Artigo Anais do II Seminário de Educação Permanente em Saúde

ANAIS de Evento

ISBN: 978-65-86901-52-8

A EDUCAÇÃO PERMANENTE COMO ESTRATÉGIA DE PROBLEMATIZAÇÃO E REFLEXÃO NO TRABALHO DOCENTE

Palavra-chaves: DOCENTES, ENSINO, EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE, EDUCAÇÃO, PROBLEMATIZAÇÃO Resumo ET 01 - Eixo ensino
"2022-01-26"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 79037
    "edicao_id" => 190
    "trabalho_id" => 58
    "inscrito_id" => 147
    "titulo" => "A EDUCAÇÃO PERMANENTE COMO ESTRATÉGIA DE PROBLEMATIZAÇÃO E REFLEXÃO NO TRABALHO DOCENTE"
    "resumo" => "INTRODUÇÃO: A ATIVIDADE DE TRABALHO DOS PROFESSORES É DOTADA DE ESTRESSE, COBRANÇAS POR PRODUÇÃO, SOBRECARGA DE TRABALHO E FALHAS NA IMPLEMENTAÇÃO DE ESPAÇOS DE DIÁLOGO EFICAZES NA BUSCA PELA MELHORIA DESSE CENÁRIO. OBSERVA-SE DOCENTES MAIS ADOECIDOS, EM PRÁTICAS ENGESSADAS E EM AMBIENTES QUE ATUAM OPRIMINDO ATRAVÉS DE PADRÕES IMPOSITORES E DOMESTICADORES. A EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE APARECE NESSA CONJUNTURA COMO UMA ESTRATÉGIA QUE CONVOCA PARA TRANSFORMAÇÕES ATRAVÉS DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA, COM A OBSERVAÇÃO E REFLEXÃO SOBRE OS DESAFIOS NO COTIDIANO DOS TRABALHOS. OBJETIVO: REFLETIR SOBRE COMO A EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE PODERIA INFLUENCIAR NO AUXÍLIO DA PROBLEMATIZAÇÃO DO COTIDIANO DE TRABALHO DOCENTE. MATERIAIS E MÉTODOS: TRATA-SE DE UM ESTUDO DE REFLEXÃO FUNDAMENTADO PELO REFERENCIAL POLÍTICO ATRAVÉS DA POLÍTICA NACIONAL DA EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE E TEÓRICO-FILOSÓFICO POR PAULO FREIRE E BELL HOOKS. FORAM UTILIZADOS COMO FONTES DADOS, ALÉM DA POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO PERMANENTE, OS LIVROS EDUCAÇÃO COMO PRÁTICA DE LIBERDADE E PEDAGOGIA DA AUTONOMIA DE PAULO FREIRE, E ENSINANDO A TRANSGREDIR: A EDUCAÇÃO COMO PRÁTICA DE LIBERDADE DE BELL HOOKS. TEM-SE COMO HIPÓTESE A SER EXPLORADA, A POSSIBILIDADE DE PROBLEMATIZAÇÃO NO AMBIENTE DE TRABALHO DOCENTE ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO PERMANENTE. RESULTADOS: A EDUCAÇÃO PERMANENTE VEM COM UMA PROPOSTA DE APLICABILIDADE EMBASADA NA DESCONTINUIDADE DE UM MODELO VERTICAL DE TRABALHO, INCENTIVANDO O OLHAR PARA O OUTRO, ENXERGANDO-O PARA ALÉM DO ÓBVIO E SE ATENDANDO PARA SUA INSERÇÃO SOCIAL E HISTÓRICA, VALIDANDO O TRABALHADOR COMO UM SUJEITO ATIVO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM. CORROBORANDO COM ISSO, FREIRE AFIRMA QUE ANTES DE SER UM EDUCADOR, É IMPORTANTE SER GENTE, E SE COLOCAR NO MUNDO COM ESSA PREMISSA. A PARTIR DE TAL RECONHECIMENTO, TORNA-SE POSSÍVEL APRESENTAR AS EXPERIÊNCIAS, EXPECTATIVAS E FRUSTRAÇÕES