Artigo Anais IV ENID / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

Visualizações: 287
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO: CONTRIBUIÇÕES DO PIBID PARA UMA TURMA DE 5° ANO

Palavra-chaves: LETRAMENTO, ALFABETIZAÇÃO, ENSINO-APRENDIZAGEM Comunicação Oral (CO) Teoria e prática no ensino de língua portuguesa: unindo escola e sociedade Publicado em 22 de novembro de 2014

Resumo

O presente trabalho configura-se como um relato de experiência, resultado de uma ação didático-pedagógica vivenciada na Escola Municipal Rivanildo Sandro Arcoverde, na cidade de Campina Grande - PB, por alunas bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação á Docência (PIBID) do curso de Pedagogia da Universidade Estadual da Paraíba/UEPB. Objetivamos demonstrar como o “Projeto Alfabetização e Letramento” desenvolvido na referida escola está contribuindo para o processo ensino - aprendizagem dos alunos, bem como para a nossa formação docente. A partir da observação do cotidiano de uma turma do 5º ano do Ensino Fundamental I percebemos a necessidade de intervenções pedagógicas as quais, iniciamos de forma planejada e sistemática, sob a supervisão da professora titular da turma. Para subsidiar nosso estudo, nos respaldamos no aporte teórico sobre letramento e alfabetização defendidos por Magda Soares (2003) e Ângela Kleiman (2007) como aspectos indissoluvelmente e inevitavelmente interligados, sendo que um não substitui o outro, e que assumir como objetivo o letramento no contexto do ciclo escolar implica adotar na alfabetização uma concepção social da escrita, em contraste com uma concepção tradicional que considera a aprendizagem de leitura e escrita como a aprendizagem de habilidades individuais. Ao longo do desenvolvimento do “Projeto Alfabetização e Letramento” estamos dando ênfase ao acompanhamento individual dos alunos que apresentam maiores dificuldades de aprendizagem da leitura e escrita buscando estimulá-los e orientá-los para que eles consigam ler com compreensão e escrever com autonomia. Vale lembrar que esse projeto encontra-se em andamento, porém, já obtivemos resultados importantes como: dos oito alunos que não sabiam ler e escrever apenas um ainda não consegue fazê-lo com desenvoltura; os alunos estão mais participativos e se comportam melhor em sala de aula.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.