Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

GRAMATICALIZAÇÃO NA ESTRUTURA TEXTUAL: DA COMBINAÇÃO ENTRE AS CLÁUSULAS ADJETIVAS À UNIDADE RETÓRICA DO DISCURSO

Palavra-chaves: HIPOTAXE ADJETIVA, RELAÇÕES RETÓRICAS, PRONOME RELATIVO Comunicação Oral (CO) GT05-ESTUDOS DESCRITIVOS DA GRAMÁTICA DO PORTUGUÊS SOB UMA PERSPECTIVA FUNCIONALISTA
"2017-04-27 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 27386
    "edicao_id" => 57
    "trabalho_id" => 171
    "inscrito_id" => 803
    "titulo" => "GRAMATICALIZAÇÃO NA ESTRUTURA TEXTUAL: DA COMBINAÇÃO ENTRE AS CLÁUSULAS ADJETIVAS À UNIDADE RETÓRICA DO DISCURSO"
    "resumo" => "Os estudos linguísticos funcionalistas se propõem a analisar os aspectos gramaticais da língua em uso, considerando o contexto discursivo. Inclui-se, nessa realidade, a análise das sentenças complexas, a qual não deve se limitar ao nível interno das frases, mas deve considerar as funções discursivas (MATHIESSEN; THOMPSON, 1987). Para a realização da presente pesquisa, adotamos como objeto de estudo a hipotaxe adjetiva, encontrada em redações produzidas por candidatos a vagas em dois processos seletivos de instituições brasileiras de ensino. O corpus constitui-se de uma amostra de 200 redações, sendo 100 delas de candidatos a vagas no ensino técnico integrado, portanto, egressos do ensino fundamental, e 100 redações de candidatos a vagas no ensino superior, portanto, egressos do ensino médio. Concordamos com a hipótese defendida por Mathiessen e Thompson (1987, p.37) de que a cláusula que se combina na gramática evoluiu como uma gramaticalização das unidades retóricas. Nossos objetivos são: analisar as relações retóricas das orações hipotáticas adjetivas, introduzidas pelo pronome relativo “o que”, e identificar as funções sintáticas e semântico-pragmáticas desse pronome nas orações analisadas. Além desses autores já citados, nosso embasamento teórico envolve outros autores funcionalistas, como Halliday (1985), Givón (1990), Hopper e Traugott (1993), Decat (2011; 2014), Neves (2007; 2014), que também abordam as relações entre as orações complexas. Os resultados confirmam as afirmações de que a hipotaxe adjetiva tem importantes funções argumentativas na organização retórica do discurso e o pronome relativo “o que”, além de fazer a conexão entre as orações, assume a função de retomada da oração nuclear completa e, ainda, uma função sintática na oração satélite."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT05-ESTUDOS DESCRITIVOS DA GRAMÁTICA DO PORTUGUÊS SOB UMA PERSPECTIVA FUNCIONALISTA"
    "palavra_chave" => "HIPOTAXE ADJETIVA, RELAÇÕES RETÓRICAS, PRONOME RELATIVO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV066_MD1_SA5_ID803_10032017143404.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:13"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:56:12"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "NOELMA CRISTINA FERREIRA DOS SANTOS"
    "autor_nome_curto" => "NOELMA"
    "autor_email" => "professoranoelma@yahoo.co"
    "autor_ies" => "UEPB/UFPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-sinalge"
    "edicao_nome" => "Anais IV SINALGE"
    "edicao_evento" => "IV Simpósio Nacional de Linguagens e Gêneros Textuais"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/sinalge/2017"
    "edicao_logo" => "5e4d8586dda3e_19022020155918.png"
    "edicao_capa" => "5f1880a141ece_22072020150833.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-04-27 00:00:00"
    "publicacao_id" => 35
    "publicacao_nome" => "Anais SINALGE"
    "publicacao_codigo" => "2527-0028"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 27386
    "edicao_id" => 57
    "trabalho_id" => 171
    "inscrito_id" => 803
    "titulo" => "GRAMATICALIZAÇÃO NA ESTRUTURA TEXTUAL: DA COMBINAÇÃO ENTRE AS CLÁUSULAS ADJETIVAS À UNIDADE RETÓRICA DO DISCURSO"
    "resumo" => "Os estudos linguísticos funcionalistas se propõem a analisar os aspectos gramaticais da língua em uso, considerando o contexto discursivo. Inclui-se, nessa realidade, a análise das sentenças complexas, a qual não deve se limitar ao nível interno das frases, mas deve considerar as funções discursivas (MATHIESSEN; THOMPSON, 1987). Para a realização da presente pesquisa, adotamos como objeto de estudo a hipotaxe adjetiva, encontrada em redações produzidas por candidatos a vagas em dois processos seletivos de instituições brasileiras de ensino. O corpus constitui-se de uma amostra de 200 redações, sendo 100 delas de candidatos a vagas no ensino técnico integrado, portanto, egressos do ensino fundamental, e 100 redações de candidatos a vagas no ensino superior, portanto, egressos do ensino médio. Concordamos com a hipótese defendida por Mathiessen e Thompson (1987, p.37) de que a cláusula que se combina na gramática evoluiu como uma gramaticalização das unidades retóricas. Nossos objetivos são: analisar as relações retóricas das orações hipotáticas adjetivas, introduzidas pelo pronome relativo “o que”, e identificar as funções sintáticas e semântico-pragmáticas desse pronome nas orações analisadas. Além desses autores já citados, nosso embasamento teórico envolve outros autores funcionalistas, como Halliday (1985), Givón (1990), Hopper e Traugott (1993), Decat (2011; 2014), Neves (2007; 2014), que também abordam as relações entre as orações complexas. Os resultados confirmam as afirmações de que a hipotaxe adjetiva tem importantes funções argumentativas na organização retórica do discurso e o pronome relativo “o que”, além de fazer a conexão entre as orações, assume a função de retomada da oração nuclear completa e, ainda, uma função sintática na oração satélite."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT05-ESTUDOS DESCRITIVOS DA GRAMÁTICA DO PORTUGUÊS SOB UMA PERSPECTIVA FUNCIONALISTA"
    "palavra_chave" => "HIPOTAXE ADJETIVA, RELAÇÕES RETÓRICAS, PRONOME RELATIVO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV066_MD1_SA5_ID803_10032017143404.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:13"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:56:12"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "NOELMA CRISTINA FERREIRA DOS SANTOS"
    "autor_nome_curto" => "NOELMA"
    "autor_email" => "professoranoelma@yahoo.co"
    "autor_ies" => "UEPB/UFPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-sinalge"
    "edicao_nome" => "Anais IV SINALGE"
    "edicao_evento" => "IV Simpósio Nacional de Linguagens e Gêneros Textuais"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/sinalge/2017"
    "edicao_logo" => "5e4d8586dda3e_19022020155918.png"
    "edicao_capa" => "5f1880a141ece_22072020150833.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-04-27 00:00:00"
    "publicacao_id" => 35
    "publicacao_nome" => "Anais SINALGE"
    "publicacao_codigo" => "2527-0028"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

