Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

UMA ANÁLISE POLÍTICA DO PROGAMA PNLD NA ESCOLA RAUL CÓRDULA: VIABILIDADE, EFETIVIDADE E PROCESSO

Palavra-chaves: POLÍTICA, EDUCAÇÃO, LIVRO DIDATICO Comunicação Oral (CO) DIDÁTICA, CURRÍCULO E POLÍTICA EDUCACIONAL Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

Este artigo tem como objetivo entender nas entrelinhas a política nacional do livro didático-PNLD, analisar como funciona na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Professor Raul Córdula, e qual a sua viabilidade e efetividade na mesma, estudando especificamente a matéria de Geografia no ensino médio. Nesse contexto o trabalho parte de uma visão política sobre a coleção adotada, os critérios de escolhas junto ao PNLD, e qual a viabilidade e efetividade do livro na citada escola. Nesse contexto como abordagem teórico-conceitual, adotou-se a perspectiva crítico-dialética, buscando analisar as relações contraditórias ensejadas pelo tema central da pesquisa. Como recursos metodológicos foram utilizados a pesquisa bibliográfica e a pesquisa de campo. Com relação a este último procedimento a pesquisa foi dividida em duas etapas, a primeira trata-se de uma revisão bibliográfica com finalidade de entender com funciona o PNLD. A segunda foi realizada através de um questionário com perguntas abertas, aplicado diretamente com os professores que lecionam geografia na escola professor Raul Córdula, tendo como objetivo recolher informações que permita avaliar como está sendo efetuado o programa PNLD na escola. Como resultados preliminares há de se destacar todas as ações que revestem a política (PNLD). Acrescenta-se a isto o caráter utilitarista e ideológico desse programa; O fato de ter desencadeado uma grande disputa comercial, por parte das grandes editoras, dado o grande volume de recursos públicos investidos na compra desse material. Apesar disso verifica-se grande aceitabilidade do livro didático ressaltada pelos professores para o ensino e aprendizagem na referida instituição.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.