Artigo E-book I CONEIL - Vol 02

E-books

ISBN: 978-65-86901-14-6

A NEGRA LÉSBICA NO CONTEXTO SOCIAL E LITERÁRIO: UMA ANÁLISE DO CONTO ISALTINA CAMPO BELO, DE CONCEIÇÃO EVARISTO

Palavra-chaves: MULHERES NEGRAS, LÉSBICAS, CONCEIÇÃO EVARISTO, GÊNERO, E-book AT 11: Memória, Imaginário e Cartografias do corpo na Literatura de Autoria Feminina
"2020-11-10 08:53:42"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 71957
    "edicao_id" => 142
    "trabalho_id" => 101
    "inscrito_id" => 572
    "titulo" => "A NEGRA LÉSBICA NO CONTEXTO SOCIAL E LITERÁRIO: UMA ANÁLISE DO CONTO ISALTINA CAMPO BELO, DE CONCEIÇÃO EVARISTO"
    "resumo" => "MULHER NEGRA LÉSBICA TEM UMA HISTÓRIA? POR EU SER NEGRA E LÉSBICA, SOU (LIDA) MULHER? ESSES SÃO OS QUESTIONAMENTOS QUE EVOCARAM A ESCRITA DESSE ARTIGO, UMA VEZ QUE AINDA NO SÉCULO XXI, MESMO COM OS AVANÇOS DOS DIREITOS SOCIAIS (E HUMANOS), SER NEGRA LÉSBICA AINDA É UM DESAFIO BASTANTE ÁRDUO E HÁ UMA ESCASSEZ DE DISCUSSÕES ABORDANDO TAL TEMA. É PERCEPTÍVEL, TAMBÉM, QUE FALAR SOBRE LÉSBICAS NA LITERATURA, PRINCIPALMENTE, QUANDO O FATOR RACIAL ESTÁ ENVOLVIDO, AINDA É UM TABU. SABE-SE QUE SOCIEDADES OCIDENTAIS PÓS-COLONIZADAS TEM COMO ELEMENTOS ESTRUTURANTES O RACISMO, O CAPITALISMO E O CISHETEROPATRIARCADO (GONZALEZ, 1983; DAVIS, 2006,  AKOTIRENE SANTOS, 2019), DE MODO QUE PERFIS FEMININOS QUE “FOGEM” AO PADRÃO HEGEMÔNICO, POR SUA VEZ, HISTORICAMENTE, ASSOCIADO A UMA FEMINILIDADE BRANCA E HETEROSSEXUAL, SÃO SUBALTERNIZADOS AO PONTO DE SEREM DESCARACTERIZADOS ENQUANTO POSSIBILIDADES DE EXISTÊNCIAS FEMININAS. ISTO É, NA MEDIDA EM QUE UM ÚNICO PERFIL FEMININO, MUITO BEM DELIMITADO POR ESSES ELEMENTOS ESTRUTURANTES DESSAS SOCIEDADES, É AMPLAMENTE DIFUNDIDO COMO ÚNICA POSSIBILIDADE DE “SER MULHER”, HÁ, EM VISTA DISSO, A CONCEPÇÃO DE QUE “SER MULHER” É UMA EXPERIÊNCIA UNIVERSAL, EMBORA SEJA ORIENTADA POR UM PADRÃO HEGEMÔNICO DE FEMINILIDADE BRANCA E HETEROSSEXUAL. PORTANTO, HÁ UMA CONSTRUÇÃO DE ESTEREÓTIPO EM TORNO DA MULHER NEGRA LÉSBICA LEVANDO-A, NO IMAGINÁRIO SOCIAL, À CONDIÇÃO DE NÃO-HUMANA, A QUAL EXCLUI MULHERES NEGRAS LÉSBICAS DO CONCEITO DA UNIVERSALIDADE. NESSE TEXTO, ATRAVÉS DA ANÁLISE DO CONTO ISALTINA CAMPO BELO, DA ESCRITORA CONCEIÇÃO EVARISTO, NO LIVRO INSUBMISSAS LÁGRIMAS DE MULHERES (2011), TRAGO UMA DISCUSSÃO SOBRE COMO A INVISIBILIDADE DA NEGRA LÉSBICA NA LITERATURA E DE COMO A HETERONORMATIVIDADE (FUNDAMENTADA NA) CULTURA EUROCÊNTRICA AFETAM NO PROCESSO DE DESCOBERTA DE IDENTIDADE DA MULHER NEGRA LÉSBICA, ENVOLVENDO, TAMBÉM, O CONTEXTO RACIAL, GÊNERO E CLASSE. O DEBATE FEITO AQUI CENTRA-SE NA AGENDA DE TRABALHO DO FEMINISMO NEGRO (GONZALEZ, 1983; BAIRROS, 1995; COLLINS, 2000; CARNEIRO, 2005; DAVIS, 2006, ENTRE OUTRAS), CUJA FERRAMENTA TEÓRICO-METODOLÓGICA É A INTERSECCIONALIDADE, HAJA VISTA QUE SE PROPÕE A INVESTIGAR O INTERCRUZAMENTO DO RACISMO, DO CISHETEROPATRIARCADO E DO CAPITALISMO, COMO ELEMENTOS ESTRUTURANTES DE SOCIEDADES (CRENSHAW, 2019, AKOTIRENTE, 2019). SENDO ASSIM, HÁ AQUI A INTENÇÃO DE ACIONAR DISCUSSÕES RELACIONADAS À RAÇA (RACIALIZAÇÃO) E À SEXUALIDADE (LESBIANIDADE), ATRAVÉS DO PRECONCEITO INTRÍNSECO NA SOCIEDADE, PARA COM SUJEITOS QUE APRESENTAM ESSES MARCADORES IDENTITÁRIOS, COM VISTAS A SALIENTAR OS MOTIVOS DESSE GRUPO SOFRER COM A INVISIBILIDADE E SILENCIAMENTO NOS MEIOS SOCIAIS E LITERÁRIOS. A LITERATURA TEM UM PAPEL IMPORTANTE NA SOCIEDADE PARA CONSTRUÇÃO DO IMAGINÁRIO SOCIAL, NA MEDIDA EM QUE ORA REITERA, ORA DESCONSTRÓI ESTEREÓTIPOS, POR ISSO É ATRAVÉS DELA QUE CRIAMOS ESTEREÓTIPOS, OPRESSÃO, SEGREGAÇÃO, EM ESPECIFICO, O RACISMO E A LÉSBOFOBIA. PORTANTO, A ANÁLISE FEITA NESSE ARTIGO É NECESSÁRIA PARA PENSAR E REFLETIR O PORQUÊ DE NÓS, MULHERES NEGRAS LÉSBICAS, NÃO TERMOS ESPAÇO PARA NOSSAS NARRATIVAS NO CAMPO LITERÁRIO. SABEMOS O QUÃO PERIGOSA A INVISIBILIDADE PODE SER PARA OS CORPOS MARGINALIZADOS, POIS ACABAM LEGITIMANDO AS VIOLÊNCIAS CONSTASTES NO DIA A DIA. ATRAVÉS DESSA REVISÃO TEÓRICA PODEREMOS VER A IMPORTÂNCIA DA LUTA CONSTANTE DESSAS MULHERES SÃO IMPORTANTES PARA QUE SEJAMOS OUVIDAS, CONSEQUENTEMENTE, LIVRES."
