Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

POESIA NEGRA CONTEMPORÂNEA SOB UM LIRISMO DE PODER E RESISTÊNCIA

Palavra-chaves: POESIA, MULHER, RESISTÊNCIA Comunicação Oral (CO) GT06-AS PRÁTICAS DISCURSIVAS DO COTIDIANO: ENTRE O PODER E A RESISTÊNCIA
"2017-04-27 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 27595
    "edicao_id" => 57
    "trabalho_id" => 291
    "inscrito_id" => 752
    "titulo" => "POESIA NEGRA CONTEMPORÂNEA SOB UM LIRISMO DE PODER E RESISTÊNCIA"
    "resumo" => "Este trabalho é parte de pesquisa de iniciação científica desenvolvida no âmbito da Universidade Estadual da Paraíba, com fins de identificar, catalogar e analisar produções literárias voltadas para a representação do negro. O objetivo deste estudo está em verificar o processo de construção/reconstrução de uma identidade positiva da mulher negra em textos da literatura de cordel de autoria da cordelista Jarid Arraes, uma ativista na dentro e fora da internet. Destacam-se, da obra da citada autora, produções literárias que dão ênfase à heroínas negras brasileiras com trajetórias de vida marcadas  por as representações identitárias  de poder, sobre as quais não  aprendemos na escola, nem vemos seus nomes na mídia. A pesquisa, de natureza bibliográfica, tem analisado o modo de representação dessas mulheres negras em sua luta e resistência mediante às formas de exploração, preconceito e discriminação, tornando-se protagonistas de sua história. Para tanto, tem feito parte dessa dinâmica de análise a construção discursiva em função da concepção e reconhecimento das diversidades étnico-racial, com suas especificidades no processo de construção sociocultural do país. Dentre o referencial teórico de apoio, destacam-se Bernd (1998), Candido (2008), Brookshaw (1986), Munanga (2003), Hall (2002), dentre outros. Os resultados mostram a relevância dessa literatura que tende a não somente tornar conhecida uma representação identitária de luta e resistência da mulher negra, em contextos e cenários vários, como também possibilita uma leitura comparativa dessa produção discursiva que detém a representação do imaginário de um povo, cristalizando sua maneira de pensar e de reagir ante aos fenômenos sociais."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT06-AS PRÁTICAS DISCURSIVAS DO COTIDIANO: ENTRE O PODER E A RESISTÊNCIA"
    "palavra_chave" => "POESIA, MULHER, RESISTÊNCIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV066_MD1_SA6_ID752_15032017011019.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:13"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:56:12"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARIA SUELY DA COSTA "
    "autor_nome_curto" => "SUELY COSTA "
    "autor_email" => "mscosta3@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UEPB "
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-sinalge"
    "edicao_nome" => "Anais IV SINALGE"
    "edicao_evento" => "IV Simpósio Nacional de Linguagens e Gêneros Textuais"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/sinalge/2017"
    "edicao_logo" => "5e4d8586dda3e_19022020155918.png"
    "edicao_capa" => "5f1880a141ece_22072020150833.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-04-27 00:00:00"
    "publicacao_id" => 35
    "publicacao_nome" => "Anais SINALGE"
    "publicacao_codigo" => "2527-0028"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 27595
    "edicao_id" => 57
    "trabalho_id" => 291
    "inscrito_id" => 752
    "titulo" => "POESIA NEGRA CONTEMPORÂNEA SOB UM LIRISMO DE PODER E RESISTÊNCIA"
    "resumo" => "Este trabalho é parte de pesquisa de iniciação científica desenvolvida no âmbito da Universidade Estadual da Paraíba, com fins de identificar, catalogar e analisar produções literárias voltadas para a representação do negro. O objetivo deste estudo está em verificar o processo de construção/reconstrução de uma identidade positiva da mulher negra em textos da literatura de cordel de autoria da cordelista Jarid Arraes, uma ativista na dentro e fora da internet. Destacam-se, da obra da citada autora, produções literárias que dão ênfase à heroínas negras brasileiras com trajetórias de vida marcadas  por as representações identitárias  de poder, sobre as quais não  aprendemos na escola, nem vemos seus nomes na mídia. A pesquisa, de natureza bibliográfica, tem analisado o modo de representação dessas mulheres negras em sua luta e resistência mediante às formas de exploração, preconceito e discriminação, tornando-se protagonistas de sua história. Para tanto, tem feito parte dessa dinâmica de análise a construção discursiva em função da concepção e reconhecimento das diversidades étnico-racial, com suas especificidades no processo de construção sociocultural do país. Dentre o referencial teórico de apoio, destacam-se Bernd (1998), Candido (2008), Brookshaw (1986), Munanga (2003), Hall (2002), dentre outros. Os resultados mostram a relevância dessa literatura que tende a não somente tornar conhecida uma representação identitária de luta e resistência da mulher negra, em contextos e cenários vários, como também possibilita uma leitura comparativa dessa produção discursiva que detém a representação do imaginário de um povo, cristalizando sua maneira de pensar e de reagir ante aos fenômenos sociais."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT06-AS PRÁTICAS DISCURSIVAS DO COTIDIANO: ENTRE O PODER E A RESISTÊNCIA"
    "palavra_chave" => "POESIA, MULHER, RESISTÊNCIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV066_MD1_SA6_ID752_15032017011019.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:13"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:56:12"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARIA SUELY DA COSTA "
    "autor_nome_curto" => "SUELY COSTA "
    "autor_email" => "mscosta3@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UEPB "
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-sinalge"
    "edicao_nome" => "Anais IV SINALGE"
    "edicao_evento" => "IV Simpósio Nacional de Linguagens e Gêneros Textuais"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/sinalge/2017"
    "edicao_logo" => "5e4d8586dda3e_19022020155918.png"
    "edicao_capa" => "5f1880a141ece_22072020150833.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-04-27 00:00:00"
    "publicacao_id" => 35
    "publicacao_nome" => "Anais SINALGE"
    "publicacao_codigo" => "2527-0028"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

Este trabalho é parte de pesquisa de iniciação científica desenvolvida no âmbito da Universidade Estadual da Paraíba, com fins de identificar, catalogar e analisar produções literárias voltadas para a representação do negro. O objetivo deste estudo está em verificar o processo de construção/reconstrução de uma identidade positiva da mulher negra em textos da literatura de cordel de autoria da cordelista Jarid Arraes, uma ativista na dentro e fora da internet. Destacam-se, da obra da citada autora, produções literárias que dão ênfase à heroínas negras brasileiras com trajetórias de vida marcadas por as representações identitárias de poder, sobre as quais não aprendemos na escola, nem vemos seus nomes na mídia. A pesquisa, de natureza bibliográfica, tem analisado o modo de representação dessas mulheres negras em sua luta e resistência mediante às formas de exploração, preconceito e discriminação, tornando-se protagonistas de sua história. Para tanto, tem feito parte dessa dinâmica de análise a construção discursiva em função da concepção e reconhecimento das diversidades étnico-racial, com suas especificidades no processo de construção sociocultural do país. Dentre o referencial teórico de apoio, destacam-se Bernd (1998), Candido (2008), Brookshaw (1986), Munanga (2003), Hall (2002), dentre outros. Os resultados mostram a relevância dessa literatura que tende a não somente tornar conhecida uma representação identitária de luta e resistência da mulher negra, em contextos e cenários vários, como também possibilita uma leitura comparativa dessa produção discursiva que detém a representação do imaginário de um povo, cristalizando sua maneira de pensar e de reagir ante aos fenômenos sociais.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.