Artigo Anais do V CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

ATENÇÃO FARMACÊUTICA: AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO PREENCHIMENTO DE RECEITUÁRIOS MÉDICOS DE UMA FARMÁCIA COMERCIAL EM FOZ DO IGUAÇU-PR

Palavra-chaves: PRESCRIÇÃO DE MEDICAMENTOS, ERROS DE MEDICAÇÃO, ANÁLISE DE PRESCRIÇÕES, , Comunicação Oral (Artigo Completo) AT 05: Ciências da Saúde: abordagens na Pesquisa e no Ensino
"2020-12-10 10:13:23"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 73135
    "edicao_id" => 148
    "trabalho_id" => 560
    "inscrito_id" => 1416
    "titulo" => "ATENÇÃO FARMACÊUTICA: AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO PREENCHIMENTO DE RECEITUÁRIOS MÉDICOS DE UMA FARMÁCIA COMERCIAL EM FOZ DO IGUAÇU-PR"
    "resumo" => "OS RECEITUÁRIOS MÉDICOS CONTÊM INFORMAÇÕES REFERENTES AO MEDICAMENTO TANTO PARA O USUÁRIO QUANTO PARA O FARMACÊUTICO. ASSIM, ESSE ESTUDO OBJETIVOU APRESENTAR A AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS RECEITUÁRIOS RETIDOS EM UMA FARMÁCIA COMERCIAL DE FOZ DO IGUAÇU-PR, UTILIZANDO OS INDICADORES DA LEI FEDERAL Nº 5.991 DE 17 DE DEZEMBRO DE 1973 E OBSERVANDO, PRINCIPALMENTE, A LEGIBILIDADE DOS MESMOS. FORAM COLETADOS 130 RECEITUÁRIOS RETIDOS NA FARMÁCIA DURANTE UM PERÍODO DE 40 DIAS. FORAM AVALIADAS QUATRO VARIÁVEIS: LEGIBILIDADE, IDENTIFICAÇÃO DO PRESCRITOR, IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE E ADMINISTRAÇÃO MEDICAMENTOSA. OS RESULTADOS DEMONSTRARAM UM TOTAL DE 22,3% (N=29) E 11,6% (N=15) DE RECEITUÁRIOS POUCO LEGÍVEIS E ILEGÍVEIS, RESPETIVAMENTE. EM 73,8% (N=96) DOS RECEITUÁRIOS, A IDENTIFICAÇÃO DO PRESCRITOR ESTAVA COMPLETA E EM 88,4% (N=115) A IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE ESTAVA INCOMPLETA. A POSOLOGIA E DURAÇÃO DO TRATAMENTO FOI OMISSA EM 8,4% (N=11) DAS PRESCRIÇÕES RETIDAS. DO TOTAL DE PRESCRIÇÕES, 5,3% (N=7) ESTAVAM COMPLETAS OU PERFEITAS, COM TODAS AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PRESENTES, TOTALMENTE LEGÍVEIS. CONCLUI-SE QUE OS DADOS ENCONTRADOS INDICAM O PERFIL DE ERROS DE PRESCRIÇÕES MÉDICAS, EVIDENCIANDO A NECESSIDADE DE MEDIDAS QUE DIMINUAM O RISCO DE ERROS. A IMPLANTAÇÃO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA AOS PRESCRITORES, E A NORMATIZAÇÃO DO RECEITUÁRIO MÉDICO ELETRÔNICO E/OU DIGITALIZADO PODEM GARANTIR UMA PRESCRIÇÃO COMPLETA VISANDO A SEGURANÇA DA SAÚDE DO PACIENTE."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (Artigo Completo)"
    "area_tematica" => "AT 05: Ciências da Saúde: abordagens na Pesquisa e no Ensino"
    "palavra_chave" => "PRESCRIÇÃO DE MEDICAMENTOS, ERROS DE MEDICAÇÃO, ANÁLISE DE PRESCRIÇÕES, , "
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV138_MD1_SA22_ID1416_23112020123316.pdf"
    "created_at" => "2020-12-11 08:02:07"
    "updated_at" => null
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ADRIANA MARTINEZ ROCHA RODRIGUES"
    "autor_nome_curto" => "ADRIANA MARTINEZ ROCHA RODRIGU"
    "autor_email" => "drikamartinez375@gmail.co"
    "autor_ies" => "FACULDADE FOZ DO IGUAÇU (FAFIG)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-do-v-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais do V CONAPESC"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2020
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2020"
    "edicao_logo" => null
    "edicao_capa" => "5fd21ef3c4d39_10122020101323.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2020-12-10 10:13:23"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 73135
    "edicao_id" => 148
    "trabalho_id" => 560
    "inscrito_id" => 1416
    "titulo" => "ATENÇÃO FARMACÊUTICA: AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO PREENCHIMENTO DE RECEITUÁRIOS MÉDICOS DE UMA FARMÁCIA COMERCIAL EM FOZ DO IGUAÇU-PR"
    "resumo" => "OS RECEITUÁRIOS MÉDICOS CONTÊM INFORMAÇÕES REFERENTES AO MEDICAMENTO TANTO PARA O USUÁRIO QUANTO PARA O FARMACÊUTICO. ASSIM, ESSE ESTUDO OBJETIVOU APRESENTAR A AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS RECEITUÁRIOS RETIDOS EM UMA FARMÁCIA COMERCIAL DE FOZ DO IGUAÇU-PR, UTILIZANDO OS INDICADORES DA LEI FEDERAL Nº 5.991 DE 17 DE DEZEMBRO DE 1973 E OBSERVANDO, PRINCIPALMENTE, A LEGIBILIDADE DOS MESMOS. FORAM COLETADOS 130 RECEITUÁRIOS RETIDOS NA FARMÁCIA DURANTE UM PERÍODO DE 40 DIAS. FORAM AVALIADAS QUATRO VARIÁVEIS: LEGIBILIDADE, IDENTIFICAÇÃO DO PRESCRITOR, IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE E ADMINISTRAÇÃO MEDICAMENTOSA. OS RESULTADOS DEMONSTRARAM UM TOTAL DE 22,3% (N=29) E 11,6% (N=15) DE RECEITUÁRIOS POUCO LEGÍVEIS E ILEGÍVEIS, RESPETIVAMENTE. EM 73,8% (N=96) DOS RECEITUÁRIOS, A IDENTIFICAÇÃO DO PRESCRITOR ESTAVA COMPLETA E EM 88,4% (N=115) A IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE ESTAVA INCOMPLETA. A POSOLOGIA E DURAÇÃO DO TRATAMENTO FOI OMISSA EM 8,4% (N=11) DAS PRESCRIÇÕES RETIDAS. DO TOTAL DE PRESCRIÇÕES, 5,3% (N=7) ESTAVAM COMPLETAS OU PERFEITAS, COM TODAS AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PRESENTES, TOTALMENTE LEGÍVEIS. CONCLUI-SE QUE OS DADOS ENCONTRADOS INDICAM O PERFIL DE ERROS DE PRESCRIÇÕES MÉDICAS, EVIDENCIANDO A NECESSIDADE DE MEDIDAS QUE DIMINUAM O RISCO DE ERROS. A IMPLANTAÇÃO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA AOS PRESCRITORES, E A NORMATIZAÇÃO DO RECEITUÁRIO MÉDICO ELETRÔNICO E/OU DIGITALIZADO PODEM GARANTIR UMA PRESCRIÇÃO COMPLETA VISANDO A SEGURANÇA DA SAÚDE DO PACIENTE."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (Artigo Completo)"
    "area_tematica" => "AT 05: Ciências da Saúde: abordagens na Pesquisa e no Ensino"
    "palavra_chave" => "PRESCRIÇÃO DE MEDICAMENTOS, ERROS DE MEDICAÇÃO, ANÁLISE DE PRESCRIÇÕES, , "
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV138_MD1_SA22_ID1416_23112020123316.pdf"
    "created_at" => "2020-12-11 08:02:07"
    "updated_at" => null
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ADRIANA MARTINEZ ROCHA RODRIGUES"
    "autor_nome_curto" => "ADRIANA MARTINEZ ROCHA RODRIGU"
    "autor_email" => "drikamartinez375@gmail.co"
    "autor_ies" => "FACULDADE FOZ DO IGUAÇU (FAFIG)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-do-v-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais do V CONAPESC"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2020
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2020"
    "edicao_logo" => null
    "edicao_capa" => "5fd21ef3c4d39_10122020101323.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2020-12-10 10:13:23"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 10 de dezembro de 2020