    "modalidade" => "E-book"
    "area_tematica" => "AT 11: Memória, Imaginário e Cartografias do corpo na Literatura de Autoria Feminina"
    "palavra_chave" => "MULHERES NEGRAS, LÉSBICAS, CONCEIÇÃO EVARISTO, GÊNERO, "
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_COMPLETO_EV144_MD2_SA101_ID57214102020003349.pdf"
    "created_at" => "2020-11-10 09:58:52"
    "updated_at" => null
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ALICE MARIADE LEMOS GRAMOSA"
    "autor_nome_curto" => "ALICE LEMOS"
    "autor_email" => "alicedelemos@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA"
    "autor_imagem" => null
    "edicao_url" => "e-book-i-coneil---vol-02"
    "edicao_nome" => "E-book I CONEIL - Vol 02"
    "edicao_evento" => "I CONGRESSO NACIONAL EM ESTUDOS INTERDISCIPLINARES DA LINGUAGEM"
    "edicao_ano" => 2020
    "edicao_pasta" => "ebooks/coneil/2020/ebook1"
    "edicao_logo" => null
    "edicao_capa" => "5fd127279e596_09122020163607.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2020-11-10 08:53:42"
    "publicacao_id" => 71
    "publicacao_nome" => "E-book CONEIL"
    "publicacao_codigo" => null
    "tipo_codigo_id" => 2
    "tipo_codigo_nome" => "ISBN"
    "tipo_publicacao_id" => 2
    "tipo_publicacao_nome" => "E-books"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 71957
    "edicao_id" => 142
    "trabalho_id" => 101
    "inscrito_id" => 572
    "titulo" => "A NEGRA LÉSBICA NO CONTEXTO SOCIAL E LITERÁRIO: UMA ANÁLISE DO CONTO ISALTINA CAMPO BELO, DE CONCEIÇÃO EVARISTO"
    "resumo" => "MULHER NEGRA LÉSBICA TEM UMA HISTÓRIA? POR EU SER NEGRA E LÉSBICA, SOU (LIDA) MULHER? ESSES SÃO OS QUESTIONAMENTOS QUE EVOCARAM A ESCRITA DESSE ARTIGO, UMA VEZ QUE AINDA NO SÉCULO XXI, MESMO COM OS AVANÇOS DOS DIREITOS SOCIAIS (E HUMANOS), SER NEGRA LÉSBICA AINDA É UM DESAFIO BASTANTE ÁRDUO E HÁ UMA ESCASSEZ DE DISCUSSÕES ABORDANDO TAL TEMA. É PERCEPTÍVEL, TAMBÉM, QUE FALAR SOBRE LÉSBICAS NA LITERATURA, PRINCIPALMENTE, QUANDO O FATOR RACIAL ESTÁ ENVOLVIDO, AINDA É UM TABU. SABE-SE QUE SOCIEDADES OCIDENTAIS PÓS-COLONIZADAS TEM COMO ELEMENTOS ESTRUTURANTES O RACISMO, O CAPITALISMO E O CISHETEROPATRIARCADO (GONZALEZ, 1983; DAVIS, 2006,  AKOTIRENE SANTOS, 2019), DE MODO QUE PERFIS FEMININOS QUE “FOGEM” AO PADRÃO HEGEMÔNICO, POR SUA VEZ, HISTORICAMENTE, ASSOCIADO A UMA FEMINILIDADE BRANCA E HETEROSSEXUAL, SÃO SUBALTERNIZADOS AO PONTO DE SEREM DESCARACTERIZADOS ENQUANTO POSSIBILIDADES DE EXISTÊNCIAS FEMININAS. ISTO É, NA MEDIDA EM QUE UM ÚNICO PERFIL FEMININO, MUITO BEM DELIMITADO POR ESSES ELEMENTOS ESTRUTURANTES DESSAS SOCIEDADES, É AMPLAMENTE DIFUNDIDO COMO ÚNICA POSSIBILIDADE DE “SER MULHER”, HÁ, EM VISTA DISSO, A CONCEPÇÃO DE QUE “SER MULHER” É UMA EXPERIÊNCIA UNIVERSAL, EMBORA SEJA ORIENTADA POR UM PADRÃO HEGEMÔNICO DE FEMINILIDADE BRANCA E HETEROSSEXUAL. PORTANTO, HÁ UMA CONSTRUÇÃO DE ESTEREÓTIPO EM TORNO DA MULHER NEGRA LÉSBICA LEVANDO-A, NO IMAGINÁRIO SOCIAL, À CONDIÇÃO DE NÃO-HUMANA, A QUAL EXCLUI MULHERES NEGRAS LÉSBICAS DO CONCEITO DA UNIVERSALIDADE. NESSE TEXTO, ATRAVÉS DA ANÁLISE DO CONTO ISALTINA CAMPO BELO, DA ESCRITORA CONCEIÇÃO EVARISTO, NO LIVRO INSUBMISSAS LÁGRIMAS DE MULHERES (2011), TRAGO UMA DISCUSSÃO SOBRE COMO A INVISIBILIDADE DA NEGRA LÉSBICA NA LITERATURA E DE COMO A HETERONORMATIVIDADE (FUNDAMENTADA NA) CULTURA EUROCÊNTRICA AFETAM NO PROCESSO DE DESCOBERTA DE IDENTIDADE DA MULHER NEGRA LÉSBICA, ENVOLVENDO, TAMBÉM, O CONTEXTO RACIAL, GÊNERO E CLASSE. O DEBATE FEITO AQUI CENTRA-SE NA AGENDA DE TRABALHO DO FEMINISMO NEGRO (GONZALEZ, 1983; BAIRROS, 1995; COLLINS, 2000; CARNEIRO, 2005; DAVIS, 2006, ENTRE OUTRAS), CUJA FERRAMENTA TEÓRICO-METODOLÓGICA É A INTERSECCIONALIDADE, HAJA VISTA QUE SE PROPÕE A INVESTIGAR O INTERCRUZAMENTO DO RACISMO, DO CISHETEROPATRIARCADO E DO CAPITALISMO, COMO ELEMENTOS ESTRUTURANTES DE SOCIEDADES (CRENSHAW, 2019, AKOTIRENTE, 2019). SENDO ASSIM, HÁ AQUI A INTENÇÃO DE ACIONAR DISCUSSÕES RELACIONADAS À RAÇA (RACIALIZAÇÃO) E À SEXUALIDADE (LESBIANIDADE), ATRAVÉS DO PRECONCEITO INTRÍNSECO NA SOCIEDADE, PARA COM SUJEITOS QUE APRESENTAM ESSES MARCADORES IDENTITÁRIOS, COM VISTAS A SALIENTAR OS MOTIVOS DESSE GRUPO SOFRER COM A INVISIBILIDADE E SILENCIAMENTO NOS MEIOS SOCIAIS E LITERÁRIOS. A LITERATURA TEM UM PAPEL IMPORTANTE NA SOCIEDADE PARA CONSTRUÇÃO DO IMAGINÁRIO SOCIAL, NA MEDIDA EM QUE ORA REITERA, ORA DESCONSTRÓI ESTEREÓTIPOS, POR ISSO É ATRAVÉS DELA QUE CRIAMOS ESTEREÓTIPOS, OPRESSÃO, SEGREGAÇÃO, EM ESPECIFICO, O RACISMO E A LÉSBOFOBIA. PORTANTO, A ANÁLISE FEITA NESSE ARTIGO É NECESSÁRIA PARA PENSAR E REFLETIR O PORQUÊ DE NÓS, MULHERES NEGRAS LÉSBICAS, NÃO TERMOS ESPAÇO PARA NOSSAS NARRATIVAS NO CAMPO LITERÁRIO. SABEMOS O QUÃO PERIGOSA A INVISIBILIDADE PODE SER PARA OS CORPOS MARGINALIZADOS, POIS ACABAM LEGITIMANDO AS VIOLÊNCIAS CONSTASTES NO DIA A DIA. ATRAVÉS DESSA REVISÃO TEÓRICA PODEREMOS VER A IMPORTÂNCIA DA LUTA CONSTANTE DESSAS MULHERES SÃO IMPORTANTES PARA QUE SEJAMOS OUVIDAS, CONSEQUENTEMENTE, LIVRES."
