Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

AULA DE PORTUGUÊS: REFLEXÕES DA PRÁTICA EFETIVA E EFICAZ DO PROFESSOR

Palavra-chaves: AULAS DE PORTUGUÊS., ESCRITA. LEITURA., CONTESTO SOCIAL. Comunicação Oral (CO) ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

Nesse trabalho pretende-se mostra que as aulas de português são motivo de preocupação, pois ainda são superficiais, devido ao não esforço de alguns professores que usam a gramática da língua de forma equivocada, o que causa grande prejuízo aos alunos. Observou-se que os mesmos não trabalham não trabalha com a oralidade nem com a leitura da forma que deveria ser trabalhado o que deixa o ensino descontextualizado. Ao trabalhar com palavras e frases, sem contexto, torne o ato de escrever um verdadeiro martírio para os alunos, pois tratam a escrita como dom e não como processo. De fato, a produção da escrita, como processo, é trabalhoso, o que serve de pretexto para que os professores administrem pura e simplesmente com a gramática. Essa didática acaba por obrigar os alunos a decorarem regras e mais regras que depois não podem ser incorporada ao no contexto social de cada um. A leitura na escola serve apenas como pretexto para o ensino da gramática e avaliação de decodificação Isso faz com que os alunos não gostem de escrever, nem tenham o habito da escrita. Como consequência dessa superficialidade há uma grande evasão escolar, pois os alunos não sabem o uso social da língua portuguesa e sua importância no contexto social, o que leva a uma compreensível baixo auto estima com relação a capacidade de aprendizagem do mesmo.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.