Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 251
PERFIL DOS PROFESSORES DE BIOLOGIA DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DE PATOS-PB: CONTRIBUIÇÃO DO PROJETO CPEBIO

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO, CAPACITAÇÃO, BIOLOGIA Pôster (PO) FORMAÇÃO DE PROFESSORES Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

Introdução: Muitos profissionais que lecionam a disciplina de Biologia na rede estadual de ensino de Patos-PB, apesar de possuir formação na área das Ciências Biológicas, ainda adotam uma metodologia tradicional de ensino. O excesso de turmas/quantidade de alunos por professor torna as aulas tradicionais mais frequentes nessas escolas. Essa carga horária excessiva faz com que quase não sobre tempo para aperfeiçoamento e emprego de novas metodologias. A UFCG/Campus Patos-PB desenvolve, em parceria com a 6ª Gerência Regional de Educação da Paraíba (6ªGRE), um projeto de extensão denominado Capacitação de Professores do Ensino de Biologia - CPEBio. O referido projeto, desde 2012, visa capacitar professores de Biologia com o uso de propostas pedagógicas atuais e de fácil execução. Objetivo: O objetivo do presente trabalho foi avaliar o perfil dos professores de Biologia da rede estadual de ensino do município de Patos-PB, bem como a contribuição proporcionada pelo projeto supra citado na didática dos docentes participantes. Metodologia: Para analisar o perfil desses professores e as contribuições do projeto CPEBio, foram utilizadas informações das fichas de inscrição e aplicados questionários estruturados durante a execução do projeto. Também foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com um grupo de professores. As entrevistas foram gravadas. A participação foi voluntária e assegurada pela assinatura de um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido - TCLE. Resultados: Foram inscritos no Projeto CPEBio um total de 36 professores de Biologia ao longo de 2 anos de execução do projeto (2012 e 2013). Foi observado que esses docentes ministravam aulas em 9 Escolas Estaduais da 6ªGRE. Apenas 11 professores responderam os questionários. Foi observado 6 que 15 anos foi o tempo médio de docência. A maioria destes professores são biólogos (8 docentes). Por outro lado, as entrevistas foram realizadas com apenas 5 professores. Foi observado que apenas 4 (quatro) professores são licenciados na área (Ciências Biológicas). A quantidade de turmas variou entre 3 (três) a 9 (nove) e a quantidade de alunos variou de 30 (trinta) a 250 (duzentos e cinquenta) alunos por professor. Todos os entrevistados possuíam conhecimento em informática, porém apenas 1 (um) deles afirmou aplicar esses conhecimentos em sala de aula. O tempo de docência variou de 3 (três) a 25 (vinte e cinco) anos. Em relação aos contribuições fornecidas pelo projeto, o acesso às novas metodologias/tecnologias, incluindo o auxílio no uso dos laboratórios de Biologia e de Informática, foram as respostas mais frequentes de todos os entrevistados. Quanto a aplicação das atividades elaboradas pelo projeto nas salas de aula, todos os professores afirmaram que a capacitação foi de grande valia, uma vez que permitiu a introdução de práticas mais atualizadas nas suas aulas.Conclusão: Os professores inscritos/participantes exibiram um perfil que foi compatível com a proposta do projeto CPEBio, acesso às práticas e técnicas de ensino de Biologia mais atualizadas. O aproveitamento por parte do público-alvo das atividades desenvolvidas no projeto proporcionou maior interação professor-aluno, além de melhoria do processo ensino-aprendizagem, através de conhecimentos mais dinâmicos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.