Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

SOBRE A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS COMO ELEMENTOS PROVEDORES DE ENSINO-APRENDIZAGEM

Palavra-chaves: MAPAS CONCEITUAIS., EPISTEMOLOGIA DO PROFESSOR., LETRAMENTO DIGITAL. Comunicação Oral (CO) GT 08 - Linguagens, Letramento e Alfabetização Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

Tendo em vista que as tecnologias de informação e comunicação são recursos didáticos substancialmente significativos, sua utilização é indispensável num processo educacional que pretende ir além dos muros da escola. Desse modo, propõe-se no presente trabalho a utilização no cotidiano escolar de mapas conceituais. Particularmente, trabalha-se com mapas conceituais produzidos com o auxílio do Cmap Tools. Sua manipulação por parte de alunos e professores ilustra bem o letramento digital necessário á formação do estudante do século XXI. Em síntese, a presente pesquisa tem por objetivo geral discutir a utilização desse software no planejamento de aulas e como elemento provedor do processo de ensino-aprendizagem. Parte-se do referencial teórico associado ao modelo VM proposto por Moretto, baseado numa perspectiva Epistemológica Construtivista Sociointeracionista. O modelo VM é construído a partir de cinco componentes relacionados logicamente. No presente estudo, destaca-se o componente Linguagens, com ênfase no letramento digital. Na presente pesquisa empírica, a utilização do Cmap Tools na confecção de mapas conceituais ocorre em aulas de Física. Além de servirem como esquemas, planos de aula ou de revisão, os mapas permitem também fazer o levantamento prévio dos conhecimentos dos discentes em relação ao conteúdo abordado. Objetivando o domínio do letramento digital por parte dos discentes, estes foram também motivados a construírem seus próprios mapas conceituais, utilizando o Cmap Tools. Utiliza-se como exemplos de representação através de mapas conceituais os conteúdos Gravitação universal, Campo elétrico, Calor e temperatura. Convém destacar que não há um único mapa conceitual para abordar determinado tema. Sendo assim, os discentes foram estimulados a construir seus próprios mapas conceituais. Como resultado da prática utilizada, percebeu-se que essa ação faz com que os alunos revisem o conteúdo, vejam outras formas de abordá-lo e percebam que várias soluções são igualmente válidas para representar o conteúdo em mapas conceituais. Verifica-se também que, com o domínio do instrumento pelo discente, a complexidade dos mapas conceituais se acentua e eles ficam cada vez mais reflexivos. Conclui-se que os mapas conceituais, de acordo com a prática desenvolvida, cumpre um papel fundamental no processo ensino-aprendizagem no que se refere ao domínio da linguagem científica. O uso do Cmap Tools na confecção desses mapas contribui também para o domínio do letramento digital por parte dos discentes. Quando os discentes constroem seus próprios mapas é possível compará-los, verificando-se que a argumentação e a contra-argumentação permite que os alunos construam e reconstruam o significado dos conceitos. Como a imagem visual tem efeito significativo em nossa memória, pode-se verificar que, com a construção dos mapas conceituais, os discentes, além de compreenderem melhor o conteúdo, ficam mais atentos aos conceitos fundamentais, o que comprova a capacidade desses mapas em atuar como um importante elemento provedor de ensino-aprendizagem.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.