PARA A DISCUSSÃO, NA BUSCA POR POSSÍVEIS SOLUÇÕES PARA AS PROBLEMÁTICAS DO COTIDIANO DO TRABALHO. AGREGADO A ISSO, HOOKS AFIRMA QUE É NECESSÁRIO INCORPORAR NA PRÁTICA AS DISCUSSÕES PROFERIDAS NA TEORIA, SENDO IMPORTANTE E RELEVANTE ENTENDER QUE TODO INDIVÍDUO LEVA PARA A SALA UM CONHECIMENTO VIVIDO NA ÓTICA DA EXPERIÊNCIA, INCLUSIVE O PROFESSOR. A EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE PODE FAVORECER NA VIDA LABORAL DESSES PROFISSIONAIS E NA PRÁTICA LIBERTADORA ATRAVÉS DO FOMENTO AOS ESPAÇOS DE PROBLEMATIZAÇÃO DAS PRÁTICAS, COM A REFLEXÃO-AÇÃO-REFLEXÃO E VALORIZAÇÃO DOS ATORES ENVOLVIDOS NOS PROCESSOS DE TRABALHO. CONCLUSÃO: OS LOCAIS DE TRABALHO DOS DOCENTES PODEM, ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO PERMANENTE, SEREM ESPAÇOS DE CONSTRUÇÃO COLETIVA ATRAVÉS DE UMA EDUCAÇÃO REFLEXIVA COM FOCO NA HUMANIZAÇÃO. HÁ A POSSIBILIDADE DE IMPLEMENTAÇÃO DE RODAS DE CONVERSA E/OU OFICINAS, POR EXEMPLO, QUE AUXILIE NO OLHAR PARA AS REALIDADES, NO COMPARTILHAMENTO DAS FERRAMENTAS E NA BUSCA POR SOLUÇÕES DOS PROBLEMAS. ANTES DE TUDO É PRECISO CONSTRUIR AMBIENTES PROPÍCIOS AO DIÁLOGO E À REFLEXÃO, DE MODO QUE HAJA UMA VISÃO CRÍTICA RUMO A UMA PEDAGOGIA LIBERTADORA."
    "modalidade" => "Resumo"
    "area_tematica" => "ET 01 - Eixo ensino"
    "palavra_chave" => "DOCENTES, ENSINO, EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE, EDUCAÇÃO, PROBLEMATIZAÇÃO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV169_MD1_SA101_ID147_28102021194216.pdf"
    "created_at" => "2021-12-13 16:41:29"
    "updated_at" => null
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "NATÂNIA CANDEIRA DOS SANTOS"
    "autor_nome_curto" => "NATANIA"
    "autor_email" => "nataniacandeira@id.uff.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE "
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-do-ii-seminario-de-educacao-permanente-em-saude"
    "edicao_nome" => "Anais do II Seminário de Educação Permanente em Saúde"
    "edicao_evento" => "II Seminário de Educação Permanente em Saúde"
    "edicao_ano" => 2021
    "edicao_pasta" => "anais/educacao-em-saude/2021"
    "edicao_logo" => null
    "edicao_capa" => "61b7302c35842_13122021083612.jpg"
    "data_publicacao" => "2022-01-26"
    "edicao_publicada_em" => "2021-12-13 08:36:12"
    "publicacao_id" => 86
    "publicacao_nome" => "Revista do Seminário de Educação Permanente em Saúde"
    "publicacao_codigo" => "978-65-86901-52-8"
    "tipo_codigo_id" => 2
    "tipo_codigo_nome" => "ISBN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 79037
    "edicao_id" => 190
    "trabalho_id" => 58
    "inscrito_id" => 147
    "titulo" => "A EDUCAÇÃO PERMANENTE COMO ESTRATÉGIA DE PROBLEMATIZAÇÃO E REFLEXÃO NO TRABALHO DOCENTE"
