Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 235
OS DESAFIOS DO ENSINO MÉDIO INOVADOR NA ESCOLA SENADOR JOSÉ GAUDÊNCIO

Palavra-chaves: DESAFIOS, ENSINO MÉDIO, PROEMI Comunicação Oral (CO) DIDÁTICA, CURRÍCULO E POLÍTICA EDUCACIONAL Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

O presente trabalho tem como proposta apresentar um estudo sobre a implantação do Programa de Ensino Médio Inovador (ProEMI) na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Senador José Gaudêncio, localizada no município de Serra Branca/PB. O enfoque desta pesquisa tem por finalidade diagnosticar as condições de aceitação deste programa no âmbito escolar, a relação do ensino-aprendizagem e seus benefícios enquanto proposta curricular. O ProEMI foi instituído pela Portaria nº 971, de 9 de outubro de 2009, no qual, integra as ações do Plano de Desenvolvimento da Educação – PDE. Está é uma estratégia do Governo Federal para induzir uma nova formulação dos currículos, na qual, visa à ampliação do tempo na escola e a diversidade de práticas pedagógicas, a fim de atender às atuais demandas do Ensino Médio. Em Serra Branca a Escola Senador José Gaudêncio implantou o programa no ano de 2013, onde com base nesta pesquisa foram observados seus pontos positivos e negativos na visão dos sujeitos que participam desta nova fase de reestruturação de ensino. Para tanto Esta análise realizou-se durante as atividades do Programa Institucional de Iniciação a Docência (PIBID/SOCIOLOGIA) e a metodologia aqui aplicada foi com base na observação participante e pesquisa de campo com aplicação de entrevistas e questionários com os sujeitos que participam desta nova fase de reestruturação de ensino. Além disso, para compor este estudo foram utilizadas as seguintes referências: Libâneo, Oliveira e Toschi (2003), Durkheim (2001) e Documentos orientadores do Ministério da Educação e Cultura (MEC), e da Secretária de Educação da Paraíba. Palavras – chaves: ensino médio inovador, currículo, práticas pedagógicas

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.