    "modalidade" => "E-book"
    "area_tematica" => "AT 11: Memória, Imaginário e Cartografias do corpo na Literatura de Autoria Feminina"
    "palavra_chave" => "MULHERES NEGRAS, LÉSBICAS, CONCEIÇÃO EVARISTO, GÊNERO, "
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_COMPLETO_EV144_MD2_SA101_ID57214102020003349.pdf"
    "created_at" => "2020-11-10 09:58:52"
    "updated_at" => null
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ALICE MARIADE LEMOS GRAMOSA"
    "autor_nome_curto" => "ALICE LEMOS"
    "autor_email" => "alicedelemos@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA"
    "autor_imagem" => null
    "edicao_url" => "e-book-i-coneil---vol-02"
    "edicao_nome" => "E-book I CONEIL - Vol 02"
    "edicao_evento" => "I CONGRESSO NACIONAL EM ESTUDOS INTERDISCIPLINARES DA LINGUAGEM"
    "edicao_ano" => 2020
    "edicao_pasta" => "ebooks/coneil/2020/ebook1"
    "edicao_logo" => null
    "edicao_capa" => "5fd127279e596_09122020163607.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2020-11-10 08:53:42"
    "publicacao_id" => 71
    "publicacao_nome" => "E-book CONEIL"
    "publicacao_codigo" => null
    "tipo_codigo_id" => 2
    "tipo_codigo_nome" => "ISBN"
    "tipo_publicacao_id" => 2
    "tipo_publicacao_nome" => "E-books"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: array:1 [
    "fkEdicao" => App\Base\Administrativo\Model\Edicao {#1644
      +table: "edicao"
      +timestamps: false
      -periocidade: array:10 [
        0 => "Diária"
        1 => "Semanal"
        2 => "Quinzenal"
        3 => "Mensal"
        4 => "Bimestral"
        5 => "Trimestral"
        6 => "Semestral"
        7 => "Anual"
        8 => "Bienal"
        9 => "Trienal"
      ]
      -idioma: array:3 [
        0 => "Português"
        1 => "Inglês"
        2 => "Espanhol"
      ]
      +fillable: array:23 [
        0 => "publicacao_id"
        1 => "volume"
        2 => "numero"
        3 => "url"
        4 => "nome"
        5 => "nome_evento"
        6 => "descricao"
        7 => "pasta"
        8 => "logo"
        9 => "capa"
        10 => "timbrado"
        11 => "periodicidade"
        12 => "idiomas"
        13 => "pais"
        14 => "inicio_evento"
        15 => "final_evento"
        16 => "ano_publicacao"
        17 => "data_publicacao"
        18 => "autor_corporativo"
        19 => "visualizar_artigo"
        20 => "created_at"
        21 => "updated_at"
        22 => "ativo"
      ]
      #casts: array:24 [
        "id" => "integer"
        "publicacao_id" => "integer"
        "volume" => "integer"
        "numero" => "integer"
        "url" => "string"
        "nome" => "string"
        "nome_evento" => "string"
        "descricao" => "string"
        "pasta" => "string"
        "logo" => "string"
        "capa" => "string"
        "timbrado" => "string"
        "periodicidade" => "string"
        "idiomas" => "string"
        "pais" => "string"
        "inicio_evento" => "date"
        "final_evento" => "date"
        "ano_publicacao" => "integer"
        "data_publicacao" => "date"
        "autor_corporativo" => "string"
        "visualizar_artigo" => "boolean"
        "created_at" => "datetime"
        "updated_at" => "datetime"
        "ativo" => "boolean"
      ]
      #connection: "mysql"
      #primaryKey: "id"
      #keyType: "int"
      +incrementing: true
      #with: []
      #withCount: []
      #perPage: 15
      +exists: true
      +wasRecentlyCreated: false
      #attributes: array:24 [
        "id" => 142
        "publicacao_id" => 71
        "volume" => 2
        "numero" => 1
        "url" => "e-book-i-coneil---vol-02"
        "nome" => "E-book I CONEIL - Vol 02"
        "nome_evento" => "I CONGRESSO NACIONAL EM ESTUDOS INTERDISCIPLINARES DA LINGUAGEM"
        "descricao" => "O I Congresso Nacional em Estudos Interdisciplinares da Linguagem (I CONEIL) coaduna-se com o cenário da educação pública brasileira e a incidência nos processos formativos de seus sujeitos – professores e alunos – das universidades e escolas de educação básica, que tenham em vista a perspectiva da interdisciplinaridade no âmbito das discussões profissionais e/ou acadêmicas. Destaca-se também a urgência de promover a descentralização dos grandes centros urbanos e, assim, fortalecer o desenvolvimento e a divulgação das pesquisas em um evento situado na Região Nordeste. A idealização do evento pauta-se na possibilidade de mobilizar diálogos sobre as experiências interdisciplinares, que discutam de um modo mais amplo os estudos da linguagem, oportunizando aos participantes um espaço para o intercâmbio de novas possibilidades para seus campos de atuação. Tal espaço, para derivar as discussões em torno da formação docente, é viabilizado pela organização de eventos que possam estabelecer parcerias e aproximar profissionais que atuam em diferentes segmentos. O evento ocorrerá de forma online de 23 a 25 de setembro de 2020"
        "pasta" => "ebooks/coneil/2020/ebook1"