    "resumo" => "INTRODUÇÃO: A ATIVIDADE DE TRABALHO DOS PROFESSORES É DOTADA DE ESTRESSE, COBRANÇAS POR PRODUÇÃO, SOBRECARGA DE TRABALHO E FALHAS NA IMPLEMENTAÇÃO DE ESPAÇOS DE DIÁLOGO EFICAZES NA BUSCA PELA MELHORIA DESSE CENÁRIO. OBSERVA-SE DOCENTES MAIS ADOECIDOS, EM PRÁTICAS ENGESSADAS E EM AMBIENTES QUE ATUAM OPRIMINDO ATRAVÉS DE PADRÕES IMPOSITORES E DOMESTICADORES. A EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE APARECE NESSA CONJUNTURA COMO UMA ESTRATÉGIA QUE CONVOCA PARA TRANSFORMAÇÕES ATRAVÉS DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA, COM A OBSERVAÇÃO E REFLEXÃO SOBRE OS DESAFIOS NO COTIDIANO DOS TRABALHOS. OBJETIVO: REFLETIR SOBRE COMO A EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE PODERIA INFLUENCIAR NO AUXÍLIO DA PROBLEMATIZAÇÃO DO COTIDIANO DE TRABALHO DOCENTE. MATERIAIS E MÉTODOS: TRATA-SE DE UM ESTUDO DE REFLEXÃO FUNDAMENTADO PELO REFERENCIAL POLÍTICO ATRAVÉS DA POLÍTICA NACIONAL DA EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE E TEÓRICO-FILOSÓFICO POR PAULO FREIRE E BELL HOOKS. FORAM UTILIZADOS COMO FONTES DADOS, ALÉM DA POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO PERMANENTE, OS LIVROS EDUCAÇÃO COMO PRÁTICA DE LIBERDADE E PEDAGOGIA DA AUTONOMIA DE PAULO FREIRE, E ENSINANDO A TRANSGREDIR: A EDUCAÇÃO COMO PRÁTICA DE LIBERDADE DE BELL HOOKS. TEM-SE COMO HIPÓTESE A SER EXPLORADA, A POSSIBILIDADE DE PROBLEMATIZAÇÃO NO AMBIENTE DE TRABALHO DOCENTE ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO PERMANENTE. RESULTADOS: A EDUCAÇÃO PERMANENTE VEM COM UMA PROPOSTA DE APLICABILIDADE EMBASADA NA DESCONTINUIDADE DE UM MODELO VERTICAL DE TRABALHO, INCENTIVANDO O OLHAR PARA O OUTRO, ENXERGANDO-O PARA ALÉM DO ÓBVIO E SE ATENDANDO PARA SUA INSERÇÃO SOCIAL E HISTÓRICA, VALIDANDO O TRABALHADOR COMO UM SUJEITO ATIVO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM. CORROBORANDO COM ISSO, FREIRE AFIRMA QUE ANTES DE SER UM EDUCADOR, É IMPORTANTE SER GENTE, E SE COLOCAR NO MUNDO COM ESSA PREMISSA. A PARTIR DE TAL RECONHECIMENTO, TORNA-SE POSSÍVEL APRESENTAR AS EXPERIÊNCIAS, EXPECTATIVAS E FRUSTRAÇÕES PARA A DISCUSSÃO, NA BUSCA POR POSSÍVEIS SOLUÇÕES PARA AS PROBLEMÁTICAS DO COTIDIANO DO TRABALHO. AGREGADO A ISSO, HOOKS AFIRMA QUE É NECESSÁRIO INCORPORAR NA PRÁTICA AS DISCUSSÕES PROFERIDAS NA TEORIA, SENDO IMPORTANTE E RELEVANTE ENTENDER QUE TODO INDIVÍDUO LEVA PARA A SALA UM CONHECIMENTO VIVIDO NA ÓTICA DA EXPERIÊNCIA, INCLUSIVE O PROFESSOR. A EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE PODE FAVORECER NA VIDA LABORAL DESSES PROFISSIONAIS E NA PRÁTICA LIBERTADORA ATRAVÉS DO FOMENTO AOS ESPAÇOS DE PROBLEMATIZAÇÃO DAS