Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

Visualizações: 202
A PROGRESSÃO TEMÁTICA NA ESCRITA ACADÊMICA

Palavra-chaves: LINGUÍSTICA APLICADA, ESCRITA, PROGRESSÃO TEXTUAL, METAFUNÇÃO Comunicação Oral (CO) GT11-MULTILETRAMENTOS E FORMAÇÃO DE PROFESSOR Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

Esse trabalho se situa nos estudos da Linguística Aplicada, seguindo Moita-Lopes (2006) e Rajagopalan (2003), porque estuda a língua em caráter interdisciplinar e em contexto social linguisticamente problematizado. Através de nossa vivencia com atividades de monitoria, na disciplina Semântica e Pragmática, em 2016, investigamos um contexto de uso linguístico em que a escrita acontece em um contínuo em sala de aula universitária. A partir das produções textuais realizadas pelos alunos, desta disciplina, questionamos: Como ocorre a progressão textual, partindo da noção de tema/rema e da metafunção, nas produções de gêneros acadêmicos? Para responder a essa questão investigativa, mobilizamos pressupostos teóricos, metodológicos e analíticos do Funcionalismo e da Linguística Textual. Objetivamos, mediante essa investigação, identificar aspectos linguístico-textuais e discursivos na escrita de alunos pré-concluintes do Curso de Licenciatura Plena em Letras, Língua Portuguesa, da Universidade Estadual da Paraíba. Nossa análise da funcionalidade linguístico-textual e discursiva nos documentos coletados tem aporte teórico em autores como Neves (1997; 2004; 2016), Koch (2005; 2006; 2008), Antunes (2005), Fuzer e Cabral (2014), Halliday (2014), Halliday e Hasan (1976) Vilela e Koch (2001; 2002; 2004; 2012), Beaugrande (1993), Chafe (1992) e Seidlhofer e Widdowson (1999). Nessa situabilidade de estudos, desenvolvemos uma pesquisa de natureza qualitativa, contemplando Motta-Roth e Hendges (2010), ao analisarmos fenômenos percebidos e comparados entre si, a partir de múltiplas visões. Dentro desse paradigma, o presente estudo é estabelecido no âmbito das pesquisas de campo, pois, considerando Severino (1941), é notado no seu domínio natural, bem como a coleta de dados é realizada em condições naturais de produção, sem intermédio do investigante. Os resultados de pesquisa contemplam a relação tema/ rema como propriedades coesivas de encadeamento textual nas relações processuais das produções.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.