Resumo

OS RECEITUÁRIOS MÉDICOS CONTÊM INFORMAÇÕES REFERENTES AO MEDICAMENTO TANTO PARA O USUÁRIO QUANTO PARA O FARMACÊUTICO. ASSIM, ESSE ESTUDO OBJETIVOU APRESENTAR A AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS RECEITUÁRIOS RETIDOS EM UMA FARMÁCIA COMERCIAL DE FOZ DO IGUAÇU-PR, UTILIZANDO OS INDICADORES DA LEI FEDERAL Nº 5.991 DE 17 DE DEZEMBRO DE 1973 E OBSERVANDO, PRINCIPALMENTE, A LEGIBILIDADE DOS MESMOS. FORAM COLETADOS 130 RECEITUÁRIOS RETIDOS NA FARMÁCIA DURANTE UM PERÍODO DE 40 DIAS. FORAM AVALIADAS QUATRO VARIÁVEIS: LEGIBILIDADE, IDENTIFICAÇÃO DO PRESCRITOR, IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE E ADMINISTRAÇÃO MEDICAMENTOSA. OS RESULTADOS DEMONSTRARAM UM TOTAL DE 22,3% (N=29) E 11,6% (N=15) DE RECEITUÁRIOS POUCO LEGÍVEIS E ILEGÍVEIS, RESPETIVAMENTE. EM 73,8% (N=96) DOS RECEITUÁRIOS, A IDENTIFICAÇÃO DO PRESCRITOR ESTAVA COMPLETA E EM 88,4% (N=115) A IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE ESTAVA INCOMPLETA. A POSOLOGIA E DURAÇÃO DO TRATAMENTO FOI OMISSA EM 8,4% (N=11) DAS PRESCRIÇÕES RETIDAS. DO TOTAL DE PRESCRIÇÕES, 5,3% (N=7) ESTAVAM COMPLETAS OU PERFEITAS, COM TODAS AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PRESENTES, TOTALMENTE LEGÍVEIS. CONCLUI-SE QUE OS DADOS ENCONTRADOS INDICAM O PERFIL DE ERROS DE PRESCRIÇÕES MÉDICAS, EVIDENCIANDO A NECESSIDADE DE MEDIDAS QUE DIMINUAM O RISCO DE ERROS. A IMPLANTAÇÃO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA AOS PRESCRITORES, E A NORMATIZAÇÃO DO RECEITUÁRIO MÉDICO ELETRÔNICO E/OU DIGITALIZADO PODEM GARANTIR UMA PRESCRIÇÃO COMPLETA VISANDO A SEGURANÇA DA SAÚDE DO PACIENTE.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.