PRÁTICAS, COM A REFLEXÃO-AÇÃO-REFLEXÃO E VALORIZAÇÃO DOS ATORES ENVOLVIDOS NOS PROCESSOS DE TRABALHO. CONCLUSÃO: OS LOCAIS DE TRABALHO DOS DOCENTES PODEM, ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO PERMANENTE, SEREM ESPAÇOS DE CONSTRUÇÃO COLETIVA ATRAVÉS DE UMA EDUCAÇÃO REFLEXIVA COM FOCO NA HUMANIZAÇÃO. HÁ A POSSIBILIDADE DE IMPLEMENTAÇÃO DE RODAS DE CONVERSA E/OU OFICINAS, POR EXEMPLO, QUE AUXILIE NO OLHAR PARA AS REALIDADES, NO COMPARTILHAMENTO DAS FERRAMENTAS E NA BUSCA POR SOLUÇÕES DOS PROBLEMAS. ANTES DE TUDO É PRECISO CONSTRUIR AMBIENTES PROPÍCIOS AO DIÁLOGO E À REFLEXÃO, DE MODO QUE HAJA UMA VISÃO CRÍTICA RUMO A UMA PEDAGOGIA LIBERTADORA."
    "modalidade" => "Resumo"
    "area_tematica" => "ET 01 - Eixo ensino"
    "palavra_chave" => "DOCENTES, ENSINO, EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE, EDUCAÇÃO, PROBLEMATIZAÇÃO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV169_MD1_SA101_ID147_28102021194216.pdf"
    "created_at" => "2021-12-13 16:41:29"
    "updated_at" => null
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "NATÂNIA CANDEIRA DOS SANTOS"
    "autor_nome_curto" => "NATANIA"
    "autor_email" => "nataniacandeira@id.uff.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE "
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-do-ii-seminario-de-educacao-permanente-em-saude"
    "edicao_nome" => "Anais do II Seminário de Educação Permanente em Saúde"
    "edicao_evento" => "II Seminário de Educação Permanente em Saúde"
    "edicao_ano" => 2021
    "edicao_pasta" => "anais/educacao-em-saude/2021"
    "edicao_logo" => null
    "edicao_capa" => "61b7302c35842_13122021083612.jpg"
    "data_publicacao" => "2022-01-26"
    "edicao_publicada_em" => "2021-12-13 08:36:12"
    "publicacao_id" => 86
    "publicacao_nome" => "Revista do Seminário de Educação Permanente em Saúde"
    "publicacao_codigo" => "978-65-86901-52-8"
    "tipo_codigo_id" => 2
    "tipo_codigo_nome" => "ISBN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 26 de janeiro de 2022

Resumo

INTRODUÇÃO: A ATIVIDADE DE TRABALHO DOS PROFESSORES É DOTADA DE ESTRESSE, COBRANÇAS POR PRODUÇÃO, SOBRECARGA DE TRABALHO E FALHAS NA IMPLEMENTAÇÃO DE ESPAÇOS DE DIÁLOGO EFICAZES NA BUSCA PELA MELHORIA DESSE CENÁRIO. OBSERVA-SE DOCENTES MAIS ADOECIDOS, EM PRÁTICAS ENGESSADAS E EM AMBIENTES QUE ATUAM OPRIMINDO ATRAVÉS DE PADRÕES IMPOSITORES E DOMESTICADORES. A EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE APARECE NESSA CONJUNTURA COMO UMA ESTRATÉGIA QUE CONVOCA PARA TRANSFORMAÇÕES ATRAVÉS DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA, COM A OBSERVAÇÃO E REFLEXÃO SOBRE OS DESAFIOS NO COTIDIANO DOS TRABALHOS. OBJETIVO: REFLETIR