Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 168
UMA INVESTIGAÇÃO NO ENSINO DE FÍSICA: USO DA MODELAGEM E SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL

Palavra-chaves: ENSINO, FÍSICA, COMPUTADOR Comunicação Oral (CO) DIDÁTICA, CURRÍCULO E POLÍTICA EDUCACIONAL

Resumo

No nível da educação básica, a Física é considerada pela maioria dos alunos como uma das disciplinas mais difíceis. Para melhorar a relação dos alunos com o ensino de Física, pode-se utilizar a aplicação de ferramentas tecnológicas, principalmente o uso do computador, no processo de ensino e aprendizagem, mas é verificado que essa prática vem sendo pouco explorada ou subutilizada, apesar dos avanços existentes na área. Tendo em vista essa situação, a nossa pesquisa questiona como a modelagem e simulação computacional influencia o ensino da Energia Mecânica no Ensino Médio, à luz da teoria da aprendizagem significativa de Ausubel. A metodologia utilizada na pesquisa foi um estudo de caso, com observação participante, por se tratar de um fenômeno contemporâneo, investigado no contexto real de uma sala de aula. Em que analisamos a aplicação de algumas simulações, criadas no software Modellus, em uma turma do 1º ano do ensino médio de uma escola pública do Estado da Paraíba. Para esse estudo: verificamos quais os conhecimentos prévios (subsunçores) dos alunos referentes ao conteúdo que será tratado; construímos um mapa conceitual para apresentação do conteúdo; construímos e aplicamos modelos matemáticos que simulam situações envolvendo a temática relacionada ao conteúdo da Energia Mecânica, utilizando o software Modellus; e avaliamos o desempenho dos alunos diante da utilização do computador em conjunto com o software Modellus. Além da observação participante, realizamos uma entrevista semiestruturada, com três grupos de alunos, cada grupo com 3 alunos. Essas entrevistas foram gravadas e transcritas. Durante os encontros realizamos anotações em um diário de pesquisa, e recolhemos os questionários respondidos ao final das simulações, para verificar a participação e o desempenho dos alunos.As falas dos alunos, no decorrer das aulas e nas entrevistas, nos indica que a simulação é uma ferramenta que ajuda a compreensão dos fenômenos físicos, e que o uso do computador serve como elemento motivador e facilitador na compreensão dos fenômenos físicos. Sendo que, a motivação é um fator que contribui de forma significativa para a aprendizagem. Com a participação ativa em sala de aula, os alunos tiveram a oportunidade de levantar questionamentos sobre as diversas situações em que se evidencia a energia mecânica, suas formas e sua conservação e, de associar os conceitos teóricos com situações práticas. O uso do mapa conceitual e do texto serviu de organizador avançado, para introdução do conteúdo e para relacionar os conceitos novos com conceitos anteriores.Portanto, foi possível observar que houve um avanço bastante significativo na melhoria da aprendizagem de Física nessa turma. A aplicação do uso das simulações fez com que os alunos passassem a compreender melhor os conteúdos abordados.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.