Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 187
EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA O DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS DE COLETA E TRANSPORTE PARA CATADORES DE MATERIAIS RECICLÁVEIS, CAMPINA GRANDE-PB

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO AMBIENTAL, CATADOR DE MATERIAL RECICLÁVEL, TECNOLOGIA Comunicação Oral (CO) EDUCAÇÃO AMBIENTAL Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

No cenário de crise ambiental é a partir dos catadores de materiais recicláveis que tem início a gestão dos resíduos sólidos, indispensável ao alcance da sustentabilidade, transformando-os de simples coadjuvantes para atores principais desse papel na cidadania. Os catadores de materiais recicláveis, estão submetidos a riscos ocupacionais e enfrentam condições precárias de infraestrutura, elucidada pela ausência de tecnologias adequadas ao exercício profissional. Educação Ambiental é fundamental a formação dos catadores de materiais recicláveis e ao desenvolvimento de tecnologias que respondam as suas necessidades promovendo a valorização e dignificação profissional e o resgate da autoestima.Objetivou-se avaliar a Educação Ambiental como instrumento para o desenvolvimento de tecnologias de coleta e transporte de resíduos que contribuam para o exercício profissional de catadores de materiais recicláveis e minimizem os impactos negativos sobre a saúde desses profissionais.A pesquisa participante e experimental foi realizada de janeiro de 2013 a julho de 2014, com 100% dos associados. Inicialmente ocorreu o processo de sensibilização e formação de catadores de materiais recicláveis através da Educação Ambiental, seguindo-se os objetivos e princípios delineados nacional e internacionalmente. A metodologia aplicada neste processo ocorreu a partir do MEDICC- Dinâmico de Construção e Reconstrução do Conhecimento para o meio ambiente, que compreende um conjunto de estratégias metodológicas que permite o processo de sensibilização simultaneamente à coleta de dados. Num segundo momento sucedeu o levantamento das tecnologias usadas pelos catadores de materiais recicláveis associados à ARENSA, para coleta e transporte de resíduos sólidos, através de observação direta, entrevistas semiestruturada, acompanhamento das atividades exercidas e registros fotográficos. As principais variáveis investigadas foram: condições de trabalho, tecnologias adotadas para a coleta e transporte de resíduos sólidos. O acompanhamento das atividades aconteceu em dois ciclos. Cada ciclo composto por três acompanhamentos. A partir da identificação dos transportes empregados pelos catadores de materiais recicláveis associados à ARENSA e de suas respectivas características, foi aplicada a seguinte denominação: T1, T2, T3, T4 e T5, sendo que T indica transporte e a numeração corresponde a ordem de construção ou aquisição. As características avaliadas foram: Material usado, capacidade de carga, peso seco, dimensão, durabilidade, manuseio e custo. A terceira e última etapa compreendeu a elaboração de material de divulgação para a difusão das tecnologias desenvolvidas: folheto e banner. Os dados foram analisados de forma quantitativa e qualitativa, utilizando-se da triangulação que consiste em quantificar, qualificar e descrever os dados obtidos. Os dados quantitativos foram distribuídos em categorias e avaliados através de métodos estatísticos. As tecnologias estudadas possibilitaram melhores condições de trabalho, diminuição do esforço físico, redução de impactos negativos sobre a saúde; contribuíram para o aumento da renda mensal dos catadores de materiais recicláveis associados à ARENSA (39%) e favoreceram o recolhimento de maior quantidade de resíduos (12%).A Educação Ambiental constituiu importante instrumento para formação de catadores de materiais recicláveis associados à ARENSA e para o desenvolvimento de tecnologias de coleta e transporte de resíduos, contribuindo para mudanças significativas, sobretudo relacionadas às condições de trabalho, à renda mensal e ao exercício da cidadania.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.