Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

IMPRESSÕES DE ESTUDANTES SOBRE AS XILOGRAVURAS NA LITERATURA DE CORDEL

Palavra-chaves: XILOGRAVURA, LEITURA, MULTIMODALIDADE, ENSINO Comunicação Oral (CO) GT10-HIPERTEXTO E MULTIMODALIDADE: NOVAS PRÁTICAS DE LEITURA E ESCRITA Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

A presença de vários signos semióticos na comunicação pode contribuir no desenvolvimento de estudantes críticos e capazes de desenvolver habilidades através da leitura, suprindo suas necessidades por meio de um novo paradigma: a utilização de textos multimodais nas aulas de Língua Portuguesa. Este artigo, portanto, tem que como objetivo apresentar o resultado de uma pesquisa com xilogravuras para o ensino, parte de uma ação de extensão do Projeto Teia de Estudo em Linguística Aplicada (TELA) que busca desencapsular o currículo das aulas de Língua Portuguesa na educação básica, com o intuito de explorar os elementos que compõem o Cordel, tanto o texto verbal quanto as imagens que compõem a produção. Para a realização desta atividade, selecionamos alguns exemplares de narrativa em cordel e distribuímos para vinte alunos do 9º ano de ensino fundamental II, de uma escola pública localizada na cidade de Missão Velha, interior sul do estado do Ceará. As Oficinas de Letramentos Multimodais aconteceram em 04 aulas e 01 aula destinada à aplicação de um questionário. Os dados foram coletados e analisados à luz de Kress e Van Leeuwen (2006); Vieira e Silvestre (2015). Os resultados evidenciaram que os estudantes consideraram que a literatura de cordel está intrinsecamente ligada aos elementos essencialmente multimodais, atribuindo uma leitura detalhada e crítica do sistema semiótico. A análise feita a xilogravura e literatura de cordel em consonância com a linguagem verbal escrita e visual teve êxito em uma leitura crítica e reflexiva, considerando que os alunos necessitam praticar a leitura e dedicar atenção aos elementos multimodais do texto.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.