        "logo" => null
        "capa" => "5fd127279e596_09122020163607.jpg"
        "timbrado" => null
        "periodicidade" => "Anual"
        "idiomas" => "Português"
        "pais" => "Brasil"
        "inicio_evento" => "2020-09-23"
        "final_evento" => "2020-09-25"
        "ano_publicacao" => 2020
        "data_publicacao" => null
        "autor_corporativo" => "Realize Eventos Científicos & Editora"
        "visualizar_artigo" => 1
        "created_at" => "2020-11-10 08:53:42"
        "updated_at" => "2022-02-23 11:49:27"
        "ativo" => 1
      ]
      #original: array:24 [
        "id" => 142
        "publicacao_id" => 71
        "volume" => 2
        "numero" => 1
        "url" => "e-book-i-coneil---vol-02"
        "nome" => "E-book I CONEIL - Vol 02"
        "nome_evento" => "I CONGRESSO NACIONAL EM ESTUDOS INTERDISCIPLINARES DA LINGUAGEM"
        "descricao" => "O I Congresso Nacional em Estudos Interdisciplinares da Linguagem (I CONEIL) coaduna-se com o cenário da educação pública brasileira e a incidência nos processos formativos de seus sujeitos – professores e alunos – das universidades e escolas de educação básica, que tenham em vista a perspectiva da interdisciplinaridade no âmbito das discussões profissionais e/ou acadêmicas. Destaca-se também a urgência de promover a descentralização dos grandes centros urbanos e, assim, fortalecer o desenvolvimento e a divulgação das pesquisas em um evento situado na Região Nordeste. A idealização do evento pauta-se na possibilidade de mobilizar diálogos sobre as experiências interdisciplinares, que discutam de um modo mais amplo os estudos da linguagem, oportunizando aos participantes um espaço para o intercâmbio de novas possibilidades para seus campos de atuação. Tal espaço, para derivar as discussões em torno da formação docente, é viabilizado pela organização de eventos que possam estabelecer parcerias e aproximar profissionais que atuam em diferentes segmentos. O evento ocorrerá de forma online de 23 a 25 de setembro de 2020"
        "pasta" => "ebooks/coneil/2020/ebook1"
        "logo" => null
        "capa" => "5fd127279e596_09122020163607.jpg"
        "timbrado" => null
        "periodicidade" => "Anual"
        "idiomas" => "Português"
        "pais" => "Brasil"
        "inicio_evento" => "2020-09-23"
        "final_evento" => "2020-09-25"
        "ano_publicacao" => 2020
        "data_publicacao" => null
        "autor_corporativo" => "Realize Eventos Científicos & Editora"
        "visualizar_artigo" => 1
        "created_at" => "2020-11-10 08:53:42"
        "updated_at" => "2022-02-23 11:49:27"
        "ativo" => 1
      ]
      #changes: []
      #classCastCache: []
      #dates: []
      #dateFormat: null
      #appends: []
      #dispatchesEvents: []
      #observables: []
      #relations: array:1 [
        "fkEdicaoEbook" => Illuminate\Database\Eloquent\Collection {#1642
          #items: array:1 [
            0 => App\Base\Administrativo\Model\EdicaoEbook {#1641
              +table: "edicao_ebook"
              +timestamps: false
              +fillable: array:16 [
                0 => "edicao_id"
                1 => "codigo"
                2 => "capa"
                3 => "titulo"
                4 => "descricao"
                5 => "prefacio"
                6 => "apresentacao"
                7 => "organizadores"
                8 => "conselho_editorial"
                9 => "ficha_catalografica"
                10 => "arquivo"
                11 => "arquivo_alterado"
                12 => "ano_publicacao"
                13 => "created_at"
                14 => "updated_at"
                15 => "ativo"
              ]
              #casts: array:16 [
                "id" => "integer"
                "edicao_id" => "integer"
                "codigo" => "string"
                "capa" => "string"
                "titulo" => "string"
                "prefacio" => "string"
                "apresentacao" => "string"
                "organizadores" => "string"
                "conselho_editorial" => "string"
                "ficha_catalografica" => "string"
                "arquivo" => "string"
                "arquivo_alterado" => "boolean"
                "ano_publicacao" => "integer"
                "created_at" => "datetime"
                "updated_at" => "datetime"
                "ativo" => "boolean"
              ]
              #connection: "mysql"
              #primaryKey: "id"
              #keyType: "int"
              +incrementing: true
              #with: []
              #withCount: []
              #perPage: 15
              +exists: true
              +wasRecentlyCreated: false
              #attributes: array:16 [
                "id" => 63
                "edicao_id" => 142
                "codigo" => "978-65-86901-14-6"
                "capa" => "5fd1299791e76_09122020164631.jpg"
                "titulo" => "E-book I CONEIL - Vol 02"
                "prefacio" => """
