Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 232
PATRIMÔNIO IMATERIAL DO BREJO PARAIBANO: UMA PROPOSTA DE CATALOGAÇÃO E DE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL .

Palavra-chaves: PATRIMÔNIO, EDUCAÇÃO, HISTÓRIA Comunicação Oral (CO) MOVIMENTOS SOCIAIS, SUJEITOS E PROCESSOS EDUCATIVOS Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

Resumo: O patrimônio brasileiro começou a ser catalogado e preservado no ano de 1936, através do ministro de Educação e Saúde Gustavo Capanema, as ações de preservação dos bens funcionavam a partir do SPAN( Serviço do Patrimônio Artístico Nacional).Nesse momento a categoria patrimônio estava atrelada as edificações e obras de arte, apenas a partir da constituição de 1988 estabelece em seu artigo 216 que : “Constituem patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência a identidade, a ação, a memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira”. Partindo desse alargamento da categoria patrimônio,esse trabalho busca apresentar a pesquisa: Patrimônio Imaterial do Brejo Paraibano que realiza pesquisas sobre os saberes Imateriais no Brejo Paraibano, sobretudo, a produção ceramista de Luiz Firmino Leolpodino e transpor o seu caráter educativo na sala de aula.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.