Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

O TEXTO POÉTICO EM SALA DE AULA: REFLEXÕES SOBRE O DISCURSO DO PROFESSOR E A PROPOSTA DO LD

Palavra-chaves: ENSINO DE LITERATURA, POESIA, LIVRO DIDÁTICO Comunicação Oral (CO) GT18-LITERATURA NA ESCOLA: ENSINO E PESQUISA Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

O ensino de literatura é fundamental para a formação do ser humano, sobretudo para seu aprimoramento ético e intelectual, no entanto, muitas vezes, não é assim que esse ensino parece ser visto. Em relação ao texto poético, especificamente, quase duas décadas após a publicação do Parâmetros Curriculares Nacionais (BRASIL, 1998), que orientam que a poesia deve ser trabalhada nas salas de aula do Ensino Fundamental como uma ferramenta de construção de sentidos, ainda nos deparamos com aula e livros didáticos que pouco exploram aspectos relacionados ao ludismo, à sonoridade, à riqueza da linguagem figurada e às imagens simbólicas, reservando espaço para uma abordagem superficial, com mero efeito decorativo ou servindo de pretexto para alguma análise gramatical. Diante disso, nesta pesquisa, nos propomos a investigar como se dá o trabalho com a poesia em uma turma do 8º ano do Ensino Fundamental de uma escola da rede privada de Mamanguape-PB. Para tanto, fundamentamos nossas leituras nos estudos desenvolvidos por Pinheiro (2003, 2002), Lajolo (2008), Zilberman (2003), Cosson (2009) e Candido (2011). O corpus da pesquisa foi constituído a partir da realização de uma entrevista com o professor da referida turma acerca da importância que ele atribui ao ensino de literatura poética em sala de aula, bem como acerca da visão que esse docente tem sobre a proposta do livro didático adotado na escola. Os resultados da análise apontam para o reconhecimento da importância do trabalho com o texto poético para a formação do indivíduo, ao mesmo tempo em que há também o reconhecimento de que não se dá a devida atenção ao ensino da literatura nesse nível escolar.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.