                  <strong>Caminhos da p&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o: a Lingu&iacute;stica e a Literatura no cen&aacute;rio brasileiro</strong><br />\r\n
                  <br />\r\n
                  Os estudos da linguagem v&ecirc;m ganhando, cada vez mais, perspectivas que extrapolam a tradicional disciplinaridade acad&ecirc;mica. Isso se deve, em parte, a investiga&ccedil;&otilde;es acerca de fen&ocirc;menos que exigem a mobiliza&ccedil;&atilde;o de saberes de diferentes &aacute;reas e, tamb&eacute;m, pelo gradativo crescimento de abordagens que, pleiteando uma compreens&atilde;o mais ampla da linguagem, preferem abrir m&atilde;o de princ&iacute;pios atom&iacute;sticos ou isolacionistas a perder de vista aspectos complexos implicados no objeto linguagem. Nesse sentido, pensar uma abordagem interdisciplinar, voltada para os estudos da linguagem, decorre da concep&ccedil;&atilde;o de que o processo de ensino e aprendizagem ocorre de maneira ativa e integra conhecimentos e saberes contextualmente situados na &aacute;rea de Lingu&iacute;stica e Literatura. Assim, o Volume 2 do livro Estudos Interdisciplinares da Linguagem traz discuss&otilde;es que buscam romper com determinados paradigmas do processo de ensino e aprendizagem e proporcionam uma leitura plural de pesquisas que v&ecirc;m sendo desenvolvidas no cen&aacute;rio brasileiro, no escopo das humanidades, no &acirc;mbito da Lingu&iacute;stica e da Literatura, sem perder de vista as possibilidades de di&aacute;logos entre &aacute;reas afins do conhecimento, tendo como finalidade ampliar o espa&ccedil;o de reflex&atilde;o e suas repercuss&otilde;es como parte da socializa&ccedil;&atilde;o de pr&aacute;ticas inovadoras de forma&ccedil;&atilde;o.<br />\r\n
                  <br />\r\n
                  Desse modo, apresentamos, nesse volume, pesquisas desenvolvidas no &acirc;mbito da p&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o, divididas em dois grandes campos do conhecimento: Lingu&iacute;stica e Literatura. Chamamos a aten&ccedil;&atilde;o para diversidade tem&aacute;tica e geogr&aacute;fica das pesquisas aqui publicadas por discentes de mestrado ou doutorado de diversos Programas de P&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o de Institui&ccedil;&otilde;es de Ensino Superior brasileiras, uma vez que temos representantes das cinco regi&otilde;es do Brasil que compartilham conhecimentos e demonstram o potencial da p&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o brasileira no que diz respeito aos estudos da linguagem. Um dos principais intuitos dessa colet&acirc;nea &eacute; apresentar esse cen&aacute;rio multifacetado das pesquisas no Brasil. Dessa forma, al&eacute;m dos instigantes debates promovidos pelos/as autores/as aqui presentes, temos como vislumbrar o panorama heter&oacute;clito de disserta&ccedil;&otilde;es e teses que est&atilde;o prestes a serem defendidas por esses/as jovens pesquisadores/as.<br />\r\n
                  Socializar esses debates sobre pautas relacionadas &agrave; interdisciplinaridade nos estudos da linguagem proporciona interc&acirc;mbios e di&aacute;logos de v&aacute;rias ordens que podem enriquecer o desenvolvimento cient&iacute;fico da &aacute;rea de Lingu&iacute;stica e Literatura. Tais debates trazem contribui&ccedil;&otilde;es para o campo te&oacute;rico e aplicado dos estudos da linguagem que se coaduna com o cen&aacute;rio da educa&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica brasileira e a incid&ecirc;ncia nos processos formativos de seus sujeitos &ndash; professores e alunos &ndash; das universidades e escolas de educa&ccedil;&atilde;o b&aacute;sica, que tenham em vista a perspectiva da interdisciplinaridade no &acirc;mbito das discuss&otilde;es profissionais e/ou acad&ecirc;micas.<br />\r\n
                  Aqui a comunidade leitora encontrar&aacute; pesquisas com objetivos muito bem delineados para proposi&ccedil;&atilde;o de leitura(s) e metodologia(s) que tomam os estudos da linguagem como fonte e objeto de investiga&ccedil;&atilde;o e tamb&eacute;m de pr&aacute;xis na sala de aula. Assim, convidamos a uma leitura que, dentre todas as vozes que se fazem presentes nesse coro te&oacute;rico-metodol&oacute;gico, auxilie na capacidade de perceber nos discursos, que partem de outros j&aacute; ditos, o desejo pela diversidade te&oacute;rica e pela pr&aacute;tica de ensino e aprendizagem que se efetive no fazer docente.<br />\r\n
                  <br />\r\n
                  <em>Natanael Duarte de Azevedo<br />\r\n
                  Professor Adjunto da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)<br />\r\n
                  Coordenador do Programa de P&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o em Estudos da Linguagem (PROGEL/UFRPE)</em>
                  """
                "apresentacao" => null
                "organizadores" => """
                  Natanael Duarte de Azevedo<br />\r\n