SOBRE COMO A EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE PODERIA INFLUENCIAR NO AUXÍLIO DA PROBLEMATIZAÇÃO DO COTIDIANO DE TRABALHO DOCENTE. MATERIAIS E MÉTODOS: TRATA-SE DE UM ESTUDO DE REFLEXÃO FUNDAMENTADO PELO REFERENCIAL POLÍTICO ATRAVÉS DA POLÍTICA NACIONAL DA EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE E TEÓRICO-FILOSÓFICO POR PAULO FREIRE E BELL HOOKS. FORAM UTILIZADOS COMO FONTES DADOS, ALÉM DA POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO PERMANENTE, OS LIVROS EDUCAÇÃO COMO PRÁTICA DE LIBERDADE E PEDAGOGIA DA AUTONOMIA DE PAULO FREIRE, E ENSINANDO A TRANSGREDIR: A EDUCAÇÃO COMO PRÁTICA DE LIBERDADE DE BELL HOOKS. TEM-SE COMO HIPÓTESE A SER EXPLORADA, A POSSIBILIDADE DE PROBLEMATIZAÇÃO NO AMBIENTE DE TRABALHO DOCENTE ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO PERMANENTE. RESULTADOS: A EDUCAÇÃO PERMANENTE VEM COM UMA PROPOSTA DE APLICABILIDADE EMBASADA NA DESCONTINUIDADE DE UM MODELO VERTICAL DE TRABALHO, INCENTIVANDO O OLHAR PARA O OUTRO, ENXERGANDO-O PARA ALÉM DO ÓBVIO E SE ATENDANDO PARA SUA INSERÇÃO SOCIAL E HISTÓRICA, VALIDANDO O TRABALHADOR COMO UM SUJEITO ATIVO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM. CORROBORANDO COM ISSO, FREIRE AFIRMA QUE ANTES DE SER UM EDUCADOR, É IMPORTANTE SER GENTE, E SE COLOCAR NO MUNDO COM ESSA PREMISSA. A PARTIR DE TAL RECONHECIMENTO, TORNA-SE POSSÍVEL APRESENTAR AS EXPERIÊNCIAS, EXPECTATIVAS E FRUSTRAÇÕES PARA A DISCUSSÃO, NA BUSCA POR POSSÍVEIS SOLUÇÕES PARA AS PROBLEMÁTICAS DO COTIDIANO DO TRABALHO. AGREGADO A ISSO, HOOKS AFIRMA QUE É NECESSÁRIO INCORPORAR NA PRÁTICA AS DISCUSSÕES PROFERIDAS NA TEORIA, SENDO IMPORTANTE E RELEVANTE ENTENDER QUE TODO INDIVÍDUO LEVA PARA A SALA UM CONHECIMENTO VIVIDO NA ÓTICA DA EXPERIÊNCIA, INCLUSIVE O PROFESSOR. A EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE PODE FAVORECER NA VIDA LABORAL DESSES PROFISSIONAIS E NA PRÁTICA LIBERTADORA ATRAVÉS DO FOMENTO AOS ESPAÇOS DE PROBLEMATIZAÇÃO DAS PRÁTICAS, COM A REFLEXÃO-AÇÃO-REFLEXÃO E VALORIZAÇÃO DOS ATORES ENVOLVIDOS NOS PROCESSOS DE TRABALHO. CONCLUSÃO: OS LOCAIS DE TRABALHO DOS DOCENTES PODEM, ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO PERMANENTE, SEREM ESPAÇOS DE CONSTRUÇÃO COLETIVA ATRAVÉS DE UMA EDUCAÇÃO REFLEXIVA COM FOCO NA HUMANIZAÇÃO. HÁ A POSSIBILIDADE DE IMPLEMENTAÇÃO DE RODAS DE CONVERSA E/OU OFICINAS, POR EXEMPLO, QUE AUXILIE NO OLHAR PARA AS REALIDADES, NO COMPARTILHAMENTO DAS FERRAMENTAS E NA BUSCA POR SOLUÇÕES DOS PROBLEMAS. ANTES DE TUDO É PRECISO CONSTRUIR AMBIENTES PROPÍCIOS AO DIÁLOGO E À REFLEXÃO, DE MODO QUE HAJA UMA VISÃO CRÍTICA RUMO A UMA PEDAGOGIA LIBERTADORA.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.