Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

A LITERATURA INFANTIL COMO PROPULSORA DA PRÁTICA HUMANÍSTICA: UMA PROPOSTA DE LETRAMENTO LITERÁRIO NA ALFABETIZAÇÃO

Palavra-chaves: LITERATURA INFANTIL, ESTÉTICA DA RECEPÇÃO, FORMAÇÃO HUMANÍSTICA Comunicação Oral (CO) LINGUAGENS, LETRAMENTO E ALFABETIZAÇÃO
"2014-09-18 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 6807
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 335
    "inscrito_id" => 3816
    "titulo" => "A LITERATURA INFANTIL COMO PROPULSORA DA PRÁTICA HUMANÍSTICA: UMA PROPOSTA DE LETRAMENTO LITERÁRIO NA ALFABETIZAÇÃO"
    "resumo" => "A LITERATURA INFANTIL COMO PROPULSORA DA PRÁTICA HUMANÍSTICA: UMA PROPOSTA DE LETRAMENTO LITERÁRIO NA ALFABETIZAÇÃO                                                                                                                                          Viviane Sulpino da Silva                                                                                             Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG)O presente trabalho busca evidenciar a relevância da função estética na literatura infantil para a formação humanística e a promoção do letramento literário. Objetiva-se, desse modo, contribuir para a formação docente e prática pedagógica valorizando a função estética literária para reelaboração de conceitos. Trata-se de uma pesquisa de cunho qualitativo, cujo campo de estudo foi uma escola pública do município de Campina Grande – Paraíba.  Os colaboradores foram os alunos da turma do primeiro ano, os professores alfabetizadores da instituição e a equipe técnica pedagógica. Os registros em diário de campo, fichamentos de livros, entrevistas e as produções das crianças constituem instrumentos de coleta de dados. A perspectiva de análise de dados é descritivo-qualitativa baseada na teoria da Estética da Recepção. Nas intervenções com o texto literário utilizamos o método recepcional. Os principais teóricos que embasam esse estudo são: Compagnon (2010, 2012), Zilberman (1985; 1988), Jauss (1994), Cosson (2006), Marcuschi (2008) e Ribeiro (2009). A comunicação de opiniões e ideias a respeito da temática propicia a interação dialógica, mediada por discussões coletivas que fomentam a escrita do texto de opinião.  Os resultados da análise dos dados evidenciaram que a interação e mediação entre a obra literária e o leitor podem conduzir as crianças à prospecção, ou seja, à reformulação das expectativas pela apresentação de novas perspectivas motivadas pela ruptura e ampliação do horizonte de expectativas, resultado do trabalho dialógico com a literatura infantil.Palavras chave: Literatura infantil; Estética da Recepção; formação humanística."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "LINGUAGENS, LETRAMENTO E ALFABETIZAÇÃO"
    "palavra_chave" => "LITERATURA INFANTIL, ESTÉTICA DA RECEPÇÃO, FORMAÇÃO HUMANÍSTICA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_1datahora_03_08_2014_20_06_55_idinscrito_3816_74772c4ff37c447fb808cf479a575bef.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:53"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:24"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "VIVIANE SULPINO DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "VIVIANE SULPINO"
    "autor_email" => "viviane-sulpino@hotmail.c"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 6807
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 335
    "inscrito_id" => 3816
    "titulo" => "A LITERATURA INFANTIL COMO PROPULSORA DA PRÁTICA HUMANÍSTICA: UMA PROPOSTA DE LETRAMENTO LITERÁRIO NA ALFABETIZAÇÃO"
    "resumo" => "A LITERATURA INFANTIL COMO PROPULSORA DA PRÁTICA HUMANÍSTICA: UMA PROPOSTA DE LETRAMENTO LITERÁRIO NA ALFABETIZAÇÃO                                                                                                                                          Viviane Sulpino da Silva                                                                                             Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG)O presente trabalho busca evidenciar a relevância da função estética na literatura infantil para a formação humanística e a promoção do letramento literário. Objetiva-se, desse modo, contribuir para a formação docente e prática pedagógica valorizando a função estética literária para reelaboração de conceitos. Trata-se de uma pesquisa de cunho qualitativo, cujo campo de estudo foi uma escola pública do município de Campina Grande – Paraíba.  Os colaboradores foram os alunos da turma do primeiro ano, os professores alfabetizadores da instituição e a equipe técnica pedagógica. Os registros em diário de campo, fichamentos de livros, entrevistas e as produções das crianças constituem instrumentos de coleta de dados. A perspectiva de análise de dados é descritivo-qualitativa baseada na teoria da Estética da Recepção. Nas intervenções com o texto literário utilizamos o método recepcional. Os principais teóricos que embasam esse estudo são: Compagnon (2010, 2012), Zilberman (1985; 1988), Jauss (1994), Cosson (2006), Marcuschi (2008) e Ribeiro (2009). A comunicação de opiniões e ideias a respeito da temática propicia a interação dialógica, mediada por discussões coletivas que fomentam a escrita do texto de opinião.  Os resultados da análise dos dados evidenciaram que a interação e mediação entre a obra literária e o leitor podem conduzir as crianças à prospecção, ou seja, à reformulação das expectativas pela apresentação de novas perspectivas motivadas pela ruptura e ampliação do horizonte de expectativas, resultado do trabalho dialógico com a literatura infantil.Palavras chave: Literatura infantil; Estética da Recepção; formação humanística."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "LINGUAGENS, LETRAMENTO E ALFABETIZAÇÃO"
    "palavra_chave" => "LITERATURA INFANTIL, ESTÉTICA DA RECEPÇÃO, FORMAÇÃO HUMANÍSTICA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_1datahora_03_08_2014_20_06_55_idinscrito_3816_74772c4ff37c447fb808cf479a575bef.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:53"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:24"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "VIVIANE SULPINO DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "VIVIANE SULPINO"
    "autor_email" => "viviane-sulpino@hotmail.c"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

