Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

Visualizações: 177
ASSOCIAÇÃO ENTRE FATOR DE RISCO DO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL E A FAIXA ETÁRIA NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

Palavra-chaves: ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL, FATOR DE RISCO, PREVENÇÃO Pôster (PO) / Poster Submission AT-10: EDUCAÇÃO E ENVELHECIMENTO Publicado em 23 de novembro de 2016

Resumo

INTRODUÇÃO: As doenças cardiovasculares, incluindo o acidente vascular cerebral (AVC), são uma das principais causas de mortes no mundo. Estima-se que 80% dos casos de AVC podem ser prevenidos com informação. É necessário, portanto, implementar estratégias educativas que levem à comunidade informações sobre a doença, formas de cuidado e como preveni-la. O objetivo do presente estudo é verificar o grau de associação entre os principais fatores de risco do AVC com a idade da população. METODOLOGIA: As coletas de dados ocorreram durante o evento estadual da Semana de Combate ao Acidente Vascular Cerebral/Rio Grande do Norte, desenvolvido pelo Programa de Diagnóstico e Intervenção no Acidente Vascular Cerebral (PRODIAVC), nos anos de 2011 a 2014, em locais públicos das cidades de Natal, Santa Cruz e Mossoró, no estado do Rio Grande do Norte. Além da coleta de dados sociodemográficos, o formulário aplicado organizou-se em três partes: a primeira questionando hábitos de vida e histórico familiar de doença cardiovascular, a segunda relacionada a aspectos psicológicos e a terceira relacionada com medidas antropométricas e de pressão arterial, além de questões sobre o uso de medicamento anticoncepcional e histórico de diabetes mellitus. A análise estatística foi realizada por meio do teste Qui-quadrado (X²). O estudo foi submetido e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) do Hospital Universitário Onofre Lopes (CAAE: 34478214.0.0000.5292). RESULTADOS: A amostra foi composta de 2312 indivíduos, sendo 1192 (51,6%) do sexo feminino e 1120 (48,4%) do sexo masculino. Os indivíduos selecionados apresentaram média de idade de 47,75 ± 14,64 anos. Sendo 41 (1,8%) na faixa etária >18 anos, 264 (11,4%) na faixa de 20-29 anos, 379 (16,4%) na faixa 30-39 anos, 520 (22,5%) na faixa de 40-49 anos, 590 (25,5%) na faixa 50-59 anos e 518 (22,4%) na faixa >60 anos. Após análise dos dados foi possível encontrar associação significativa entre faixa etária e os seguintes fatores de risco no ano de 2011: diabetes (X²= 9,793, p= 0,02), hipertensão (X²= 14,581, p= 0,002), fumante (X²= 15,378, p= 0,018) e dieta (X²= 8,581, p= 0,035). Em 2012, as associações foram com hipertensão (X²=14,595, p= 0,012) e sedentarismo (X²= 11,193, p= 0,048). No ano de 2013, encontramos associação significativa com diabetes (X²= 46,839, p= <0,001), hipertensão (X²= 70,515, p= <0,001) e fumante (X²= 25,65, p= 0,004). Em 2014 foi observado associação entre faixa etária e diabetes (X²= 25,923, p= <0,001), hipertensão (X²= 128,02, p= <0,001, obesidade (X²=14,947, p= 0,011), sedentarismo (X²= 15,979, p= 0,007), doença cardiovascular (X²= 22,175, p= <0,001) e fumante (X²= 64,97, p=<0,001). CONCLUSÃO: Encontramos índices elevados de associação entre fatores de risco para o acidente vascular cerebral e a faixa etária da população em cidades do Estado do Rio Grande do Norte no período de 2011 e 2014.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.