEL/UFRJ)Este trabalho propõe-se a refletir sobre a importância da difusão da produção literária afro-brasileira na internet e o impacto desse meio para não só tornar as obras e seus respectivos escritores conhecidos do público, como também para que a voz desses autores ocupe o espaço artístico-literário nem sempre (con)cedido pelo mercado editorial impresso. A escritora Ana Maria Gonçalves, autora de Um defeito de cor (2006) diz que deve à blogosfera o incentivo de leitores e amigos para escrever e, posteriormente, a publicação de seu livro pela editora Record, acrescentando: “isso me leva a crer que não temos a real ideia do tamanho e da importância da influência dessa fantástica ferramenta”. Ao ser indagado via facebook sobre a importância da divulgação digital para seu trabalho, o autor paraense Carlos Correia Santos respondeu: “o meio digital tem sido fundamental para a mais ampla divulgação da minha obra e dos meus fazeres culturais. É através das minhas mídias sociais que mantenho contato com os leitores, com os fãs, exercito formas novas de escrita. O meio digital me trouxe também parcerias preciosas como a que resultou no grupo TR3S, trio de saraus nacionais do qual faço parte na companhia do pernambucano Sidney Niceas e do paranaense Carlos Cantari. É através das mídias sociais que decidimos nossos roteiros, formatamos nossos projetos e fazemos nossas trocas culturais.” O que é necessário para que essa produção não fique restrita a pequenos grupos de leitores e possa expandir-se para outros espaços? A difusão dessas obras e sua inserção nos espaços escolares e acadêmicos ainda depende exclusivamente da publicação impressa? Como se constrói a identidade de escritor ou escritora afrodescendente no espaço digital? Essas e outras questões permeiam essa pesquisa dos processos de escrita e reconhecimento da literatura afro-brasileira partindo-se de reflexões de teóricos e críticos do campo dos estudos da literatura como Eduardo de Assis Duarte,  do espaço digital como Néstor García Canclini.Palavras-chave: literatura  afro-brasileira, mídias."
    "modalidade" => null
    "area_tematica" => null
    "palavra_chave" => null
    "idioma" => null
    "arquivo" => "Completo_Comunicacao_oral_idinscrito_192_c007d89cc46647edc45998176f09ed11.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:50"
    "updated_at" => "2020-06-10 13:11:26"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARIA CAROLINA DE GODOY"
    "autor_nome_curto" => "CAROLINA"
    "autor_email" => "mcdegodoy@uol.com.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-abralic-internacional"
    "edicao_nome" => "Anais ABRALIC Internacional"
    "edicao_evento" => "XIII Congresso Internacional da Associação Brasileira de Literatura Comparada"
    "edicao_ano" => 2013
    "edicao_pasta" => "anais/abralic/2013"
    "edicao_logo" => "5e48acf34819c_15022020234611.png"
    "edicao_capa" => "5f17347012303_21072020153112.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2013-07-12 00:00:00"
    "publicacao_id" => 12
    "publicacao_nome" => "Revista ABRALIC INTERNACIONAL"
    "publicacao_codigo" => "2317-157X"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 4447
    "edicao_id" => 14
    "trabalho_id" => 183
    "inscrito_id" => 192
    "titulo" => "O IMPACTO DA INTERNET NA DIFUSÃO DA PRODUÇÃO LITERÁRIA AFRO-BRASILEIRA"
    "resumo" => "O IMPACTO DA INTERNET NA DIFUSÃO DA PRODUÇÃO LITERÁRIA AFRO-BRASILEIRA                                                                                                   Profª Drª Maria Carolina de Godoy  (UEL/UFRJ)Este trabalho propõe-se a refletir sobre a importância da difusão da produção literária afro-brasileira na internet e o impacto desse meio para não só tornar as obras e seus respectivos escritores conhecidos do público, como também para que a voz desses autores ocupe o espaço artístico-literário nem sempre (con)cedido pelo mercado editorial impresso. A escritora Ana Maria Gonçalves, autora de Um defeito de cor (2006) diz que deve à blogosfera o incentivo de leitores e amigos para escrever e, posteriormente, a publicação de seu livro pela editora Record, acrescentando: “isso me leva a crer que não temos a real ideia do tamanho e da importância da influência dessa fantástica ferramenta”. Ao ser indagado via facebook sobre a importância da divulgação digital para seu trabalho, o autor paraense Carlos Correia Santos respondeu: “o meio digital tem sido fundamental para a mais ampla divulgação da minha obra e dos meus fazeres culturais. É através das minhas mídias sociais que mantenho contato com os leitores, com os fãs, exercito formas novas de escrita. O meio digital me trouxe também parcerias preciosas como a que resultou no grupo TR3S, trio de saraus nacionais do qual faço parte na companhia do pernambucano Sidney Niceas e do paranaense Carlos Cantari. É através das mídias sociais que decidimos nossos roteiros, formatamos nossos projetos e fazemos nossas trocas culturais.” O que é necessário para que essa produção não fique restrita a pequenos grupos de leitores e possa expandir-se para outros espaços? A difusão dessas obras e sua inserção nos espaços escolares e acadêmicos ainda depende exclusivamente da publicação impressa? Como se constrói a identidade de escritor ou escritora afrodescendente no espaço digital? Essas e outras questões permeiam essa pesquisa dos processos de escrita e reconhecimento da literatura afro-brasileira partindo-se de reflexões de teóricos e críticos do campo dos estudos da literatura como Eduardo de Assis Duarte,  do espaço digital como Néstor García Canclini.Palavras-chave: literatura  afro-brasileira, mídias."