Os estudos linguísticos funcionalistas se propõem a analisar os aspectos gramaticais da língua em uso, considerando o contexto discursivo. Inclui-se, nessa realidade, a análise das sentenças complexas, a qual não deve se limitar ao nível interno das frases, mas deve considerar as funções discursivas (MATHIESSEN; THOMPSON, 1987). Para a realização da presente pesquisa, adotamos como objeto de estudo a hipotaxe adjetiva, encontrada em redações produzidas por candidatos a vagas em dois processos seletivos de instituições brasileiras de ensino. O corpus constitui-se de uma amostra de 200 redações, sendo 100 delas de candidatos a vagas no ensino técnico integrado, portanto, egressos do ensino fundamental, e 100 redações de candidatos a vagas no ensino superior, portanto, egressos do ensino médio. Concordamos com a hipótese defendida por Mathiessen e Thompson (1987, p.37) de que a cláusula que se combina na gramática evoluiu como uma gramaticalização das unidades retóricas. Nossos objetivos são: analisar as relações retóricas das orações hipotáticas adjetivas, introduzidas pelo pronome relativo “o que”, e identificar as funções sintáticas e semântico-pragmáticas desse pronome nas orações analisadas. Além desses autores já citados, nosso embasamento teórico envolve outros autores funcionalistas, como Halliday (1985), Givón (1990), Hopper e Traugott (1993), Decat (2011; 2014), Neves (2007; 2014), que também abordam as relações entre as orações complexas. Os resultados confirmam as afirmações de que a hipotaxe adjetiva tem importantes funções argumentativas na organização retórica do discurso e o pronome relativo “o que”, além de fazer a conexão entre as orações, assume a função de retomada da oração nuclear completa e, ainda, uma função sintática na oração satélite.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.