                  Professor Adjunto da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)<br />\r\n
                  Coordenador do Programa de P&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o em Estudos da Linguagem (PROGEL/UFRPE)
                  """
                "conselho_editorial" => """
                  Alfredo Cordiviola (UFPE)<br />\r\n
                  Aline Alves Arruda (IFMG)<br />\r\n
                  Arturo Gouveia (UFPB)<br />\r\n
                  Brenda Carlos de Andrade (UFRPE)<br />\r\n
                  Carlos Eduardo Soares da Cruz (UERJ)<br />\r\n
                  Claudia Roberta Tavares Silva (UFRPE)<br />\r\n
                  Cleber Alves de Ataide (UFRPE)<br />\r\n
                  Danniel da Silva Carvalho (UFBA)<br />\r\n
                  Dorothy Bezerra Silva de Brito (UFRPE)<br />\r\n
                  Germana Maria Ara&uacute;jo Sales (UFPA/CAPES)<br />\r\n
                  Gilberlande Pereira dos Santos (UNIVISA)<br />\r\n
                  Iara Christina Silva Barroca (UFV)<br />\r\n
                  I&ecirc;do de Oliveira Paes (UFRPE)<br />\r\n
                  Iran Ferreira de Melo (UFRPE)<br />\r\n
                  Isabela Barbosa do Rego Barros (UNICAP)<br />\r\n
                  Jo A-mi (UNILAB)&nbsp;<br />\r\n
                  Jo&atilde;o Batista Pereira (UFRPE)<br />\r\n
                  Jos&eacute; Tem&iacute;stocles Ferreira J&uacute;nior (UFRPE)<br />\r\n
                  Leonardo Lennertz Marcotulio (UFRJ)<br />\r\n
                  M&aacute;rcio Martins Leit&atilde;o (UFPB)<br />\r\n
                  Maria Carmen Aires Gomes (UFV)&nbsp;<br />\r\n
                  Maria C&eacute;lia Lima-Hernandes (USP)<br />\r\n
                  Marianne Carvalho Bezerra Cavalcante (UFPB)<br />\r\n
                  Miriam Garate (UNICAMP)<br />\r\n
                  Natanael Duarte de Azevedo (UFRPE)<br />\r\n
                  Paulo Henrique Duque (UFRN)<br />\r\n
                  Renata Barbosa Vicente (UFRPE)<br />\r\n
                  Silvana Silva de Farias Ara&uacute;jo (UEFS)<br />\r\n
                  S&iacute;lvia Rodrigues Vieira (UFRJ)<br />\r\n
                  Valdir do Nascimento Flores (UFRGS)<br />\r\n
                  Val&eacute;ria Severina Gomes (UFRPE)<br />\r\n
                  Vicentina Ramires (UFRPE)&nbsp;
                  """
                "ficha_catalografica" => "5fd91a34eff11_15122020171900.pdf"
                "arquivo" => "151220201733_E-BOOK---ESTUDOS-INTERDISCIPLINARES-DA-LINGUAGEM---VOLUME-02-.pdf"
                "arquivo_alterado" => 1
                "ano_publicacao" => 2020
                "created_at" => "2020-11-10 08:53:42"
                "updated_at" => "2022-02-23 11:49:27"
                "ativo" => 1
              ]
              #original: array:16 [
                "id" => 63
                "edicao_id" => 142
                "codigo" => "978-65-86901-14-6"
                "capa" => "5fd1299791e76_09122020164631.jpg"
                "titulo" => "E-book I CONEIL - Vol 02"
                "prefacio" => """
                  <strong>Caminhos da p&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o: a Lingu&iacute;stica e a Literatura no cen&aacute;rio brasileiro</strong><br />\r\n
                  <br />\r\n
                  Os estudos da linguagem v&ecirc;m ganhando, cada vez mais, perspectivas que extrapolam a tradicional disciplinaridade acad&ecirc;mica. Isso se deve, em parte, a investiga&ccedil;&otilde;es acerca de fen&ocirc;menos que exigem a mobiliza&ccedil;&atilde;o de saberes de diferentes &aacute;reas e, tamb&eacute;m, pelo gradativo crescimento de abordagens que, pleiteando uma compreens&atilde;o mais ampla da linguagem, preferem abrir m&atilde;o de princ&iacute;pios atom&iacute;sticos ou isolacionistas a perder de vista aspectos complexos implicados no objeto linguagem. Nesse sentido, pensar uma abordagem interdisciplinar, voltada para os estudos da linguagem, decorre da concep&ccedil;&atilde;o de que o processo de ensino e aprendizagem ocorre de maneira ativa e integra conhecimentos e saberes contextualmente situados na &aacute;rea de Lingu&iacute;stica e Literatura. Assim, o Volume 2 do livro Estudos Interdisciplinares da Linguagem traz discuss&otilde;es que buscam romper com determinados paradigmas do processo de ensino e aprendizagem e proporcionam uma leitura plural de pesquisas que v&ecirc;m sendo desenvolvidas no cen&aacute;rio brasileiro, no escopo das humanidades, no &acirc;mbito da Lingu&iacute;stica e da Literatura, sem perder de vista as possibilidades de di&aacute;logos entre &aacute;reas afins do conhecimento, tendo como finalidade ampliar o espa&ccedil;o de reflex&atilde;o e suas repercuss&otilde;es como parte da socializa&ccedil;&atilde;o de pr&aacute;ticas inovadoras de forma&ccedil;&atilde;o.<br />\r\n
                  <br />\r\n
