Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

Visualizações: 189
A ANÁLISE DO DISCURSO NA LINGUAGEM CINEMATOGRÁFICA: UM ESTUDO FOUCAULTIANO NA REPRESENTAÇÃO FÍLMICA OS CONTOS PROIBIDOS DO MARQUÊS DE SADE

Palavra-chaves: ANÁLISE DO DISCURSO, FOUCAULT, CINEMA Comunicação Oral (CO) GT06-AS PRÁTICAS DISCURSIVAS DO COTIDIANO: ENTRE O PODER E A RESISTÊNCIA

Resumo

Considerando que a formação discursiva pode ser tomada como um instrumento de poder, este trabalho busca compreender os discursos imersos no filme “Os contos proibidos do Marquês de Sade”, a partir do sujeito louco. A ênfase desta pesquisa projeta-se, primeiro, face ao valor dado à Análise do Discurso (AD), na medida em que este campo teórico postula uma confluência de língua, sujeito e história, segundo, face à instância discursiva assumida pelo filme. Tomando como viés de discussão o aporte teórico da AD, bem como da Nova História Cultural, pensar-se-á o filme enquanto uma ação que expõe inúmeros jogos enunciativos, estabelecendo possibilidades múltiplas para observar a formação discursiva do sujeito. A efetivação do trabalho far-se-á, portanto, mediante uma discussão teórica concernente à representação do cinema no campo da AD para a abordagem do conceito de loucura por meio do pensamento de Michel Foucault, a partir dos estudos de Ferro (2010), Vainfas (1997), Pimentel (2011), Veiga-Neto (2011), Foucault (2008), Fischer (2013).

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.