Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 232
AGROTÓXICO: O VENENO NOSSO DE CADA DIA

Palavra-chaves: CONSCIENTIZAÇÃO, AGROTÓXICO, MEIO-AMBIENTE Pôster (PO) GT 14 - Educação Ambiental Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

Um dos grandes problemas encontrados no manejo da lavoura no Distrito de Carmelopolis é o uso indiscriminado de agrotóxico, haja vista que este distrito tem uma economia baseada na prática agropecuária. Com isso cresce o uso indiscriminado de agrotóxicos por agricultores dessa região, buscando um menor custo de produção e maior concentração de área para cultivo e consequentemente maior produção de pastagens para os animais. A utilização de agrotóxicos no ambiente, afetando os recursos hídricos, tem provocado uma alteração muito grande no meio ambiente. Principalmente de espécies animais e alteração orgânica dos vegetais dependentes desta água. Os impactos ambientais causados pelo uso de agentes químicos têm contribuído significativamente para o desequilíbrio do nosso ecossistema, e por sua vez alterando o bem-estar humano. A ideia de se desenvolver um trabalho sob esta temática partiu da necessidade de conscientizar a comunidade do Distrito de Carmelopolis sobre os malefícios do uso dos agrotóxicos nas lavouras. No desenvolvimento deste trabalho, tivemos como primeira etapa a realização de pesquisas bibliográficas e de campo através de questionários elaborados e aplicados a moradores e comerciantes da comunidade do distrito de Carmelopolis pelos alunos da E.E.M. de Campos Sales que perceberam a necessidade de implementação de ações voltadas parar este fim devido ao excessivo uso de pesticidas pelos seus pais e familiares em plantações de uso doméstico. Conforme levantamento feito pelos alunos e percebida a real necessidade de uma intervenção naquela comunidade, buscou-se através da escola como mediadora obter parcerias com os órgãos responsáveis e promover ações para intervir e manter o controle do uso dessas substâncias nas lavouras agrícolas da referida comunidade. Em seguida foram realizadas campanhas de conscientização com toda comunidade, palestras sobre o manuseio de agrotóxicos com os agropecuaristas, comunidade escolar, panfletagem e concursos de cartazes, rodas de conversas e debates sobre o tema com todos os alunos da escola E.E.I.F. Ossian Alencar Araripe. Nesta pesquisa foi constatado que grande parte dos agropecuaristas utilizam substancias químicas na produção agrícola. A pesquisa deteve-se a produtores rurais. O uso ocorre predominantemente no período chuvoso na tentativa de diminuir os custos e aumentar a quantidade de forragens. É notório o envolvimento do Distrito, a regulação dos órgãos competentes. A credibilidade adquirida pela equipe é destaque na realização desse trabalho entendida pelos produtores como parceiros, haja vista que a priori havia receio de assumir o uso e a procedência dos produtos utilizados por medo de multas aplicadas pela SEMACE. Diante desse contexto, as pesquisas trouxeram informações e análises consistentes sobre o uso de agrotóxicos e seus efeitos na realidade local, o que fomentou uma conscientização com os agricultores da comunidade do Distrito de Carmelopolis como também toda a população local. Com esta pesquisa pode concluir que todos os impactos causados pelo uso indiscriminado dos agrotóxicos resultam em danos diretos ou indiretos ao homem. Logicamente, cada cidadão deve tomar cuidados na escolha de alimentos, boicotando aqueles que são sabidamente produzidos a base de agressões a natureza e consequentemente ao próprio ser humano.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.