                  Desse modo, apresentamos, nesse volume, pesquisas desenvolvidas no &acirc;mbito da p&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o, divididas em dois grandes campos do conhecimento: Lingu&iacute;stica e Literatura. Chamamos a aten&ccedil;&atilde;o para diversidade tem&aacute;tica e geogr&aacute;fica das pesquisas aqui publicadas por discentes de mestrado ou doutorado de diversos Programas de P&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o de Institui&ccedil;&otilde;es de Ensino Superior brasileiras, uma vez que temos representantes das cinco regi&otilde;es do Brasil que compartilham conhecimentos e demonstram o potencial da p&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o brasileira no que diz respeito aos estudos da linguagem. Um dos principais intuitos dessa colet&acirc;nea &eacute; apresentar esse cen&aacute;rio multifacetado das pesquisas no Brasil. Dessa forma, al&eacute;m dos instigantes debates promovidos pelos/as autores/as aqui presentes, temos como vislumbrar o panorama heter&oacute;clito de disserta&ccedil;&otilde;es e teses que est&atilde;o prestes a serem defendidas por esses/as jovens pesquisadores/as.<br />\r\n
                  Socializar esses debates sobre pautas relacionadas &agrave; interdisciplinaridade nos estudos da linguagem proporciona interc&acirc;mbios e di&aacute;logos de v&aacute;rias ordens que podem enriquecer o desenvolvimento cient&iacute;fico da &aacute;rea de Lingu&iacute;stica e Literatura. Tais debates trazem contribui&ccedil;&otilde;es para o campo te&oacute;rico e aplicado dos estudos da linguagem que se coaduna com o cen&aacute;rio da educa&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica brasileira e a incid&ecirc;ncia nos processos formativos de seus sujeitos &ndash; professores e alunos &ndash; das universidades e escolas de educa&ccedil;&atilde;o b&aacute;sica, que tenham em vista a perspectiva da interdisciplinaridade no &acirc;mbito das discuss&otilde;es profissionais e/ou acad&ecirc;micas.<br />\r\n
                  Aqui a comunidade leitora encontrar&aacute; pesquisas com objetivos muito bem delineados para proposi&ccedil;&atilde;o de leitura(s) e metodologia(s) que tomam os estudos da linguagem como fonte e objeto de investiga&ccedil;&atilde;o e tamb&eacute;m de pr&aacute;xis na sala de aula. Assim, convidamos a uma leitura que, dentre todas as vozes que se fazem presentes nesse coro te&oacute;rico-metodol&oacute;gico, auxilie na capacidade de perceber nos discursos, que partem de outros j&aacute; ditos, o desejo pela diversidade te&oacute;rica e pela pr&aacute;tica de ensino e aprendizagem que se efetive no fazer docente.<br />\r\n
                  <br />\r\n
                  <em>Natanael Duarte de Azevedo<br />\r\n
                  Professor Adjunto da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)<br />\r\n
                  Coordenador do Programa de P&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o em Estudos da Linguagem (PROGEL/UFRPE)</em>
                  """
                "apresentacao" => null
                "organizadores" => """
                  Natanael Duarte de Azevedo<br />\r\n
                  Professor Adjunto da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)<br />\r\n
                  Coordenador do Programa de P&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o em Estudos da Linguagem (PROGEL/UFRPE)
                  """
                "conselho_editorial" => """
                  Alfredo Cordiviola (UFPE)<br />\r\n
                  Aline Alves Arruda (IFMG)<br />\r\n
                  Arturo Gouveia (UFPB)<br />\r\n
                  Brenda Carlos de Andrade (UFRPE)<br />\r\n
                  Carlos Eduardo Soares da Cruz (UERJ)<br />\r\n
                  Claudia Roberta Tavares Silva (UFRPE)<br />\r\n
                  Cleber Alves de Ataide (UFRPE)<br />\r\n
                  Danniel da Silva Carvalho (UFBA)<br />\r\n
                  Dorothy Bezerra Silva de Brito (UFRPE)<br />\r\n
                  Germana Maria Ara&uacute;jo Sales (UFPA/CAPES)<br />\r\n
                  Gilberlande Pereira dos Santos (UNIVISA)<br />\r\n
                  Iara Christina Silva Barroca (UFV)<br />\r\n
                  I&ecirc;do de Oliveira Paes (UFRPE)<br />\r\n
                  Iran Ferreira de Melo (UFRPE)<br />\r\n
                  Isabela Barbosa do Rego Barros (UNICAP)<br />\r\n
                  Jo A-mi (UNILAB)&nbsp;<br />\r\n
                  Jo&atilde;o Batista Pereira (UFRPE)<br />\r\n
                  Jos&eacute; Tem&iacute;stocles Ferreira J&uacute;nior (UFRPE)<br />\r\n
                  Leonardo Lennertz Marcotulio (UFRJ)<br />\r\n
                  M&aacute;rcio Martins Leit&atilde;o (UFPB)<br />\r\n
                  Maria Carmen Aires Gomes (UFV)&nbsp;<br />\r\n
                  Maria C&eacute;lia Lima-Hernandes (USP)<br />\r\n
                  Marianne Carvalho Bezerra Cavalcante (UFPB)<br />\r\n
                  Miriam Garate (UNICAMP)<br />\r\n
                  Natanael Duarte de Azevedo (UFRPE)<br />\r\n
