Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE FUNCIONAL DE IDOSOS EM TRATAMENTO HEMODIALÍTICO

Palavra-chaves: INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA, SAÚDE DO IDOSO, DIÁLISE RENAL Pôster (PO) / Poster Submission AT-2: PRÁTICAS CLÍNICAS E TERAPÊUTICAS Publicado em 23 de novembro de 2016

Resumo

INTRODUÇÃO: O processo de envelhecimento é algo natural dos seres humanos. Intrínseco a essa ação, ocorrem alterações funcionais como a queda dos sistemas, das funções orgânicas e das reservas fisiológicas, acarretando no individuo uma maior predisposição às condições crônicas. A doença renal crônica (DRC), atualmente representa um problema de saúde pública no âmbito nacional e mundial. Em sua fase mais avançada, os rins não conseguem mais manter a normalidade do meio interno do paciente. Sendo assim, torna-se necessário a terapêutica a base da Hemodiálise. METODOLOGIA: Trata-se de um relato de experiência de caráter exploratório e descritivo, com abordagem quantitativa, que foi desenvolvido com os pacientes que realizam tratamento de hemodiálise na Clínica do Rim, localizada na cidade de Caicó, no interior do Estado do Rio Grande do Norte com abrangência de atendimento à região do Seridó e algumas do Estado da Paraíba. RESULTADOS E DISCUSSÃO: O tratamento da insuficiência renal crônica é um misto, uma ambiguidade de sensações que envolvem quem se submete a esta terapêutica. O que pudemos perceber é que para muitos a descoberta da doença renal crônica é algo inesperado, sendo agravado pelo fato de tornar-se dependente de uma máquina. Esta situação representa as chances de uma vida melhor para uns, enquanto que para outros, significa um estado de dependência, insatisfação, angustia, haja vista que impossibilitam a locomoção demorada, passeios e viagens, devido à frequência a qual são submetidos à hemodiálise, que nesta realidade, acontece três vezes por semana, tendo duração de quatro horas por sessão. Pilger et. al. (2010), a terapêutica afeta o cotidiano, a vida desses idosos, causa limitações sociais, envolvendo seu trabalho, seus hábitos, sejam eles alimentares e/ou culturais, e seu convívio com a família. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Nesse cenário a enfermagem pode utilizar o processo de enfermagem, que visa aprimorar a qualidade do trabalho assim como sua assistência, identificando as necessidades de saúde. Dessa forma, ainda destacamos a necessidade da equipe de enfermagem ter conhecimento e segurança a respeito da terapêutica que é instituída ao idoso renal crônico.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.