Artigo Anais do V CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

Visualizações: 98
GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NA MICRORREGIÃO DE JOÃO PESSOA-PB

Palavra-chaves: GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS, TAXA DE LIXO, RSU, , Pôster (Resumo Expandido) AT 10: Ciência Ambiental: No Ensino e na Pesquisa

Resumo

O PROGRESSO TECNOLÓGICO TROUXE IMPORTANTES MELHORIAS SOCIOECONÔMICOS, PORÉM ESSAS MELHORIAS TAMBÉM ACARRETAM NO AUMENTO DA GERAÇÃO E NA COMPOSIÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS, O QUE DIFICULTA O SEU GERENCIAMENTO. NESSE CONTEXTO, O OBJETIVO DESSE ESTUDO FOI AVALIAR A GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DOS MUNICÍPIOS DA MICRORREGIÃO DE JOÃO PESSOA POR MEIO DOS DADOS HISTÓRICOS DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE ATENÇÃO BÁSICA (SIAB) A RESPEITO DA COLETA E DESTINAÇÃO DE LIXO. A PARTIR DOS RESULTADOS, PERCEBEU-SE QUE METADE DOS MUNICÍPIOS ESTUDADOS APRESENTARAM UM PERCENTUAL DE LIXO COLETADO CIMA DE 95%, E QUE ENTRE AS TAXAS DE LIXO COLETADO, LIXO QUEIMADO OU ENTERRADO E LIXO A CÉU ABERTO, A TAXA DE LIXO COLETADO TEVE O MAIOR PERCENTUAL EM TODOS OS MUNICÍPIOS ESTUDADOS, O QUE INDICA BONS RESULTADOS, VISTO QUE AS CRITÉRIOS DE LIXO QUEIMADO OU ENTERRADO E LIXO A CÉU ABERTO, QUE OBTIVERAM MENORES PERCENTUAIS, SÃO ALTAMENTE POLUENTES AO MEIO AMBIENTE.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.