Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

LITERATURA DE BOCAGE E COTIDIANO ESCOLAR: UM ESTUDO ETNOGRÁFICO DA SALA DE AULA

Palavra-chaves: LITERATURA DE BOCAGE, ENSINO FUNDAMENTAL, COTIDIANO ESCOLAR Pôster (PO) GT 17 – Ensino e suas interseções Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

Trata-se de uma pesquisa que está em curso, tendo como objetivo compreender como é desenvolvido o ensino de Literatura/Língua Portuguesa, a fim de promover a leitura e a escrita nas turmas dos Anos Finais do Ensino Fundamental, com vistas à formação de leitores e, consequentemente, de escritores, utilizando a literatura do poeta português Bocage para realização desta proposta. A pesquisa é qualitativa com abordagem etnográfica, entre os procedimentos utilizados estão a observação participante, entrevistas com alunos(as) e professores(as), análise documental, fotografias e oficinas de produção de texto. Os participantes deste estudo são professores colaboradores e alunos(as) pertencentes a duas turmas do projeto “Hora da Virada”, que são turmas de aceleração e, neste caso em específico, junta o 8° e 9° anos de escolaridade, compactando uma matriz curricular para sua execução em um ano letivo. Estes alunos(as) são provenientes de famílias que apresentam vulnerabilidade socioeconômica, tendo em vista que uma expressiva quantidade deles recebe o benefício do Programa Bolsa Família que contempla famílias classificadas na linha da pobreza e pobreza extrema. Afora isso, eles têm idades entre 14 e 18 anos, apresentando defasagem idade-série, decorrente de um percurso marcado pelo fracasso escolar recorrente, ao longo do seu processo de escolarização. A pesquisa está sendo realizada em uma escola da rede pública no município de São Gonçalo, na cidade do Rio de Janeiro. Este estudo encontra-se na fase de coleta de dados no campo empírico. Entretanto, alguns resultados parciais já podem ser sinalizados, através das observações sistemáticas das atividades realizadas em sala de aula com os professores colaboradores, tanto na disciplina de Língua Portuguesa, quanto na disciplina de Redação/Produção Textual. Podemos inferir que, por meio das oficinas de produção de texto realizadas com os(as) alunos(as), já foi possível perceber uma melhora significativa no interesse dos mesmos por exercícios que estimulem à interpretação e a escrita. Outro ponto observado diz respeito a qualidade da escrita dos alunos, tendo em vista que obtiveram avanços qualitativos, sinalizados pelo material empírico construído no campo.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.