Artigo Anais JORNADA RDL

ANAIS de Evento

ISSN: 2594-6854

INSTRUMENTOS DE MASSIFICAÇÃO SOCIAL NAS OBRAS ADMIRÁVEL MUNDO NOVO, ADMIRÁVEL GADO NOVO E ADMIRÁVEL CHIP NOVO: DA LITERATURA INGLESA AO MANIFESTO MUSICAL BRASILEIRO

Palavra-chaves: CONTROLE SOCIAL, DISTOPIA, CAPITALISMO, SOCIEDADE PÓS-MODERNA, SOCIEDADE PÓS-MODERNA Pôster (PO) GT 06 - DIREITO, LITERATURA E TRANSFORMAÇÃO SOCIAL Publicado em 08 de junho de 2017

Resumo

As obras Admirável mundo novo (1932), Admirável gado novo (1979) e Admirável chip novo (2003) de autoria do escritor Aldous Huxley e dos cantores Zé Ramalho e Pitty, respectivamente, são um reflexo de como as sociedades pós-modernas estão condicionadas a se sujeitarem às conjunturas sociais e político-jurídicas que lhes são impostas. Nesse sentido, a problemática do nosso trabalho consiste em investigar os instrumentos de estabilidade social, a ideia de conjunto e a massificação dos seres humanos denunciado nas três obras. O objetivo, portanto, é realizar uma análise comparativa entre as obras acerca dos cenários que migram do distópico ao realista. Por fim, a presente pesquisa possibilitou compreender que as instituições capitalistas visam a estabilidade social através do controle, da massificação e da mecanização dos sujeitos, numa espécie de “robotização” do ser humano, o que constitui grave violação aos direitos e garantias individuais.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.