Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 304
OS GÊNEROS TEXTUAIS NO ENSINO DE GEOGRAFIA

Palavra-chaves: ENSINO-APRENDIZAGEM, INTERDISCIPLINARIDADE, GÊNEROS TEXTUAIS, HABILIDADES E COMPETÊNCIAS Comunicação Oral (CO) GT 17 – Ensino e suas interseções Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

O presente estudo dá-se a partir de uma experiência docente na disciplina Geografia envolvendo o uso de diversos gêneros textuais, sugerindo e refletindo uma prática pedagógica para um ensino mais contextualizado e dialético, contrapondo-se ao ensino tradicionalista de geografia. A prática foi desenvolvida nas escolas públicas de Jaboatão dos Guararapes/PE (Eunice Félix Silva e, Nossa Senhora dos Prazeres) e no Colégio Grande Passo (instituição particular de ensino no Recife/PE) em turmas de 7º, 8º e 9º anos, ensino fundamental II. As aulas foram pensadas a partir do planejamento anual de cada ano, sendo a didática aplicada na culminância, à utilização de charges como revisão do conteúdo abordado: 7º anos (Questões ambientais), 8º anos (Fases da Globalização e questões ambientais) e 9º anos (Dinâmica populacional e Geopolítica internacional). As charges foram distribuídas em equipes que variaram de dois a quatro alunos, as orientações que se seguiram foram: a leitura, interpretação, identificação, compreensão, síntese, conexão e reflexão dos conteúdos já construídos nas aulas anteriores. Em seguida, estimulando as diferentes habilidades e competências dos estudantes, foi solicitado que a partir do tema central da charge, adquirida por cada equipe, fosse elaborada uma paródia ou uma poesia e/ou uma releitura da problemática que a envolvia. A produção e a apresentação ocorreram em sala de aula sob a supervisão da professora de Geografia. Por fim, foi atribuída nota para cada equipe levando-se em consideração a criatividade, a interpretação e a correlação da charge com o conteúdo visto em aula, palavras chaves utilizadas na elaboração das paródias, poesias. A aula de geografia, a partir do uso dessa metodologia, passou a ser significativa para os alunos, uma vez que rompeu com a monotonia trazendo uma prática interdisciplinar, motivadora e prazerosa. A produção dos alunos pôde ser exposto para toda comunidade escolar, ultrapassando os muros da sala de aula. Dessa maneira, os alunos puderam ter outros leitores que não fossem apenas os professores, mas seus colegas de turma, amigos de outras classes, direção e toda comunidade escolar. Entendemos que o ensino de geografia pautado na produção, leitura e interpretação de diferentes gêneros textuais tenha consequências positivas no processo ensino-aprendizagem, pois contribui para uma reflexão holística do mundo em que se vive, a partir de diferentes gêneros textuais que contemplem assuntos diversos. Este trabalho interdisciplinar com língua portuguesa permite que o aluno enxergue sentido para as temáticas vistas em sala de aula, desvinculando-se assim de um ensino mecanicista, fragmentado, reducionista e simplificado em relação às disciplinas escolares.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.