Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

VOZ COMO INSTRUMENTO DE TRABALHO: INVESTIGAÇÃO VOCAL DOS PROFESSORES NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE CAXIAS-MA

Palavra-chaves: PROFESSORES, COMUNICAÇÃO, VOZ, DISTUBIOS Pôster (PO) GT 04 - Fundamentos da Educação Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

A voz é a reflexão física do pensamento, fundamental para que o ser humano possa se comunicar, transmitindo seus pensamentos e ideias. Constitui uma das extensões mais fortes da personalidade e é um instrumento fundamental na vida profissional do professor, pois é através dela que ele deve convencer e influenciar seus ouvintes, A importância da voz na comunicação humana é inquestionável e visível nos dias atuais um aumento progressivo dos profissionais que dependem da voz como instrumento de trabalho e Grande e parte dessas atividades decorre das mudanças tecnológicas, que permitem uma comunicação mais ampliada, como o telemarketing. No entanto, outros profissionais também utilizam a voz como ferramenta de trabalho: professores, cantores, professores de canto, radialistas, apresentadores de televisão, atores, recepcionistas e políticos. A presente pesquisa teve como objetivo conhecer as condições de trabalho, saúde e voz dos professores das escolas municipais do município de Caxias-Ma. A metodologia foi baseada em pesquisas de campo pelas escolas municipais da cidade de Caxias-Ma que ocorreu da seguinte forma: foram aplicados questionários com vinte professores de diferentes escolas na rede municipal afim da investigação vocal deles Foram aplicados questionários a respeito da investigação sobre as condições de saúde e trabalho de professores da rede municipal de ensino, a pesquisa constatou-se que eles trabalhavam mais de 30 e 40 horas semanais isso indicar dupla jornada de trabalho diário e pouco tempo para repouso, proporcionado desgaste e cansaço. 75% dos professores responderam que nunca fizeram tratamento especializado sendo que só 25% deles já fizeram ou fez algum tratamento. Dentre os possíveis usos inadequados da voz estavam o uso intensivo seguido pelo pigarro constante, garganta seca, grita com os alunos, falar enquanto escreve na lousa, falta de repouso vocal. Esses foram os ités mais citados na pesquisa. As condições físicas no geral são favoráveis, porém o excesso de trabalho associado às aulas expositivas gera stress e requer cuidados para a saúde e a voz do professor, que podem ser viabilizados por meio de assessoria fonoaudiologica.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.