                  Paulo Henrique Duque (UFRN)<br />\r\n
                  Renata Barbosa Vicente (UFRPE)<br />\r\n
                  Silvana Silva de Farias Ara&uacute;jo (UEFS)<br />\r\n
                  S&iacute;lvia Rodrigues Vieira (UFRJ)<br />\r\n
                  Valdir do Nascimento Flores (UFRGS)<br />\r\n
                  Val&eacute;ria Severina Gomes (UFRPE)<br />\r\n
                  Vicentina Ramires (UFRPE)&nbsp;
                  """
                "ficha_catalografica" => "5fd91a34eff11_15122020171900.pdf"
                "arquivo" => "151220201733_E-BOOK---ESTUDOS-INTERDISCIPLINARES-DA-LINGUAGEM---VOLUME-02-.pdf"
                "arquivo_alterado" => 1
                "ano_publicacao" => 2020
                "created_at" => "2020-11-10 08:53:42"
                "updated_at" => "2022-02-23 11:49:27"
                "ativo" => 1
              ]
              #changes: []
              #classCastCache: []
              #dates: []
              #dateFormat: null
              #appends: []
              #dispatchesEvents: []
              #observables: []
              #relations: []
              #touches: []
              #hidden: []
              #visible: []
              #guarded: array:1 [
                0 => "*"
              ]
            }
          ]
        }
      ]
      #touches: []
      #hidden: []
      #visible: []
      #guarded: array:1 [
        0 => "*"
      ]
    }
  ]
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 10 de novembro de 2020

Resumo

MULHER NEGRA LÉSBICA TEM UMA HISTÓRIA? POR EU SER NEGRA E LÉSBICA, SOU (LIDA) MULHER? ESSES SÃO OS QUESTIONAMENTOS QUE EVOCARAM A ESCRITA DESSE ARTIGO, UMA VEZ QUE AINDA NO SÉCULO XXI, MESMO COM OS AVANÇOS DOS DIREITOS SOCIAIS (E HUMANOS), SER NEGRA LÉSBICA AINDA É UM DESAFIO BASTANTE ÁRDUO E HÁ UMA ESCASSEZ DE DISCUSSÕES ABORDANDO TAL TEMA. É PERCEPTÍVEL, TAMBÉM, QUE FALAR SOBRE LÉSBICAS NA LITERATURA, PRINCIPALMENTE, QUANDO O FATOR RACIAL ESTÁ ENVOLVIDO, AINDA É UM TABU. SABE-SE QUE SOCIEDADES OCIDENTAIS PÓS-COLONIZADAS TEM COMO ELEMENTOS ESTRUTURANTES O RACISMO, O CAPITALISMO E O CISHETEROPATRIARCADO (GONZALEZ, 1983; DAVIS, 2006, AKOTIRENE SANTOS, 2019), DE MODO QUE PERFIS FEMININOS QUE “FOGEM” AO PADRÃO HEGEMÔNICO, POR SUA VEZ, HISTORICAMENTE, ASSOCIADO A UMA FEMINILIDADE BRANCA E HETEROSSEXUAL, SÃO SUBALTERNIZADOS AO PONTO DE SEREM DESCARACTERIZADOS ENQUANTO POSSIBILIDADES DE EXISTÊNCIAS FEMININAS. ISTO É, NA MEDIDA EM QUE UM ÚNICO PERFIL FEMININO, MUITO BEM DELIMITADO POR ESSES ELEMENTOS ESTRUTURANTES DESSAS SOCIEDADES, É AMPLAMENTE DIFUNDIDO COMO ÚNICA POSSIBILIDADE DE “SER MULHER”, HÁ, EM VISTA DISSO, A CONCEPÇÃO DE QUE “SER MULHER” É UMA EXPERIÊNCIA UNIVERSAL, EMBORA SEJA ORIENTADA POR UM PADRÃO HEGEMÔNICO DE FEMINILIDADE BRANCA E HETEROSSEXUAL. PORTANTO, HÁ UMA CONSTRUÇÃO DE ESTEREÓTIPO EM TORNO DA MULHER NEGRA LÉSBICA LEVANDO-A, NO IMAGINÁRIO SOCIAL, À CONDIÇÃO DE NÃO-HUMANA, A QUAL EXCLUI MULHERES NEGRAS LÉSBICAS DO CONCEITO DA UNIVERSALIDADE. NESSE TEXTO, ATRAVÉS DA ANÁLISE DO CONTO ISALTINA CAMPO BELO, DA ESCRITORA CONCEIÇÃO EVARISTO, NO LIVRO INSUBMISSAS LÁGRIMAS DE MULHERES (2011), TRAGO UMA DISCUSSÃO SOBRE COMO A INVISIBILIDADE DA NEGRA LÉSBICA NA LITERATURA E DE COMO A HETERONORMATIVIDADE (FUNDAMENTADA NA) CULTURA EUROCÊNTRICA AFETAM NO PROCESSO DE DESCOBERTA DE IDENTIDADE DA MULHER NEGRA LÉSBICA, ENVOLVENDO, TAMBÉM, O CONTEXTO RACIAL, GÊNERO E CLASSE. O DEBATE FEITO AQUI CENTRA-SE NA AGENDA DE TRABALHO DO FEMINISMO NEGRO (GONZALEZ, 1983; BAIRROS, 1995; COLLINS, 2000; CARNEIRO, 2005; DAVIS, 2006, ENTRE OUTRAS), CUJA FERRAMENTA TEÓRICO-METODOLÓGICA É A INTERSECCIONALIDADE, HAJA VISTA QUE SE PROPÕE A INVESTIGAR O INTERCRUZAMENTO DO RACISMO, DO CISHETEROPATRIARCADO E DO CAPITALISMO, COMO ELEMENTOS ESTRUTURANTES DE SOCIEDADES (CRENSHAW, 2019, AKOTIRENTE, 2019). SENDO ASSIM, HÁ AQUI A INTENÇÃO DE ACIONAR DISCUSSÕES RELACIONADAS À RAÇA (RACIALIZAÇÃO) E À SEXUALIDADE (LESBIANIDADE), ATRAVÉS DO PRECONCEITO INTRÍNSECO NA SOCIEDADE, PARA COM SUJEITOS QUE APRESENTAM ESSES MARCADORES IDENTITÁRIOS, COM VISTAS A SALIENTAR OS MOTIVOS DESSE GRUPO SOFRER COM A INVISIBILIDADE E SILENCIAMENTO NOS MEIOS SOCIAIS E LITERÁRIOS. A LITERATURA TEM UM PAPEL IMPORTANTE NA SOCIEDADE PARA CONSTRUÇÃO DO IMAGINÁRIO SOCIAL, NA MEDIDA EM QUE ORA REITERA, ORA DESCONSTRÓI ESTEREÓTIPOS, POR ISSO É ATRAVÉS DELA QUE CRIAMOS ESTEREÓTIPOS, OPRESSÃO, SEGREGAÇÃO, EM ESPECIFICO, O RACISMO E A LÉSBOFOBIA. PORTANTO, A ANÁLISE FEITA NESSE ARTIGO É NECESSÁRIA PARA PENSAR E REFLETIR O PORQUÊ DE NÓS, MULHERES NEGRAS LÉSBICAS, NÃO TERMOS ESPAÇO PARA NOSSAS NARRATIVAS NO CAMPO LITERÁRIO. SABEMOS O QUÃO PERIGOSA A INVISIBILIDADE PODE SER PARA OS CORPOS MARGINALIZADOS, POIS ACABAM LEGITIMANDO AS VIOLÊNCIAS CONSTASTES NO DIA A DIA. ATRAVÉS DESSA REVISÃO TEÓRICA PODEREMOS VER A IMPORTÂNCIA DA LUTA CONSTANTE DESSAS MULHERES SÃO IMPORTANTES PARA QUE SEJAMOS OUVIDAS, CONSEQUENTEMENTE, LIVRES.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.