A LITERATURA INFANTIL COMO PROPULSORA DA PRÁTICA HUMANÍSTICA: UMA PROPOSTA DE LETRAMENTO LITERÁRIO NA ALFABETIZAÇÃO Viviane Sulpino da Silva Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG)O presente trabalho busca evidenciar a relevância da função estética na literatura infantil para a formação humanística e a promoção do letramento literário. Objetiva-se, desse modo, contribuir para a formação docente e prática pedagógica valorizando a função estética literária para reelaboração de conceitos. Trata-se de uma pesquisa de cunho qualitativo, cujo campo de estudo foi uma escola pública do município de Campina Grande – Paraíba. Os colaboradores foram os alunos da turma do primeiro ano, os professores alfabetizadores da instituição e a equipe técnica pedagógica. Os registros em diário de campo, fichamentos de livros, entrevistas e as produções das crianças constituem instrumentos de coleta de dados. A perspectiva de análise de dados é descritivo-qualitativa baseada na teoria da Estética da Recepção. Nas intervenções com o texto literário utilizamos o método recepcional. Os principais teóricos que embasam esse estudo são: Compagnon (2010, 2012), Zilberman (1985; 1988), Jauss (1994), Cosson (2006), Marcuschi (2008) e Ribeiro (2009). A comunicação de opiniões e ideias a respeito da temática propicia a interação dialógica, mediada por discussões coletivas que fomentam a escrita do texto de opinião. Os resultados da análise dos dados evidenciaram que a interação e mediação entre a obra literária e o leitor podem conduzir as crianças à prospecção, ou seja, à reformulação das expectativas pela apresentação de novas perspectivas motivadas pela ruptura e ampliação do horizonte de expectativas, resultado do trabalho dialógico com a literatura infantil.Palavras chave: Literatura infantil; Estética da Recepção; formação humanística.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.