Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

Visualizações: 441
ALTERAÇÕES DA PELE INERENTES AO PROCESSO DE ENVELHECIMENTO

Palavra-chaves: ENVELHECIMENTO DA PELE, QUALIDADE DE VIDA., PROFISSIONAIS DE SAÚDE., FATORES DE RISCO. Pôster (PO) / Poster Submission AT-3: ENFERMAGEM E A SAÚDE DA PESSOA IDOSA Publicado em 23 de novembro de 2016

Resumo

O envelhecimento pode ser entendido como uma evolução pessoal, natural, indiscutível e inevitável para qualquer ser humano na evolução da vida. O termo envelhecimento não é um estado e sim um processo de degradação progressivo e diferencial que afeta todos os seres vivos. Esse processo depende de três classes de fatores principais: biológico, psíquicos e sociais. O envelhecimento da pele é um processo inevitável e que todos irão sofrer ao longo da vida, entretanto alguns irão sofrer mais rapidamente do que outros dependendo do estilo de vida e da quantidade sol que cada um se submete ao longo dos anos. Trata-se de uma revisão de literatura, cuja fonte de pesquisa considera artigos publicados na base de dados científicos, no período compreendido de 2002 a 2015, sendo que a busca de artigos foi realizada nas bases de dados eletrônicas CINAHL, LILACS, MEDLINE e SCIELO e teve como objetivo discutir os efeitos do envelhecimento da pele humana. O envelhecimento normal da pele, ou seja, o envelhecimento fisiológico seria um processo inevitável, que todos estão sujeitos a sofrer, ocorre devido a uma série de fatores: diminuição da espessura epiderme e derme; redução da elasticidade e da secreção de sebo pelas glândulas sebáceas; resposta imunológica comprometida dentre outros. Além do envelhecimento fisiológico temos também o envelhecimento patológico em que o processo de envelhecimento já é considerado uma patologia que pode trazer prejuízo para o indivíduo. Como exemplo primordial temos o envelhecimento devido à exposição ao sol é conhecido como "foto envelhecimento" e conduz à degeneração das fibras elásticas e colágenas, ao aparecimento de manchas pigmentadas e à ocorrência de lesões pré-malignas ou malignas. Por outro lado, sabemos que existem diversas medidas para o retardo do envelhecimento, desde medidas dietéticas, medidas educativas e cosméticas. E por este motivo todos os profissionais de saúde, não apenas o médico dermatologista, mas todos os outros profissionais devem estar capacitados no que diz a respeito do cuidado da pele. Todos têm sua importância nesses cuidados: Enfermeiros, fisioterapeutas e médicos devem trabalhar em conjunto em uma equipe multidisciplinar em que a troca de informações deve existir. O trabalho mostrou as principais alterações da pele no processo de envelhecimento, sendo de suma importância o conhecimento desse processo pelos profissionais de saúde, para que os mesmos possam identificar essas alterações e saibam diferenciar quais delas, são patológicas e quais são fisiológicas. Tem de haver uma equipe multidisciplinar para que exista uma boa adesão no combate do processo de envelhecimento, todos tem um papel fundamental e deve existir uma conexão entre eles. Viu-se que o envelhecimento da pele é um processo inevitável, mas este pode ser atenuado se evitar os fatores extrínsecos, então é importante o conhecimento desses fatores com a finalidade de evita-los. Logo, são necessárias campanhas contínuas para informação da população além de mais pesquisas no intuito de se obter uma maior qualidade de vida ao longo da vida.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.