    "modalidade" => null
    "area_tematica" => null
    "palavra_chave" => null
    "idioma" => null
    "arquivo" => "Completo_Comunicacao_oral_idinscrito_192_c007d89cc46647edc45998176f09ed11.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:50"
    "updated_at" => "2020-06-10 13:11:26"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARIA CAROLINA DE GODOY"
    "autor_nome_curto" => "CAROLINA"
    "autor_email" => "mcdegodoy@uol.com.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-abralic-internacional"
    "edicao_nome" => "Anais ABRALIC Internacional"
    "edicao_evento" => "XIII Congresso Internacional da Associação Brasileira de Literatura Comparada"
    "edicao_ano" => 2013
    "edicao_pasta" => "anais/abralic/2013"
    "edicao_logo" => "5e48acf34819c_15022020234611.png"
    "edicao_capa" => "5f17347012303_21072020153112.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2013-07-12 00:00:00"
    "publicacao_id" => 12
    "publicacao_nome" => "Revista ABRALIC INTERNACIONAL"
    "publicacao_codigo" => "2317-157X"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 12 de julho de 2013

Resumo

O IMPACTO DA INTERNET NA DIFUSÃO DA PRODUÇÃO LITERÁRIA AFRO-BRASILEIRA Profª Drª Maria Carolina de Godoy (UEL/UFRJ)Este trabalho propõe-se a refletir sobre a importância da difusão da produção literária afro-brasileira na internet e o impacto desse meio para não só tornar as obras e seus respectivos escritores conhecidos do público, como também para que a voz desses autores ocupe o espaço artístico-literário nem sempre (con)cedido pelo mercado editorial impresso. A escritora Ana Maria Gonçalves, autora de Um defeito de cor (2006) diz que deve à blogosfera o incentivo de leitores e amigos para escrever e, posteriormente, a publicação de seu livro pela editora Record, acrescentando: “isso me leva a crer que não temos a real ideia do tamanho e da importância da influência dessa fantástica ferramenta”. Ao ser indagado via facebook sobre a importância da divulgação digital para seu trabalho, o autor paraense Carlos Correia Santos respondeu: “o meio digital tem sido fundamental para a mais ampla divulgação da minha obra e dos meus fazeres culturais. É através das minhas mídias sociais que mantenho contato com os leitores, com os fãs, exercito formas novas de escrita. O meio digital me trouxe também parcerias preciosas como a que resultou no grupo TR3S, trio de saraus nacionais do qual faço parte na companhia do pernambucano Sidney Niceas e do paranaense Carlos Cantari. É através das mídias sociais que decidimos nossos roteiros, formatamos nossos projetos e fazemos nossas trocas culturais.” O que é necessário para que essa produção não fique restrita a pequenos grupos de leitores e possa expandir-se para outros espaços? A difusão dessas obras e sua inserção nos espaços escolares e acadêmicos ainda depende exclusivamente da publicação impressa? Como se constrói a identidade de escritor ou escritora afrodescendente no espaço digital? Essas e outras questões permeiam essa pesquisa dos processos de escrita e reconhecimento da literatura afro-brasileira partindo-se de reflexões de teóricos e críticos do campo dos estudos da literatura como Eduardo de Assis Duarte, do espaço digital como Néstor García Canclini.Palavras-chave: literatura afro-brasileira, mídias.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.